! Palmeiras goleia Vasco e Bonamigo respira - 18/06/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  18/06/2005 - 17h51
Palmeiras goleia Vasco e Bonamigo respira

MBPress
Em São Paulo

No confronto entre os técnicos ameaçados, Paulo Bonamigo levou a melhor. Com a vitória do Palmeiras sobre o Vasco por 5 a 2, neste sábado, no Parque Antarctica, o treinador pode ganhar uma sobrevida no comando do time palmeirense.

Rubens Cavallari/Folha Imagem 
Jogadores comemoram gol do Palmeiras depois de boa jogada do meia Pedrinho
Antes da partida, o próprio técnico admitiu que, caso a sua equipe não vencesse, dificilmente teria condições de permanecer em seu cargo. Emerson Leão, que está desempregado, seria o nome cogitado para assumir o Palmeiras.

Um dos grandes responsáveis pelo "alívio" de Bonamigo foi o atacante Marcinho. O jogador foi autor de três gols na partida. Pedrinho, que voltou de contusão e entrou no segundo tempo, e Correa, também marcaram. Romário fez os dois gols do Vasco.

Nos doze jogos que esteve à frente da equipe do Parque Antarctica, Bonamigo conseguiu quatro vitórias, dois empates e cinco derrotas. Depois de ser eliminado da Copa Libertadores, o time palmeirense faz uma campanha regular neste Brasileiro. Com o resultado deste sábado, o Palmeiras permanece chegou aos dez pontos, e subiu para a décima segunda colocação.

Já a situação de Dario Lourenço pode ter ficado complicada à frente do Vasco. Depois de conquistar o vice-campeonato carioca com o Volta Redonda, o treinador não conseguiu repetir o mesmo sucesso no time de São Januário.

Neste Brasileiro, o comandante vascaíno viu seu time vencer apenas uma vez dentro de campo (a segunda vitória aconteceu no tapetão, no jogo contra o Brasiliense). Depois de oito rodadas, o Vasco permanece com oito pontos, na décima sexta posição.

BONAMIGO NO PALMEIRAS
São Caetano 2 x 2 Palmeiras
Palmeiras 2 x 1 Brasiliense
Dep. Táchira 1 x 2 Palmeiras
Coritiba 1 x 0 Palmeiras
Palmeiras 0 x 0 Cerro Porteño
Palmeiras 1 x 2 Paraná
Palmeiras 0 x 1 São Paulo
Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras
São Paulo 2 x 0 Palmeiras
Palmeiras 2 x 1 Santos
Goiás 2 x 1 Palmeiras
Palmeiras 5 x 2 Vasco
Os dois times voltam a campo agora no próximo domingo. O Palmeiras encara o Paysandu no Mangueirão, enquanto o Vasco enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão.

O Jogo
Com o apoio da sua torcida, o Palmeiras começou em cima do Vasco. Apesar de criar algumas chances, a falta de pontaria prejudicava a equipe do Parque Antarctica.

Em compensação, os times carioca, que havia criado apenas uma chance, abriu o placar. Aos 19min, Dominguez cobrou escanteio da direita. Na segunda trave, Romário desviou e mandou para o fundo das redes do Palmeiras.

Os donos da casa continuavam errando muitas finalizações, o que gerou revolta na torcida, que passou a hostilizar o time. Enquanto Romário e Alemão desperdiçaram claras chances para ampliar, Marcinho errou um cruzamento e acabou acertando a trave de Erivélton.

Nos últimos cinco minutos, o Palmeiras tentou pressionar para terminar o primeiro tempo, pelo menos, com o empate. Aos 41min, Gioino, o mais lúcido no ataque até ali, obrigou o goleiro do Vasco a fazer grande defesa. Na seqüência, o argentino finalmente balançou as redes, após um cruzamento de Lúcio. Porém, o lance foi invalidado pelo árbitro, sobre a alegação de impedimento.

No segundo tempo, o Palmeiras ganhou novo ânimo com a entrada de Pedrinho no lugar de Cristian. O meia deu mais movimentação à equipe palmeirense e marcou o gol do empate, aos 14min. O jogador recebeu o passe de Juninho e chutou cruzado. A bola desviou em Éder e foi para as redes.

DARIO: PIOR DESEMPENHO DO SÉCULO
Depois de chegar ao vice-campeonato estadual com o Volta Redonda, o técnico Dario Lourenço não está conseguindo repetir o mesmo sucesso de antes no Vasco.

Com uma vitória em oito jogos, o treinador tem, até aqui, a pior marca deste século entre todos os técnicos que já passaram pela equipe vascaína neste período.

Com 12,5% de aproveitamento, Dario tem uma marca pior que Mauro Galvão, que conquistou 39,28% dos pontos em 2003. O melhor é Joel Santana que, em 2000/2001, teve 66,6%.
O gol motivou o time palmeirense, que não demorou muito para conseguir a virada. Aos 18min, Marcinho tabelou com Lúcio pela esquerda, invadiu a área e chutou forte para marcar o segundo. Na comemoração, o camisa 11 do Palmeiras correu para abraçar o técnico Paulo Bonamigo.

Atrás do placar, o técnico Dario Lourenço tentou mudar sua equipe, com a entrada de Abedi e Willian nos lugares de Ives e Dominguez. Porém, muito recuado, o Vasco permitiu que o Palmeiras dominasse a partida.

Tanto que, aos 35min, os donos da casa voltaram a marcar. Correa cruzou da direita, a zaga vascaína afastou mal e Marcinho acertou um chute forte da entrada da área e marcou.

Dois minutos depois, o camisa 11 voltou a balançar as redes. Pedrinho lançou Marcinho que invadiu a área pela direita e chutou cruzado, para marcar seu terceiro gol na partida.

Quando o Palmeiras dominava o jogo, Romário em boa jogada voltou a descontar, aos 44min. Mas nos acréscimos, Pedrinho lançou Correa que chutou de primeira para fechar a goleada palmeirense.

PALMEIRAS
Sérgio; Correa, Nen, Leonardo Silva e Lúcio (Fabiano); Marcinho Guerreiro, Alceu, Juninho e Cristian (Pedrinho); Marcinho e Gioino (Washington).
Técnico: Paulo Bonamigo.

VASCO
Erivélton; Thiago Maciel, Alemão, Éder e Maciel; Coutinho, Ives (Abedi), Ygor (Júnior) e Dominguez (Willian); Alex Dias e Romário.
Técnico: Dário Lourenço.

Local: Parque Antarctica, em São Paulo (SP).
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE).
Auxiliares: Erick Bandeira e Luciano José Coelho (ambos PE).
Cartões amarelos: Ives (V), Gioino (P), Thiago Maciel (V), Alceu (P), Maciel (V), Éder (V), Júnior (V)
Gols: Romário, aos 19min, do primeiro tempo; Pedrinho, aos 14min e Marcinho, aos 18min, 35min, 37min, Romário, aos 44min, e Correa, aos 46min, do segundo tempo.

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias