! Emocionante, Corinthians vence 5ª seguida - 27/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/07/2005 - 22h23
Emocionante, Corinthians vence 5ª seguida

Da Redação
Em São Paulo

Os torcedores que lotaram o Pacaembu nesta quinta-feira foram premiados com uma das mais emocionantes partidas da temporada. Num confronto cheio de alternativas e mudanças de panorama, o Corinthians venceu o Cruzeiro por 4 a 3 e chegou à quinta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro.

Antonio Gaudério/Folha Imagem 
Roger ergue Rosinei após um dos gols do Corinthians no estádio do Pacaembu
Mesmo dentro de casa, o Corinthians saiu perdendo e esteve duas vezes atrás no placar. Porém, o time paulista conseguiu uma virada pela sexta vez no Brasileiro (em dez vitórias) e se manteve entre os líderes do torneio. Agora, a equipe comandada por Márcio Bittencourt soma 31 pontos e mantém a diferença para a líder Ponte Preta, que tem 32.

"Foi um jogo com a cara do Corinthians. Foi muito complicado, com muito sofrimento. Todo mundo que esteve no Pacaembu hoje (quarta-feira) viu uma grande partida e saiu satisfeito com o alto nível técnico das duas equipes", analisou o técnico Márcio Bittencourt.

O Cruzeiro, em contrapartida, estaciona nos 24 pontos e perde a chance de se aproximar dos líderes. Além disso, a equipe mineira perde uma invencibilidade que já durava sete partidas (três vitórias e quatro empates) e sai de campo derrotada pela primeira vez desde a chegada do técnico Paulo César Gusmão.

ROUPA NOVA
O Corinthians vai anunciar nesta sexta-feira o nome do novo patrocinador da equipe paulista. O clube do Parque São Jorge fechou acordo com uma multinacional coreana, que vai estampar o peito das camisas alvinegras.

Este será o primeiro patrocinador do Corinthians desde a chegada da MSI, no início deste ano. No entanto, o valor do acordo com a multinacional ainda está aquém das pretensões do parceiro alvinegro.Leia mais
O grande destaque do Corinthians nesta quarta-feira foi o setor ofensivo. Com os quatro gols marcados sobre o Cruzeiro, o time paulista chegou a 34 e disparou na condição de equipe mais eficiente do Campeonato Brasileiro.

A defesa, no entanto, não vive momento favorável. O Corinthians chegou a 30 gols sofridos no Brasileiro e empatou com o Paysandu na condição de segunda defesa mais vazada do torneio (a pior é a do Vasco, que tomou 32 gols).

Pelo lado do Cruzeiro, mais uma vez brilhou o centroavante Fred. O jogador anotou o segundo gol do time mineiro, chegou a dez e se isolou na artilharia do Brasileiro. Além disso, manteve a média de um gol por partida nesta temporada (marcou 37 vezes em 37 jogos).

O CULPADO
A arbitragem do paranaense Héber Roberto Lopes foi o grande vilão do jogo desta quarta-feira segundo o elenco do Cruzeiro. O time mineiro reclamou de duas penalidades que não teriam sido marcadas contra o Corinthians.

Além disso, o goleiro Fábio também garantiu que não derrubou o atacante Tevez no pênalti que propiciou o quarto gol marcado pelo Corinthians.Leia mais
"Conseguimos criar oportunidades para marcar e a partida foi bastante aberta. Faltou um pouco de equilíbrio à nossa equipe, principalmente depois que fizemos o segundo gol", ponderou o técnico Paulo César Gusmão.

O Cruzeiro volta a campo no próximo sábado, quando recebe o Fortaleza, às 16h, no Mineirão. No mesmo horário, mas no domingo, o Corinthians vai à Vila Belmiro para enfrentar o Santos.

O jogo
Utilizando bastante as laterais do gramado, Corinthians e Cruzeiro começaram o confronto desta quarta-feira dispostos a atacar. Entretanto, desde o início do jogo ficou evidente a diferença técnica entre os armadores das duas equipes (Roger, dos paulistas; e Wagner, dos mineiros).

Com um organizador muito mais lúcido e criativo, o Corinthians conseguia fazer a bola chegar com facilidade aos atacantes Tevez e Jô. O Cruzeiro, sem um homem de criação no meio-campo, preferiu arriscar cruzamentos para a área.

Em um destes cruzamentos, porém, o time mineiro inaugurou o marcador. Marinho levantou da direita aos 5min e o zagueiro Marinho, completamente livre dentro da área, desviou com o peito para dentro da própria meta.

VINGANÇA
O jogo desta quarta-feira marcou o segundo encontro entre o Corinthians e o técnico Paulo César Gusmão no Campeonato Brasileiro 2005.

No primeiro duelo com o atual comandante, no dia 1 de maio, o time paulista foi superado pelo Botafogo por 3 a 1 atuando fora de casa.

A vingança do Corinthians determinou a primeira derrota do Cruzeiro desde que Paulo César Gusmão assumiu o comando da equipe. E ainda determinou a segunda seqüência de cinco vitórias de Márcio Bittencourt como técnico do clube do Parque São Jorge.
O gol poderia ter desmontado o Corinthians. Mas a equipe paulista tinha Roger. O camisa 7 foi decisivo aos 12min da etapa inicial, quando carregou a bola para a ponta direita, driblou Patrick para o meio e chutou cruzado, no canto direito de Fábio, para empatar o jogo.

O restante do primeiro tempo evidenciou ainda mais o panorama dos minutos iniciais. O Cruzeiro assustou em um cruzamento de Maurinho, aos 31min. Adriano subiu livre e cabeceou no canto esquerdo de Fábio Costa, que desviou para a linha de fundo.

O Corinthians respondeu aos 35min. Novamente com Roger. O camisa 7 cobrou falta da direita e rolou rasteiro para o meio da área. Tevez apareceu e bateu de primeira, mas Fábio praticou linda defesa em seu canto direito.

Os cruzamentos do Cruzeiro só não foram mais perigosos porque o time mineiro usou demais o ineficiente Patrick e deixou Maurinho, principal arma ofensiva da equipe, esquecido na direita. "Eu fiquei pedindo a bola durante o primeiro tempo inteiro, mas só recebi dois passes em condições de cruzar", contou o lateral-direito.

Quando parou de utilizar Patrick e colocou a bola no chão, o Cruzeiro desempatou. Aos 2min do segundo tempo, Fred recebeu de costas para Marinho, girou para o pé direito e chutou de fora da área. A bola ainda tocou na trave esquerda de Fábio Costa antes de entrar.

O Corinthians ficou abatido com o gol e o Cruzeiro assumiu o controle da partida. No entanto, os donos da casa conseguiram passar à frente em menos de dois minutos. Aos 15min, Fábio Santos tentou afastar uma bola e ela desviou na cabeça de Rosinei, fora da área, encobrindo o goleiro Fábio.

Dois minutos depois, Roger cobrou falta da esquerda e encontrou Marinho no segundo pau. O zagueiro tocou de cabeça e acertou o travessão do Cruzeiro. Na sobra, Rosinei empurrou para as redes.

Só que a bola aérea não funcionou apenas no Corinthians. O Cruzeiro voltou a utilizar os cruzamentos, assim como no primeiro tempo, e conseguiu o terceiro gol. Moisés aproveitou um cruzamento cobrado da direita, aos 23min, e tocou de cabeça para acertar o canto esquerdo de Fábio Costa.

Mas o Corinthians respondeu rapidamente. Tevez foi lançado aos 29min, driblou Fábio e o goleiro tocou na bola. O árbitro paranaense anotou pênalti do camisa 1 do Cruzeiro. Na cobrança, o próprio Tevez colocou a bola no canto esquerdo e deu números finais ao emocionante confronto.

CORINTHIANS
Fábio Costa; Edson, Marinho, Sebá e Gustavo Nery (Marcus Vinícius); Marcelo Mattos, Mascherano, Rosinei (Fabrício) e Roger (Bobô); Tevez e Jô
Técnico: Márcio Bittencourt

CRUZEIRO
Fábio; Maurinho, Marcelo Batatais, Moisés e Patrick; Fábio Santos, Maldonado, Wagner (Weldon) e Kelly (Marabá); Fred e Adriano (Kerlon)
Técnico: Paulo César Gusmão

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Rogério Carlos Rolim (PR)
Cartões amarelos: Jô (COR), Adriano (CRU), Marinho (COR), Fábio (CRU), Marcelo Mattos (CRU)
Gols: Marinho (contra), aos 5min, Roger, aos 12min do primeiro tempo; Fred, aos 2min, Rosinei, aos 15min, Rosinei, aos 17min, Moisés, aos 23min, Tevez, aos 29min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias