! Atlético-PR bate Coritiba e enfim vence a 1ª no BR - 10/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  10/07/2005 - 20h03
Atlético-PR bate Coritiba e enfim vence a 1ª no BR

MBPress
Em Campinas

A primeira vitória do Atlético-PR no Campeonato Brasileiro não poderia ter sabor melhor para a torcida. Jogando com o time reserva por causa da decisão da Libertadores, o rubro-negro bateu o arqui-rival Coritiba por 1 a 0, na Arena da Baixada, e finalmente reagiu no Campeonato Brasileiro, ganhando novo fôlego para a final de quinta-feira.

O resultado faz os atuais vice-campeões brasileiros subirem para seis pontos, mas ainda continuarem na última colocação. O clube, porém, diminui a vantagem para os adversários na luta contra o rebaixamento e agora tem apenas quatro a menos que o Figueirense, 18° colocado.

Já o alviverde perde ótima chance de se aproximar do grupo dos quatro melhores que vão disputar a Copa Libertadores na próxima temporada. O time, que havia vencido o Paysandu na rodada anterior, permanece com 16 pontos, em 11° lugar, e vê a distância para os líderes aumentar.

O RETORNO DE DAGOBERTO
Considerado uma das maiores revelações do futebol brasileiro nos últimos anos, o atacante Dagoberto voltou a atuar neste domingo, diante do arqui-rival Coritiba, após nove meses de tratamento.

O jogador sofreu ruptura total dos ligamentos do joelho direito no dia 17 de outubro de 2004, no clássico ante ao Paraná, e desfalcou o Furacão na reta final do Campeonato Brasileiro.

A cirurgia do avante, porém, não foi nada tranqüila. Por imposição de seus empresários, Dagoberto acabou operado nos Estados Unidos. A atitude provocou a demissão em massa de todo o departamento médico do clube.

Dagol, como é conhecido pela torcida atleticana, entrou em campo aos 20min do segundo tempo no lugar de Fernandinho. No entanto, 15min depois ele sentiu uma contusão muscular na coxa direita e deixou o gramado.
O último triunfo do Atlético-PR sem ser na Libertadores, curiosamente, havia sido obtido contra o Coxa. Os times se enfrentaram na decisão do Estadual, no dia 17 de abril, e o Furacão venceu por 1 a 0, gol de Dênis Marques.

A partida deste domingo marcou também o reencontro do técnico Antônio Lopes com sua ex-equipe. O comandante dirigiu o Coritiba por pouco mais de um ano e teve como ápice a conquista do Campeonato Paranaense do ano passado.

Agora, o treinador volta a se concentrar na Copa Libertadores. Na próxima quinta-feira, o Atlético-PR enfrenta o São Paulo, no estádio do Morumbi, precisando vencer para ficar com o inédito título. No primeiro jogo, os times empataram por 1 a 1, no Beira-Rio.

Pelo Campeonato Brasileiro, os atleticanos voltam a campo no próximo domingo para enfrentarem o Atlético-MG, às 18h10, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O Coritiba recebe o Flamengo, também domingo, às 16h, no estádio Couto Pereira.

O jogo
Mesmo bastante desfalcado, o Atlético-PR começou a partida mais agressivo e não demorou para criar a primeira chance de gol. Logo aos 3min, Evandro recebeu passe na entrada da área e chutou na saída de Vizzotto. O goleiro conseguiu desviar e evitou que o placar fosse inaugurado.

Sem poder ofensivo, o Coritiba não conseguiu superar a marcação adversária com o toque de bola. Dessa forma, o time foi obrigado a arriscar. Aos 13min, Rafinha soltou a bomba de fora da área e Tiago Cardoso espalmou.

Com muitos erros de passes e o excesso nas faltas, os times não tinham força para levar perigo aos goleiros. Na segunda vez que ameaçou, o Furacão chegou ao gol. Aos 34min, Evandro recebeu lançamento, ganhou de Flávio na corrida e tocou na saída do goleiro.

Nem mesmo a desvantagem no placar fez o Coritiba acordar. Com Tiago e Alexandre presos na marcação da defesa adversária, o alviverde praticamente não incomodou Tiago Cardoso.

Na volta do intervalo, o Atlético reapareceu melhor e quase fez o segundo logo aos 5min. Fernandinho recebeu passe na entrada da área e, de frente para o gol, chutou fraco e Vizzotto defendeu no canto direito. No rebote, Rodriguinho driblou o goleiro, mas se chocou com um adversário e ficou sem a bola.

A entrada do atacante Caio fez o Coritiba ganhar mais poderio ofensivo, principalmente pelo lado direito com Rafinha. Apesar de melhorar seu rendimento, o time ainda não conseguiu assustar e limitou-se a tocar a bola na intermediária adversária.

Aos 26min, o Coxa perdeu ótima chance de empatar. Ricardinho cruzou da esquerda e a bola ficou para Tiago. Entre os zagueiros, o atacante perdeu o domínio e facilitou para o goleiro adversário que saiu e defendeu.

A pressão alviverde aumentou ainda mais com as entradas de Marquinhos e Marciano. Em seu primeiro lance, o ex-meia do São Paulo quase empatou. Aos 29min, ele chutou rasteiro de fora da área e Tiago Cardoso desviou para fora.

Quatro minutos mais tarde, o camisa 1 atleticano fez mais uma boa defesa. Marquinhos bateu falta da direita e Capixaba, livre de marcação, cabeceou e o goleiro segurou firme no meio do gol.

ATLÉTICO-PR
Tiago Cardoso; Rodriguinho, Paulo André, Adriano e Tiago Vieira (Ferreira) (Juninho); Beto, Marcus Vinícius, André Rocha e Evandro; Fernandinho (Dagoberto) e Rodrigo
Técnico: Antônio Lopes

CORITIBA
Vizzotto; Miranda, Flávio e Vagner (Caio); Rafinha, Márcio Egídio (Marciano), Capixaba, Jackson (Marquinhos) e Ricardinho; Alexandre e Tiago
Técnico: Cuca

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (Fifa-PE)
Auxiliares: Erick Bartholomeu Antas e Silva Bandeiras (Fifa-PE) e Irani Pinto da Paz (PE)
Cartões amarelos: Tiago Vieira (A), André Rocha (A), Vagner (C) Evandro (A), Marcus Vinícius (A), Ferreira (A), Adriano (A)
Gol: Evandro, aos 34min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias