! Flu vence Botafogo e volta ao topo do Brasileirão - 10/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  10/07/2005 - 17h58
Flu vence Botafogo e volta ao topo do Brasileirão

MBPress
No Rio de Janeiro

Em um clássico que valia "seis pontos", o Fluminense levou todos para as Laranjeiras. Jogando em Volta Redonda, o Botafogo até teve mais volume de jogo, mas esbarrou na incompetência de seus atacantes e foi batido por 2 a 1 pelo time tricolor, que voltou à ponta do Brasileirão.

Maurício Val/Fotocom 
Jogadores do Fluminense comemoram o 1º gol no clássico, marcado por Beto
O resultado levou o Flu aos 23 pontos e a equipe se iguala novamente à Ponte Preta no lugar mais alto da tabela. Entretanto, os paulistas possuem melhor saldo de gols e ocupam a primeira posição.

Já o Botafogo, que perdeu sua quarta partida consecutiva, segue com 18 pontos e vê os primeiros colocados se distanciarem. Desde o dia 11 de junho, quando bateu o Juventude por 3 a 2, o time alvinegro não vence.

Esta tarde, o Flu saiu na frente com o atacante Beto, que fez um belo gol, o seu primeiro com a camisa tricolor. O empate do Botafogo veio por meio de uma cobrança de pênalti, com Alex Alves. Foi o sexto gol do centroavante no Brasileirão, todos de pênalti. Mas, também em uma penalidade máxima, Gabriel deu o triunfo ao Fluminense.

A partida também foi a primeira entre os técnicos Péricles Chamusca (Botafogo) e Abel Braga (Fluminense) desde que o primeiro, com o Santo André, derrotou o Flamengo de Abelão na decisão da Copa do Brasil de 2004. Apesar de durante a semana terem rejeitado uma possível rivalidade, a vitória foi uma forma de Abel dar o troco em Chamusca.

GABRIEL RECONHECE MÁ ATUAÇÃO
Após o triunfo contra o Botafogo, o ala Gabriel, do Fluminense, reconheceu que a equipe não teve uma boa atuação, mas ressaltou a garra do time e disse que o mais importante são os três pontos.Leia mais
Para a próxima rodada, contra o Coritiba, domingo, às 16h, o Botafogo deverá ter os retornos de Túlio e César Prates. O primeiro não atuou esta tarde por estar suspenso, enquanto o segundo se recupera de lesão. Em compensação, Rafael Marques levou o terceiro amarelo e não jogará.

Já o Fluminense, que tem um grande número de jogadores lesionados, também não poderá contar com Marcão e Juninho para pegar o São Caetano no próximo sábado, às 18h10, em Volta Redonda. Ambos receberam o terceiro cartão amarelo neste domingo.

O jogo
Foi uma primeira etapa toda dominada pelo Botafogo, que criou as melhores oportunidades para marcar. Nervoso, o Fluminense errou muitos passes e cometeu seguidas faltas na tentativa de parar o ataque alvinegro.

A primeira chance clara para o Bota veio aos 23min, quando, após escanteio cobrado na área, Scheidt deu uma puxeta, a bola desviou em Preto e bateu na trave. Na sobra, Preto calçou Guilherme, mas o árbitro Wagner Tardelli não marcou o pênalti.

Aos 27min, outra boa chance desperdiçada pelo time alvinegro. Bill chutou cruzado e a bola sobrou para Almir, que sozinho na marca do pênalti isolou a bola. No minuto seguinte, Juca deixou Alex Alves na cara do gol, mas o atacante chutou para fora.

Aos 37min, Juca perdeu outra oportunidade, ao chutar por cima do travessão quando estava sozinho dentro da área.

Mas, como diz o ditado, "quem não faz leva". Aos 45min, Beto deu uma bela arrancada, passou por quatro marcadores e quando estava próximo a Max chutou forte, no alto, abrindo o placar para o Flu.

"Fico muito feliz em fazer meu primeiro gol com a camisa do Fluminense. Mas temos que melhorar e vamos voltar mais atentos para o segundo tempo", disse Beto, recém-contratado do Treze-PB, na ida para os vestiários.

Insatisfeito com o futebol apresentado, apesar da parcial vitória, o técnico Abel Braga mexeu no intervalo e sacou o volante Preto, colocando o lateral Lino. Desta forma, Juan passou para o meio-campo. "O resultado é mentiroso. Não jogamos nada no primeiro tempo. O Preto tem cartão e estava sendo levado para o lado do campo. Vamos ver se melhoramos", disse Abel.

Mas não melhorou. O Bota seguiu dominando e chegou ao empate aos 12min, em um pênalti, quando Gabriel Santos colocou a mão na bola de forma infantil dentro da área. Na cobrança, Alex Alves deslocou Kléber.

ARBITRAGEM REVOLTA BOTA
Após o clássico, o zagueiro Rafael Marques, do Botafogo, pediu punição ao árbitro Wagner Tardelli pelo pênalti que ele marcou contra o Alvinegro. Segundo o jogador, não houve falta.Leia mais
Depois de sofrer o gol de empate, o Fluminense não se acomodou e equilibrou a partida. O técnico Abel Braga tirou o inoperante Juninho da equipe e em seu lugar colocou o meia Thiago. A equipe buscou o gol da vitória, que veio aos 30min.

Leandro fez boa jogada individual pela esquerda, invadiu a área e foi derrubado por Rafael Marques. Gabriel cobrou o pênalti no canto esquerdo de Max, enquanto o goleiro escolheu o lado oposto. Era o gol da vitória tricolor, que recoloca o time na co-liderança do Campeonato Brasileiro.

BOTAFOGO
Max; Rafael Marques (Diguinho), Scheidt e Émerson; Márcio Gomes, Jonilson, Juca (Caio), Almir e Bill; Alex Alves e Guilherme (Ricardinho)
Técnico: Péricles Chamusca

FLUMINENSE
Kléber; Gabriel, Gabriel Santos, Igor e Juan; Marcão, Arouca, Preto Casagrande (Lino) e Juninho (Thiago); Beto e Leandro (Alan)
Técnico: Abel Braga

Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Wagner Tardelli (RJ-Fifa)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ-Fifa) e Beival do Nascimento (RJ)
Cartões amarelos: Rafael Marques (B), Alex Alves (B), Márcio Gomes (B), Marcão (F), Leandro (F), Juninho (F), Preto Casagrande (F), Gabriel Santos (F), Juan (F)
Gols: Beto, aos 45min do primeiro tempo, Alex Alves, aos 12min, Gabriel, de pênalti, aos 30min do segundo tempo

Veja também


Leia mais


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias