! Em clássico nervoso, Flamengo e Fluminense empatam - 29/05/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  29/05/2005 - 18h02
Em clássico nervoso, Flamengo e Fluminense empatam

MBPress
No Rio de Janeiro

O anunciado desinteresse do Fluminense no Campeonato Brasileiro não apareceu neste domingo. Em jogo brigado e nervoso,o time tricolor (com seis titulares) atuou melhor, mas ficou no empate por 0 a 0 contra o Flamengo. O clássico carioca foi disputado em Volta Redonda porque o Maracanã está fechado para reformas.

PÂNICO

Aos 16min do primeiro tempo, Jean caiu desmaiado no gramado. Desesperados, os jogadores de Flamengo e Fluminense clamaram por atendimento médico, que logo chegou. Depois de recobrar os sentidos e ensaiar uma volta ao campo, o atacante foi substituído e voltou a "apagar" na saída de campo.

No vestiário, o atacante rubro-negro foi medicado e, segundo o médico Walter Martins, a causa mais provável do susto foi uma crise de hipoglicemia (baixa taxa de glicose no sangue). Nesta segunda, Jean deve fazer exames para averiguar melhor o ocorrido.
Leia mais
Com o empate, o Flamengo, que vinha derrota para o São Caetano, chegou a oito pontos e segue distante da parte de cima da tabela. Triunfar no clássico estadual era considerado "fundamental" pelo técnico Celso Roth para que a equipe mantivesse o contato com os líderes.

Por sua vez, o Fluminense chega aos 13 pontos e com a derrota do Santos fica em primeiro no Campeonato Brasileiro (pelo menos até o fim do jogo do Botafogo contra o Atlético-PR).

Alegando medo de contusões inesperadas e do cansaço, o técnico Abel Braga tirou dois titulares do clássico: os laterais Gabriel e Juan. Além dos poupados, o time tricolor atuou sem Arouca (na seleção sub-20), Juninho (suspenso), Preto Casagrande e o reserva Alex (ambos machucados).

Feita a vontade do treinador de "desprezar" momentaneamente o Campeonato Brasileiro, o Fluminense concentra-se integralmente nas semifinais da Copa do Brasil. A partida de volta contra o Ceará será na quarta-feira, em Fortaleza.

No primeiro jogo, a equipe das Laranjeiras empatou por 2 a 2 no Rio de Janeiro e precisará vencer ou conseguir uma igualdade em três ou mais gols para chegar à final do torneio mata-mata.

O clássico marcou a estréia de Leonardo, de 19 anos, com a camisa do Flamengo. Contratado do Olympique de Marselha Ele foi o quarto ala-direito utilizado neste ano. Antes, China, Fábio e Ricardo Lopes tiveram oportunidade e não corresponderam. Igualando-se aos antecessores, Léo não esteve bem e errou a maioria das jogadas.

O Flamengo não vence o rival desde fevereiro de 2004, quando o derrotou na final da Taça Guanabara, por 3 a 2. Desde então foram cinco jogos, com três vitórias do Fluminense e dois empates.

Outro incômodo tabu que persiste para o clube da Gávea é o jejum de triunfos em clássicos regionais, que já dura 11 jogos. A última vez fora na final do Campeonato Estadual, contra o Vasco, em 18 de abril. Na ocasião, Jean marcou os três gols da vitória por 3 a 1.

O atacante foi protagonista de um lance preocupante neste domingo. Ele caiu desacordado no gramado e precisou de pronto atendimento médico. Segundo o departamento médico do Flamengo, a causa provável do mal súbito de Jean foi hipoglicemia (baixa taxa de glicose no sangue),

O Campeonato Brasileiro será paralisado na próxima semana por causa do jogo da seleção brasileira contra o Paraguai, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Deste modo, o Flamengo volta a campo pela competição apenas no dia 12 de junho, contra o Corinthians, em São Paulo. No mesmo dia, o Fluminense terá pela frente o Santos, na Vila Belmiro.

O jogo
Bem disposto, o Flamengo começou melhor e aos 4min, a inabilidade de Jean na hora de finalizar apareceu. Rodrigo ajeitou de cabeça e o atacante isolou dentro da pequena área.

O confronto ficou equilibrado, mas a outra boa chance foi do Flamengo. Aos 12min, após cobrança de escanteio, Rodrigo recebeu livre e chutou, de bico, em cima de Kleber.

Aos 16min um lance dramático e preocupante. Jean caiu sozinho desacordado no gramado. O jogador foi atendido, recobrou os sentidos, tentou voltar, mas desfaleceu novamente. No vestiário, o atacante melhorou e, segundo o departamento médico do Flamengo, o desmaio foi causado provavelmente por hipoglicemia (baixa taxa de açúcar no sangue).

Após a paralisação de 8min, o Fluminense cresceu na partida e quase marcou em cobrança de falta de Lino, aos 37min. Na última chance da etapa inicial, aos 54min, Renato chutou da entrada da área e a bola passou à esquerda de Kleber.

O temor do técnico Abel Braga por contusões confirmou-se logo no início do segundo tempo. Leandro sentiu a coxa e saiu de campo chorando. O atacante passa a ser dúvida para o confronto contra o Ceará, quarta-feira, pela Copa do Brasil.

Com mais volume, o Fluminense pressionou, e aos 16min Rodrigo Tiuí finalizou para fora diante de Diego. Mesmo com um a mais (Henrique foi expulso aos 33min), o time das Laranjeiras não conseguiu superar o rival e o 0 a 0 persistiu.

Por sua vez, o Flamengo teve duas boas chances, mas não conseguiu concretizá-las. Primeiro, Obina acertou um chute forte na trave de Kléber. Já nos acréscimos, Renato recebeu na frente do gol e chutou para fora.

FLAMENGO
Diego; Henrique, Júnior Baiano e Rodrigo; Leonardo (China), Da Silva, Jônatas, Renato e André Santos; Jean (Caio, depois Bruno Mezenga) e Obina
Técnico: Celso Roth

FLUMINENSE
Kleber; Schneider, Fabiano Eller, Antônio Carlos e Lino; Marcão, Radamés, Maicon e Fernando; Leandro (Rodrigo Tiuí) e Tuta
Técnico: Abel Braga

Data: 29/5/2005
Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Djalma Beltrami (RJ)
Auxiliares: Carlos Henrique Alves (RJ) e Aristeu Tavares (Fifa-RJ)
Cartões amarelos: Obina (Fla), Leandro (Flu), Júnior Baiano (Fla), Henrique (Fla), Radamés (Flu)
Cartão vermelho: Henrique (Fla)


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias