! Kahê brilha e Ponte Preta assume liderança - 25/06/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  25/06/2005 - 17h47
Kahê brilha e Ponte Preta assume liderança

MBPress
No Rio de Janeiro

Em tarde do atacante Kahê, a Ponte Preta assumiu, provisoriamente, a liderança do Campeonato Brasileiro. Com dois gols do centroavante, o time de Campinas foi até Caxias do Sul e derrotou o Juventude por 3 a 1, de virada, neste sábado, em apenas seis minutos.

Com 20 pontos somados em nove partidas, a alvinegra só permanecerá no topo da tabela ao final desta rodada se o Botafogo, que tem 18, perder ou empatar com o Figueirense neste domingo, na Ilha do Governador.

Artilheiro da partida desta tarde, o atacante Kahê tem sido fundamental nesta arrancada da Ponte Preta - o time não perde há cinco rodadas. Substituto de Roger, negociado com o São Paulo, ele deixou sua marca nos últimos quatro jogos - Vasco, Cruzeiro, Goiás e Juventude.

Quem também esteve muito bem contra a equipe de Caxias do Sul foi o meia Evando. O atleta entrou com a missão de substituir Harison, que acertou transferência para o futebol português, e não decepcionou, demonstrando personalidade e criatividade no meio-de-campo.

Com a derrota, os donos da casa, que já acumulam três partidas sem vitória, perderam ótima oportunidade de figurar entre os classificados para a Copa Libertadores e seguem com 15 pontos.

Na próxima rodada, o Juventude encara o Santos, na Vila Belmiro, às 18h10 de domingo. Um dia antes, a Ponte Preta recebe o São Paulo, no Moisés Lucarelli, também às 18h10.

O jogo
Os donos da casa tiveram um desfalque de última hora: o zagueiro Naldo, com amigdalite, não pôde jogar. Assim, o Juventude entrou em campo sem dois zagueiros titulares, já que Antonio Carlos, suspenso, também não atuou.

Por sinal, a defesa foi o ponto fraco da equipe na primeira etapa, falhando muito e permitindo que os paulistas levassem perigo em praticamente todas as bolas alçadas na área.

Zé Carlos, em um lindo giro dentro da área, ainda abriu o placar para o Juventude aos 12min, batendo colocado no ângulo esquerdo de Lauro. Depois disso, teve chance de ampliar aos 15min, em nova virada, mas desta vez Lauro espalmou para escanteio.

A partir daí, a Ponte passou a tomar conta do jogo. Aos 24min, o zagueiro Rafael Santos subiu livre e cabeceou no canto após falta cobrada na área, mas Doni fez difícil defesa. Aos 36min, Evando bateu com efeito de fora da área e novamente Doni defendeu.

Os lances animaram a equipe paulista, que aos 38min chegou ao empate. Em jogada que toda defesa gaúcha parou pedindo impedimento, Kahê apareceu sozinho na segunda trave e escorou de cabeça para o fundo das redes. Aos 44min, Everton também subiu sem marcação após cobrança de escanteio e, de cabeça, virou o marcador para a Ponte.

A segunda etapa começou e a Ponte tratou logo de fazer o terceiro. Evando, aos 20seg, foi agarrado dentro da área. Pênalti, que Kahê cobrou e Doni defendeu. Mas o goleiro se adiantou e o árbitro mandou voltar. Na segunda tentativa, o centroavante bateu no meio do gol e conferiu seu sexto gol no Brasileirão, aos 3min.

A partir daí, o Juventude, com o atacante Túlio em campo, na vaga de Leandro Moreno, foi para o tudo ou nada e pressionou. Mas, nervosos, seus jogadores se preocuparam mais em tentar cavar pênaltis e reclamar do árbitro e não conseguiram furar a eficiente retranca paulista.

JUVENTUDE
Doni; Chicão, Bruno Lança (Jardel) e Joel; Magal (Juliano), Camazzola, Leandro Moreno (Túlio), Lauro e Jaílson; William e Zé Carlos
Técnico: Ivo Wortmann

PONTE PRETA
Lauro; Rissut, Galeano, Rafael Santos e Bruno; Carlinhos, Ângelo, Everton, Danilo (Luciano Santos) e Evando (Frontini); Kahê (Luciano Baiano)
Técnico: Oswaldo Alvarez

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e José Amilton Pontarolo (PR)
Cartões amarelos: Zé Carlos (J), Juliano (J), Joel (J), Bruno Lança (J), Everton (P), Carlinhos (P) Rissut (P), Kahê (P)
Gols: Zé Carlos, aos 12min, Kahê, aos 38min, Everton, aos 44min do primeiro tempo; Kahê, de pênalti, aos 3min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias