! Na estréia de Leão, Palmeiras goleia o Figueirense - 20/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/07/2005 - 23h43
Na estréia de Leão, Palmeiras goleia o Figueirense

MBPress
Em São Paulo

Com apenas três dias no Palmeiras, Emerson Leão obteve um feito que Paulo Bonamigo não conseguiu em sete partidas: vencer fora de casa. Com uma formação repleta de mudanças, inclusive sem o pentacampeão Marcos, o time alviverde foi a Santa Catarina e goleou o Figueirense por 4 a 1, de virada, nesta noite de quarta-feira, no estádio Orlando Scarpelli.

PALMEIRAS FORA DE CASA

Adversário

Placar

Data

São Caetano

2 x 2

23/04

Coritiba

0 x 1

08/05

Cruzeiro

0 x 2

22/05
Goiás

1 x 2

11/06
Paysandu

1 x 2

26/06
Corinthians

1 x 3

10/07

Figueirense

4 x 1

20/07
O resultado alivia a tensão vivida pelo clube nas últimas semanas, principalmente por causa da má campanha com contratações que já somam cerca de R$ 9 milhões. A vitória coloca o clube de Parque Antarctica agora com 16 pontos, em 14° lugar.

Já o Figueirense se mantém em crise. Com a derrota, os catarinenses permanecem com apenas dez pontos, mas agora na lanterna isolada, já que o Vasco venceu o Santos, na Vila Belmiro. Assim como era previsto, o técnico Marco Aurélio Moreira pediu demissão após o jogo. Vágner Benazzi, ex-Fortaleza, é o mais cotado para assumir o cargo.

Além de vencer na estréia de Leão, o Palmeiras quebra uma série de duas derrotas consecutivas. Depois de golear o Botafogo por 4 a 1, no dia 3 de julho, o time foi batido pelo arqui-rival Corinthians (3 a 1) e pelo Fortaleza (2 a 1), tropeço que culminou com a queda de Bonamigo no último domingo.

Esta, aliás, foi a primeira vitória jogando fora da capital paulista. Em seis jogos disputados, o clube havia obtido apenas um empate (São Caetano) e outras cinco derrotas (Coritiba, Cruzeiro, Goiás, Paysandu e Corinthians).

"Estava cansado de perder aqui (Santa Catarina). E hoje foi um dia ótimo para nós. Saber que essa foi a primeira vitória fora de casa me deixa ainda mais satisfeito", disse Leão.

VITÓRIA NA ESTRÉIA
Mudanças
Leão quebrou o jejum de Bonamigo e venceu fora de casa. Ele aprovou o trio de 'inhos', mas pode alterar o time. Leia mais
O time de Santa Catarina, ao contrário, permanecem em jejum com as vitórias. A última aconteceu em 26 de junho, quando derrotou o Botafogo por 1 a 0, no Rio de Janeiro. Depois disso, o time empatou com Cruzeiro (0 a 0) e perdeu para Paraná (3 a 0) e Ponte Preta (2 a 1).

Se a exibição ainda esteve longe da ideal, apesar do placar, o alviverde conseguiu provar, pelo menos, que poderá jogar sem um centroavante. O trio de "baixinhos" Pedrinho, Juninho Paulista e Marcinho, sofreu com a marcação adversária no início do jogo, mas conseguiu reagir e virar o confronto ainda na primeira etapa e ampliar no segundo.

"O importante é continuar acertando o alvo. Estava faltando isso para a gente e, felizmente, aconteceu hoje. Tivemos um grande aproveitamento e felicidade na hora de finalizar", afirmou Juninho, único dos "inhos" a não balançar as redes nesta noite.

Ambos os times voltam a campo no próximo domingo, às 16h. O Figueirense vai a Caxias do Sul enfrentar o Juventude, no Alfredo Jaconi. O Palmeiras recebe o Atlético-MG, no Palestra Itália.

O jogo
A velocidade esperada por Emerson Leão ao escalar Pedrinho, Juninho Paulista e Marcinho juntos foi contida pela forte marcação do Figueirense no meio-campo. Dominando o jogo, o time da casa marcou aos 10min. Michel Bastos bateu falta, Sérgio afastou mal e Marquinhos Paraná completou para o gol.

TUMULTO NO FIM DO JOGO

O Palmeiras e o lateral-direito Baiano não saíram ilesos dos tumultos no clássico contra o arqui-rival Corinthians, dia 10 de julho, no Morumbi.

O clube perdeu o mando de um jogo pela invasão de torcedores no gramado do estádio do São Paulo e terá de pagar multa de R$ 50 mil. A punição será cumprida dia próximo dia 24, diante do Atlético-MG.

Já Baiano foi suspenso por duas partidas por ter chutado uma bola contra o argentino Carlitos Tevez no segundo tempo do confronto. Leia mais
Em outros dois cruzamentos, o Figueirense quase ampliou. Aos 16min, Adriano desviou, a bola bateu no ombro de Sérgio, na trave, e voltou às mãos do goleiro. Cinco minutos mais tarde, o camisa 1 palmeirense quase levou um gol histórico. Sozinho na área, tentou encaixar a bola, mas errou e a viu saindo pela linha de fundo, próxima ao seu gol.

O Figueirense ainda teve ótima chance em cobrança de Michel Bastos - Sérgio defendeu e três jogadores do time da casa não aproveitaram o rebote - antes que o Palmeiras empatasse aos 27min. Após escanteio, Pedrinho pegou de bicicleta e Nen, na pequena área, deviou para o gol, no segundo bom ataque palmeirense.

O gol tranqüilizou o time paulista, que corrigiu sua marcação e virou aos 38min. Correa chutou cruzado e a bola sobrou na segunda trave para Marcinho desviar e anotar seu nono gol no Campeonato Brasileiro.

Na saída para o intervalo, o jogador elogiou a garra da equipe. "Tivemos um início irregular, mas nosso time soube reagir e mostrar muita garra e espírito de luta para reagir", afirmou.

No segundo tempo, Leão sacou Alceu e deu nova oportunidade ao garoto Reinaldo, incumbido de reforçar a marcação no meio-campo. Se o time melhorou nesse quesito, piorou nos passes.

SÉRGIO RECLAMA
Substituto de Marcos, o goleiro Sérgio passou sufoco no começo do jogo e reclamou do gramado em Florianópolis. Leia mais
Mesmo assim, nos contra-ataques, o Palmeiras foi criando oportunidades. Marcinho teve chute defendido por Édson Bastos aos 10min, mas o goleiro não pôde evitar o gol aos 15min. Marcinho Guerreiro cruzou rasteiro e Reinaldo, na segunda trave, apenas empurrou para as redes.

O goleiro do Figueirense ainda fez duas boas defesas, após conclusões de Marcinho e Lúcio, enquanto sua equipe criou apenas uma boa chance, aos 34min. Michel Bastos bateu cruzado da esquerda e acertou a trave palmeirense.

No minuto seguinte, porém, Pedrinho recebeu cobrança de lateral pela esquerda e chutou forte para marcar o quarto. No fim, Edmundo teve chance para diminuir. O atacante foi derrubado na área aos 43min, mas cobrou a penalidade na trave palmeirense.

FIGUEIRENSE
Édson Bastos; Marquinhos Paraná, Cléber, Bebeto e Michel Bastos; Carlos Alberto, Axel (Sérgio Manoel), Alexandre e Bilu; Edmundo e Adriano (Rodrigo)
Técnico: Marco Aurélio Moreira

PALMEIRAS
Sérgio; Nen, Gamarra e Daniel; Correa, Marcinho Guerreiro (Leonardo Silva), Alceu (Reinaldo), Juninho Paulista, Pedrinho (Cristian) e Lúcio; Marcinho
Técnico: Emerson Leão

Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Djalma José Beltrami (RJ)
Auxiliares: José Cláudio Paranhos e Delcio da Silva Brum (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Marquinhos Paraná (F), Lúcio (P), Marcinho Guerreiro (P), Bebeto (F), Alceu (P), Juninho Paulista (P)
Gols: Marquinhos Paraná, aos 10min, Nen, aos 28min, e Marcinho, aos 38min do primeiro tempo; Reinaldo, aos 15min, e Pedrinho, aos 35min do segundo tempo.

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias