! Fluminense bate Corinthians e cura ressaca - 26/06/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  26/06/2005 - 17h56
Fluminense bate Corinthians e cura ressaca

MBPress
No Rio de Janeiro

Nada como uma vitória para curar a ressaca. Abalado por ter perdido a Copa do Brasil no meio de semana, o Fluminense começou a dar a volta por cima neste domingo, derrotando o então embalado Corinthians por 1 a 0, gol de Gabriel, em Mogi Mirim.

Folha Imagem 
Com portões fechados, Fluminense bate o Corinthians em estádio vazio em Mogi
Com o resultado, o Flu, além de amenizar a dor sofrida com o vice-campeonato da última quarta-feira, passa a dividir a liderança do Campeonato Brasileiro com a Ponte Preta. Ambos somam 20 pontos, mas os campineiros levam a melhor no saldo de gols.

Já o alvinegro, que vinha de cinco vitórias consecutivas no Nacional, perdeu também a quarta colocação. Com a vitória do Santos sobre o São Caetano, a equipe do Parque São Jorge caiu para o sexto lugar, com 16 pontos.

Com o triunfo, os cariocas voltaram a vencer no estado de São Paulo em Brasileiros depois de três anos. O último havia sido em 2002, na vitória por 3 a 2 contra a Ponte Preta. Além disso, seguem invictos como visitantes neste certame, acumulando três vitórias e um empate.

Na partida deste domingo, o Corinthians contou com dois ex-jogadores do Flu: Roger e Carlos Alberto, que foram revelados nas Laranjeiras. Mas ambos não conseguiram tirar proveito de conhecer bem a equipe do Rio e não tiveram boa atuação.

MARINHO MINIMIZA DERROTA
Zagueiro corintiano exalta atuação do goleiro tricolor e avisa que resultado negativo não muda o rumo do Timão neste Brasileiro.Leia mais
Carlos Alberto foi pior e acabou expulso aos 17min do segundo tempo, após cometer falta dura em Juan. Roger foi mais disciplinado, entretanto, bem marcado por Radamés, não reeditou as últimas boas atuações e foi substituído na segunda etapa.

Na próxima rodada, o Corinthians encara o Fortaleza, no Castelão, no domingo, às 16h. Na mesma hora, mas um dia antes, o Fluminense recebe o Paraná Clube, em Volta Redonda.

O jogo
Foi um primeiro tempo de raras jogadas de perigo e muitas faltas. Com os dois times pouco inspirados, a etapa se resumiu a lances disputados no setor de meio-campo.

O Corinthians só assustou aos 9min, quando Jô bateu de primeira lançamento recebido de Roger, por cima do gol. O Flu deu o troco aos 15min. Juan lançou Gabriel na área, que mesmo marcado por Betão conseguiu dominar e chutou rente à trave direita de Fábio Costa.

FLUMINENSE GANHA COM A BENÇÃO DE JOÃO PAULO II
O jogo contra o Corinthians foi no estado de São Paulo, mas o Fluminense se sentiu em casa. Além da partida ter sido disputada com os portões fechados e, portanto, sem a presença dos fanáticos corintianos, o nome do estádio agradou os tricolores.

Recém-batizado, o estádio de Mogi Mirim agora se chama Papa João Paulo II. Nome mais apropriado para o Flu jogar não há, já que desde 1980 a torcida tricolor, nos momentos de dificuldade, canta "a benção João de Deus", música criada na visita do antigo Papa João Paulo II ao Brasil, no mesmo ano.
Aos 24min, os tricolores reclamaram de pênalti, quando Tiuí invadiu a área e foi atropelado por Rosinei. Mas o árbitro Washington José de Souza, apesar de estar perto do lance, não marcou a penalidade.

Na volta do intervalo, o Flu voltou com Beto no lugar de Tiuí. Aos 10min, Leandro acertou o travessão de Fábio Costa, em chute de fora da área. Mas, no minuto seguinte, Antonio Carlos fez falta em um atacante corintiano e o árbitro, rigoroso, expulsou o defensor, já que ele já tinha cartão amarelo.

Mesmo com um a menos, o Flu perdeu gol incrível aos 14min, quando Beto entrou cara a cara com Fábio Costa e bateu em cima do goleiro. Aos 17min, foi a vez dos paulistas ficarem com dez. Carlos Alberto fez falta em Juan e também foi expulso.

Aos 20min, os cariocas abriram o placar. Leandro fez linda jogada, driblando dois marcadores e deu toque milimétrico para Gabriel, que dentro da área bateu firme, no canto esquerdo de Fábio Costa.

Aos 24min, Abuda chutou forte da entrada da área e Kléber espalmou, mas no rebote Igor afastou. Aos 30min, Jô cabeceou livre na pequena área, mas Kléber fez linda defesa e evitou gol certo.

CORINTHIANS
Fábio Costa; Edson, Marinho, Betão e Ronny (Coelho); Wendell (Hugo), Rosinei, Carlos Alberto e Roger (Wilson); Jô e Abuda
Técnico: Márcio Bittencourt

FLUMINENSE
Kléber; Gabriel, Igor, Antonio Carlos e Juan; Marcão, Romeu, Radamés e Juninho (Zé Carlos); Tiuí (Beto) e Leandro (Lino)
Técnico: Abel Braga

Local: estádio Papa João Paulo II, em Mogi Mirim (SP)
Árbitro: Washington José Alves de Souza-AM
Auxiliares: Gilbert Ferreira Costa e Raimundo de Oliveira-AM
Cartões amarelos: Roger (C), Betão (C), Carlos Alberto (C), Jô (C), Antonio Carlos (F) Juninho (F), Zé Carlos (F), Romeu (F)
Cartões vermelhos: Carlos Alberto (C), Antonio Carlos (F)
Gols: Gabriel, aos 20min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias