! Figueirense cede empate ao Brasiliense - 14/08/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  14/08/2005 - 17h49
Figueirense cede empate ao Brasiliense

Da Redação
Em São Paulo

No encontro entre clubes ameaçados pelo descenso no Campeonato Brasileiro, Figueirense e Brasiliense ficaram no empate por 2 a 2 na tarde deste domingo e continuam na briga contra o rebaixamento. O jogo foi realizado no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 20ª rodada.

Depois de bater o São Paulo na última quarta-feira, o time catarinense perde a oportunidade de obter seu segundo triunfo consecutivo após estar vencendo por duas vezes. Com o resultado, o Figueirense vai a 19 pontos e continua na faixa de risco. O Brasiliense, por sua vez, chega a 22 na classificação.

ATAQUE DESPERTA
Segundo pior ataque do Campeonato Brasileiro ao lado do Figueirense com 24 gols marcados (supera apenas o Flamengo, com 22), o Brasiliense conseguiu um feito na tarde deste domingo, no empate por 2 a 2. A equipe comandada por Joel Santana não fazia dois gols em uma mesma partida havia seis rodadas, quando empatou por 3 a 3 com o São Paulo. Desde então, empatou dois jogos sem gols, três por 1 a 1 e ainda sofreu uma derrota por 2 a 1.
E para não sair da rotina, a equipe alvinegra contou mais uma vez com o faro de artilheiro do lateral-esquerdo Michel Bastos. O camisa 6 marcou o segundo gol sobre o time do Distrito Federal, seu nono no Brasileiro, e manteve notável embalo com seis gols nos últimos cinco jogos.

O gol de Michel, porém, não foi suficiente para amenizar o ambiente na equipe catarinense, que deixou o campo vaiada por seus torcedores. Depois de a diretoria dispensar cinco jogadores, o preparador físico e um diretor no final da semana, o Figueirense amarga mais uma rodada entre os quatro piores do Nacional.

Pelo lado da equipe de Joel Santana, o clima não é muito diferente. Embora tenha evitado a derrota na superação com gol no final, o Brasiliense não vence há oito rodadas, acumulando sete empates e uma derrota. O último triunfo aconteceu no dia 16 de julho, quando bateu o Goiás por 3 a 1, fora de casa.

Os dois clubes voltam a campo no próximo domingo, dia 21. O Brasiliense recebe a Ponte Preta no estádio Boca do Jacaré, às 16h, enquanto o Figueirense visita o Santos na Vila Belmiro, no litoral paulista, às 18h10.

O jogo
Apesar de atuar fora de casa, o Brasiliense começou melhor a partida, caprichando na troca de passes curtos no meio-campo. Com maior volume de jogo, os visitantes quase abriram o placar aos 17min, quando Edson Bastos falhou em cobrança de escanteio e Márcio Martins tirou a bola quase sobre a linha do gol.

O susto despertou a equipe catarinense, que se acertou aos poucos e passou a pressionar o Brasiliense. O primeiro a levar perigo à meta de Eduardo foi Michel Bastos, em cruzamento da esquerda que tocou no travessão. Na seqüência, Bilu chutou de fora da área direto pela linha de fundo.

Pouco depois, o Figueirense conseguiu inaugurar o marcador. Aos 27min, Adriano recebeu passe preciso de Edmundo dentro da área e tocou na saída de Eduardo, rasteiro, para balançar as redes. Esse foi o terceiro gol do atacante no campeonato.

Apesar de pouco criar, o Brasiliense chegou ao empate logo em seguida, aos 34min. O meia Iranildo dominou na entrada da área sem marcação e bateu com categoria para mandar a bola no canto esquerdo de Edson Bastos. A bola ainda sofreu desvio no meio do caminho.

A comemoração dos visitantes, porém, durou pouco. Três minutos mais tarde, Michel Bastos mostrou por que é o artilheiro do Figueirense no campeonato e deixou sua marca. Como um atacante, o lateral-esquerdo dominou dentro da área após rebote e fez seu nono gol no Brasileiro para recolocar os anfitriões em vantagem.

Depois do intervalo, a partida ficou ainda mais aberta. Em três minutos, o Brasiliense desperdiçou duas ótimas oportunidades de empatar novamente. Oséas acertou forte cabeceio na trave e, no lance seguinte, tocou para Alex Oliveira, na pequena área, chutar sobre Cléber, que estava sob o travessão e salvou o Figueirense.

O time catarinense também teve boa chance. Michel Bastos puxou contra-ataque pela esquerda e tocou para Adriano, que de primeira cruzou para Fernandes. O meia chegou em velocidade na área e cabeceou firme, mas Eduardo realizou importante defesa na base do reflexo.

Determinado a evitar a derrota, o Brasiliense partiu com tudo para o ataque e foi premiado com um gol aos 37min. Após cobrança de falta de Tiano, Edson Bastos soltou a bola e Oséas aproveitou o rebote para empatar a partida pela segunda vez, dando números finais ao duelo.

FIGUEIRENSE
Édson Bastos; Dudu, Cleber, Eloy e Michel Bastos; Márcio Martins (Rodrigo), Carlos Alberto, Bilu e Fernandes (Marquinhos Paraná); Edmundo e Adriano (Alexandre)
Técnico: Zé Mário

BRASILIENSE
Eduardo; Gérson (Robston), Régis e André Turatto; Dida, Vampeta (Tiano), Deda, Iranildo e Rochinha; Alex Oliveira (Igor) e Oséas
Técnico: Joel Santana

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Sérgio Buttes Cordeiro Filho (RS)
Cartões amarelos: Edson Bastos (FI) e Régis (BR)
Gols: Adriano, aos 27min, Iranildo, aos 34min, e Michel Bastos, aos 37min do primeiro tempo; Oséas, aos 37min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias