! Ponte vence Flu e Vadão deixa time na liderança - 24/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  24/07/2005 - 20h16
Ponte vence Flu e Vadão deixa time na liderança

Da Redação
No Rio de Janeiro

Bastou o técnico Vadão, de partida para o Verdy Tokyo, fazer uma substituição e a Ponte Preta conquistou a vitória que garantiu a permanência da equipe na liderança do Campeonato Brasileiro. Um minuto antes de Isaías marcar o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, neste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, o atacante estava no banco de reservas.

Fotocom 
Tuta fez para o Fluminense, mas a Ponte vence em casa e segue no topo da tabela
Mas o treinador o colocou no lugar do lateral Bruno e, aos 36min do segundo tempo, Isaías garantiu a nona vitória da equipe campineira na competição. Com 29 pontos, a Ponte Preta é a líder isolada do Brasileirão, à frente do Internacional e do Corinthians, ambos com 28.

Despendindo-se de Campinas, o técnico Osvaldo Alvarez elogiou muito a postura da sua equipe.

"Fico sentido por sair daqui pela diretoria e pelo grupo de jogadores, além da torcida. Falavam que iríamos ter dificuldades com os times líderes e está aí o resultado", comemorou.

FLU PERDEU PARA ELE MESMO
O técnico Abel Braga lamentou o que já vem se tornando costumeiro no Fluminense: jogar bem, perder oportunidades e ser derrotado:

"Os resultados têm sido desfavoráveis, mas o Fluminense apresentou um bom futebol. Perdemos mais uma vez para nós mesmos".

Para o treinador, além das chances perdidas, o árbitro também foi fundamental para o resultado. Leia mais
O Fluminense perdeu a terceira seguida na competição e se afastou de vez dos primeiros colocados. Até o início desta semana, a equipe carioca não havia perdido nenhum jogo fora de casa. Mas as derrotas para Atlético-PR e Ponte Preta fizeram com que os comandados de Abel Braga despencassem da quarta para a oitava colocação, com os mesmos 23 pontos.

O atacante Tuta voltou à equipe do Fluminense depois de um mês sem atuar, mas mesmo com tanto tempo parado se movimentou bem. O jogador marcou um belo gol e saiu de campo reclamando do árbitro.

"A arbitragem foi complicada. Ele não deu a falta do jogador deles no lance da expulsão do Preto [Casagrande] e isso complicou o jogo para nós", lamentou.

A equipe buscará a reabilitação na próxima rodada, quando enfrentará o Goiás, em casa. A partida acontecerá nesta quarta-feira, às 20h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O lateral-esquerdo Juan, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e o meia Preto Casagrande, que foi expulso, terão que cumprir suspensão.

No mesmo dia, a Ponte Preta jogará contra o Santos, às 21h45, na Vila Belmiro. A equipe não poderá contar com Ângelo e André Silva, mas terá o retorno dos volantes Everton e Carlinhos e do lateral-direito Rissut, que cumpriram suspensão contra o Fluminense.

O jogo
A Ponte Preta começou a partida tentando pressionar o Fluminense no seu campo de defesa. Aos 2min, a bola foi levantada na área carioca e o líbero Marcão quase marcou contra. Com o time muito recuado, a primeira vez que o Fluminense foi ao ataque aconteceu aos 10min, com uma cabeçada de Tuta que Lauro defendeu tranqüilamente.

Aos 46min do primeiro tempo, Preto Casagrande foi expulso e dificultou as coisas para o lado do Fluminense. Em disputa no meio-campo, o jogador entrou de carrinho em um adversário e recebeu o cartão vermelho.

Com um jogador a mais, a Ponte Preta começou o segundo tempo pressionando o Fluminense. Depois de quase abrir o placar em chute de longa distância, a equipe campineira chegou ao gol. Danilo tentou passar por Igor e se jogou na área. O árbitro Giuliano Bozano marcou pênalti. Na cobrança, Kahê colocou no canto esquerdo de Kleber, que pulou no lado oposto.

Aos 10min, Evando aproveitou boa jogada na entrada da área do Fluminense e por pouco não ampliou. A bola foi rolada de calcanhar para o atacante, que chutou com força no travessão do goleiro carioca.

Embora jogasse com um homem a menos, o Fluminense não deixou de atacar a Ponte Preta e, aos 16min, Tuta mostrou porque é o principal goleador da equipe na temporada. O atacante recebeu bom passe pela esquerda, matou no peito, invadiu a área e chutou com força, sem chances para Lauro: 1 a 1.

Em seguida, o zagueiro Ângelo foi expulso e as equipes passaram a ter o mesmo número de jogadores em campo. Mesmo assim, a Ponte buscou o gol da vitória, marcado por Isaías, que acabara de entrar no lugar de Bruno, aos 36min.

PONTE PRETA
Lauro; Luciano Santos, Galeano, Rafael Santos e Bruno (Isaías); André Silva, Luciano Santos, Ângelo, Evando (Gabriel) e Danilo; Kahê (Romeu)
Técnico: Oswaldo Alvarez

FLUMINENSE
Kleber; Gabriel Santos, Igor e Marcão; Gabriel, Romeu, Preto Casagrande, Leandro (Juninho) e Juan (Lino); Beto e Tuta (Tiuí)
Técnico: Abel Braga

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Giulliano Bozzano (DF)
Auxiliares: Enio Ferreira Carvalho e Renato Miguel Vieira (ambos do DF)
Cartões amarelos: Marcão (F), André Silva (P), Ângelo (P), Preto Casagrande (F), Juan (F), Gabriel (F), Igor (F)
Cartões vermelhos: Preto Casagrande (F), Ângelo (P), André Silva (P)
Gols: Kahê, aos 2min, Tuta, aos 16min, Isaías, aos 36min do segundo tempo

Leia mais


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias