! 'Excluídos' brilham e Atlético-MG bate Flamengo - 03/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  03/07/2005 - 17h54
'Excluídos' brilham e Atlético-MG bate Flamengo

MBPress
No Rio de Janeiro

O banco de reservas salvou o Atlético-MG neste domingo. Com dois gols de atletas que começaram do lado de fora e entraram no segundo tempo, o time mineiro venceu o Flamengo por 3 a 1, no Mineirão. Os heróis foram Fábio Júnior e Luís Mário. Anteriormente, Marques e Obina haviam marcado um gol para cada lado.

EXCLUÍDOS DECIDEM
Fábio Júnior

Atacante, que ainda não reconquistou a torcida, entrou no segundo tempo e fez o gol que colocou o Atlético em vantagem
Luís Mário

Ex-Grêmio e Corinthians, Luís Mário também começou a partida no banco. Foi dele o terceiro gol, que garantiu a vitória
O resultado não tirou o time mineiro da zona de rebaixamento - 21º, com oito pontos -, mas deu a primeira vitória à equipe após oito rodadas -desde que estreou com uma goleada sobre o Figueirense, ainda em abril, o time não vencia.

Já o Flamengo não triunfa há seis jogos - quatro derrotas e dois empates - e chegou à área de descenso. O time de Celso Roth ocupa a 19ª posição, com nove pontos.

A semana deve ser de despedida e tensão na Gávea. Há um ano e meio no clube, Da Silva recebeu uma proposta do Oita Trinita, do Japão, e deve ser negociado. Outro que discutirá sua situação com a diretoria é o zagueiro Júnior Baiano. Ele não está satisfeito com a reserva e pode rescindir o contrato.

Por sua vez, a torcida deve protestar contra a situação caótica do time na tabela. A priori, o discurso da diretoria é preservar o técnico Celso Roth, considerado inocente no fracasso da equipe.

"Claro que ele fica. O trabalho está sendo feito. É um grande profissional e contamos com ele", disse ao Pelé.Net, o vice-presidente de futebol Gérson Biscotto.

Já os jogadores sabem que terão uma semana difícil. O goleiro Diego dá a dimensão da crise que se instaura na Gávea. "O clima será de guerra. O Flamengo não pode estar nesta situação. Temos que encontrar motivação para trabalhar e sair disso", declarou o goleiro Diego.

A partida do Mineirão foi marcada pelo nervosismo de ambas as partes e pela arbitragem confusa de Washington Alves de Souza. Ele errou na marcação do pênalti que originou o primeiro gol dos atleticanos - Euller se jogou ao tentar driblar Diego.

"Eu avisei ao árbitro que o Euller e o Marques gostam de se jogar. Eu avisei e mesmo assim ele caiu", esbravejou o zagueiro Fernando, do Flamengo. Além dos erros técnicos, o árbitro pecou na parte disciplinar. No total, foram 67 faltas e 12 cartões (dois deles vermelhos).

Na próxima rodada, o Atlético-MG terá a chance de continuar a recuperação no clássico contra o Cruzeiro. O confronto acontecerá no domingo, às 18h10, no Mineirão.

O clima será de guerra. O Flamengo não pode estar nesta situação. Temos que encontrar motivação para trabalhar e sair disso
Diego, goleiro do Flamengo, falando da expectativa para a semana após novo tropeço

Por sua vez, o Flamengo entrará em campo contra o 'desfocado' São Paulo. Priorizando amplamente a final da Copa Libertadores, o time paulista deve mandar a campo um time reserva, sábado, às 18h10, no Morumbi. Contratado recentemente, o meia Souza deve fazer sua estréia na equipe rubro-negra.

O jogo
Apesar de atuar diante de um Mineirão com bom público, o Flamengo não se intimidou nos minutos iniciais. Com os alas liberados para atacar, os visitantes assustaram aos 5min. André Santos bateu de fora da área e Danrlei defendeu com dificuldade.

Depois, o que chamou a atenção foi a seqüência de faltas de Henrique sobre Marques. Em menos de 15min, o zagueiro rubro-negro derrubou o adversário em cinco ocasiões e recebeu o cartão amarelo.

O Atlético-MG melhorou sensivelmente a partir dos 20min e pressionou os rivais, mas sem chutar com perigo ao gol de Diego. Os lances violentos continuaram dando o tom da partida. Aos 39min, Ramon derrubou Róbson e agrediu o adversário com um soco na parte genital. O árbitro Washington Alves de Souza sequer advertiu o atleticano com o cartão amarelo.

Em uma cobrança de infração aos 42min, Fábio Baiano acertou levemente o travessão de Diego. Muito mal na partida, o árbitro marcou equivocadamente um pênalti de Diego sobre Euller, aos 45min. Na batida da penalidade, Marques acertou o canto esquerdo do goleiro, que pulou para a direita.

O Flamengo começou a etapa final melhor e logo chegou ao empate. Aos 4min, Renato chutou, Danrlei deu rebote e Obina empurrou para o gol vazio.

O jogo ficou franco, mas com excesso de erros de passes. Aos 18min, Róbson cruzou e Obina quase marcou de cabeça. Aos 25min, Leonardo Moura foi à linha de fundo e rolou para André Santos chutar para fora.

Quando o Flamengo era melhor, o Atlético-MG desempatou. Aos 33min, Marques cabeceou no travessão e, na sobra, Fábio Júnior, que acabara de entrar, cabeceou para as redes. Aos 40min, Luís Mário entrou livre na área e marcou o terceiro.

ATLÉTICO-MG
Danrlei; George Lucas (Rodrigo Fabri), André Luiz, Henrique e Rubens Cardoso (Fábio Júnior); Walker, Ataliba, Fábio Baiano e Ramon; Marques e Euller (Luís Mário)
Técnico: Tite

FLAMENGO
Diego; Henrique, Fernando e Rodrigo (Fabiano Oliveira); Leonardo Moura, Da Silva, Róbson, Renato e André Santos (Vinícius); Jean e Obina
Técnico: Celso Roth

Data: 3/7/2005
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Washington José Alves de Souza (AM)
Auxiliares: Raimundo Arruda de Oliveira e Basílio Monteiro (ambos AM)
Cartões amarelos: Henrique (F), Leonardo Moura (F), Walker (A), Marques (A), André Santos (F), Diego (F), Fábio Baiano (A), Rodrigo (F), Renato (F) e Rodrigo Fabri (A)
Cartões vermelhos: Da Silva (F) e Fábio Baiano (A)
Gols: Marques, aos 45 do primeiro tempo; Obina, aos 4min, Fábio Júnior, aos 33min e Luís Mário, aos 40min do segundo tempo

Leia mais



Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias