! Com Leão invicto, Palmeiras só empata com Atlético-PR - 31/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  31/07/2005 - 20h00
Com Leão invicto, Palmeiras só empata com Atlético-PR

Da Redação
Em São Paulo

Emerson Leão segue imbatível à frente do Palmeiras. No quarto jogo sob o comando do treinador, o time paulista empatou por 1 a 1 com o Atlético-PR, na noite deste domingo, na conclusão da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Emiliano Capozoli B./Folha Imagem 
Com estádio do Pacaembu sem torcida, Palmeiras pára diante do Atlético-PR
Num Pacaembu sem a presença de torcedores, devido à punição sofrida pela equipe alviverde no clássico contra o Corinthians, o Palmeiras apresentou um futebol sem brilho e perdeu em qualidade ofensiva com a ausência de Pedrinho, suspenso.

Mesmo assim, graças ao belo gol de falta do zagueiro Daniel, o time paulista manteve sua invencibilidade com Leão. Nas três partidas anteriores, o treinador ganhou duas, contra Figueirense (4 x 1) e Atlético-MG (1 x 0), e empatou sem gols com o Flamengo.

A igualdade, porém, não deixou o técnico palmeirense satisfeito. "Não é o resultado ideal, pois estamos muito na parte de baixo da tabela e por isso temos que vencer", argumentou.

No Atlético, brilhou a estrela de Aloísio. Machucado desde o início do jogo, o atacante insistiu com o técnico Antonio Lopes para ficar em campo e abriu o placar ainda no primeiro tempo, mostrando oportunismo.

Esse gol ainda pôs fim à boa seqüência defensiva do Palmeiras, que voltou a ser vazado após 304 minutos. O último gol sofrido pela equipe alviverde havia acontecido na goleada sobre o Figueirense.

Com o empate, o Palmeiras chegou aos 21 pontos e deixou o Fortaleza para trás, assumindo a 13ª colocação. Já o Atlético, com 16, sobe para 17º e se mantém mais uma rodada fora da zona de rebaixamento.

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira, quando faz o clássico com o São Paulo no estádio do Morumbi, às 20h30. Um dia antes, mas no mesmo horário, o Atlético-PR recebe o Goiás na Arena da Baixada, pela 17ª rodada.

O jogo
A partida no Pacaembu começou bastante truncada, com poucas chances de gol. A primeira delas foi aos 10min, quando Juninho aproveitou sobra de uma dividida e, na cara de Diego, chutou sobre o travessão.

SEQÜÊNCIA PERIGOSA
Após enfrentar equipes mal colocadas na classificação, o Palmeiras só terá confrontos teoricamente mais complicados até o final do primeiro turno. Nas próximas cinco rodadas, a equipe alviverde enfrentará quatro adversários mais bem colocados na tabela atualmente, além do atual campeão da Copa Libertadores. Depois de encarar o São Paulo no clássico paulista, o Palmeiras pega o Juventude, fora, Ponte e Internacional em casa, e Fluminense, no Rio.
Encontrando dificuldades para superar a marcação adversária, as duas equipes passaram a recorrer aos chutes de longa distância e aos cruzamentos na área. Nada, porém, que pudesse ameaçar as metas de Sérgio e Diego.

Na etapa inicial, quem roubou a cena foi Aloísio. Sentindo dores musculares, o atacante começou a mancar em campo. Antonio Lopes, então, chamou Finazzi para o aquecimento. O reserva assinou a súmula, porém não pôde entrar já que Aloísio disse que podia continuar.

E ele mostrou que estava certo. Depois de quase abrir o placar aos 35min, batendo para fora, Aloísio estufou as redes de Sérgio aos 44min. O camisa 9 recebeu passe de Lima dentro da área e superou o goleiro palmeirense para fazer 1 a 0. Correu para comemorar o gol e foi substituído logo em seguida, pelo próprio Finazzi.

Após o intervalo, o Atlético voltou com maior volume de jogo. No entanto, foi o Palmeira quem chegou ao gol para empatar a partida. O zagueiro Daniel acertou uma bela cobrança de falta, com muita força, e mandou a bola no canto esquerdo do goleiro Diego.

O time paranaense tentou dar o troco em dois chutes de fora da área. Primeiro foi Alan Bahia, que exigiu bela defesa de Sérgio. Depois, Marcão emendou uma bomba de fora da área e carimbou a trave palmeirense.

Aos 32min, foi a vez de Marcinho Guerreiro quase ajudar o Atlético. O volante tentou afastar cruzamento da esquerda e por pouco não marcou contra, assustando o companheiro Sérgio com bola que passou perto da trave.

Nos minutos finais, o Palmeiras partiu com mais ímpeto para tentar a virada e garantir o triunfo como anfitrião. A melhor chance, porém, foi criada pelo Atlético. Jancarlos aproveitou bobeira de Marcinho Guerreiro e, de dentro da área, acertou o travessão do Palmeiras.

PALMEIRAS
Sérgio; Daniel, Gamarra e Leonardo Silva; Baiano (Correa), Marcinho Guerreiro, Reinaldo, Juninho Paulista (Washington) e Fabiano; Marcinho e Gioino
Técnico: Emerson Leão

ATLÉTICO-PR
Diego; Jancarlos, Danilo, Paulo André e Marcão; Cocito, Alan Bahia (Marcus Vinicius), Fabrício (Denis) e Evandro; Lima e Aloísio (Finazzi)
Técnico: Antonio Lopes

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Auxiliares: Edgard Sales Abreu e Alexandre Conceição (MG)
Gols: Aloísio, aos 44min do primeiro tempo; Daniel, aos 10min do segundo tempo
Cartões amarelos: Cocito (AT), Evandro (AT), Lima (AT) e Marcão (AT)

Leia mais


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias