! Sem Roger, Ponte vence o Vasco no Majestoso - 29/05/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  29/05/2005 - 17h53
Sem Roger, Ponte vence o Vasco no Majestoso

MBPress
Em Campinas

A saída do atacante Roger, negociado com o São Paulo no final da semana passada, parece não ter influenciado no desempenho da Ponte Preta. Nesta tarde de domingo, o time de Campinas venceu o Vasco por 4 a 2, no estádio Moisés Lucarelli, pelo Campeonato Brasileiro.

O resultado faz a Macaca chegar aos 11 pontos e encostar novamente nas primeiras colocações. Já o Vasco permanece com apenas sete, na parte de baixo da tabela de classificação.

A partida marcou a recuperação da Ponte no torneio. A equipe dirigida pelo técnico Oswaldo Alvarez vinha de uma derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, no Ceará, e um empate por 1 a 1 com o Paraná, em Curitiba.

Os cariocas, ao contrário, vinham de bom resultado após começo irregular. Eles venceram o São Paulo por 3 a 1, de virada, em São Januário, e conseguiram a segunda vitória no Nacional-05.

Mesmo sem Roger, que até a rodada anterior havia marcado cinco vezes e liderava a artilharia da competição, a Ponte conseguiu envolver o Vasco com facilidade e obteve dois de seus três gols através dos meias Danilo e Harison. Kahê e Rafael Santos fizeram os outros.

Harison, aliás, surge como o principal "homem-gol" do time na temporada. Até o momento, o meio-campista balançou as redes oito vezes - sete no Paulistão e uma no Brasileiro.

Do outro lado, a dupla de artilheiros formada por Alex Dias e Romário não funcionou. Bem marcados pelo forte sistema defensivo implantado pelo adversário, ambos praticamente não apareceram no jogo. O baixinho marcou o seu apenas aos 42min da etapa final.

Com esta derrota, o Vasco segue sem vencer a Ponte Preta em Campinas na história do Campeonato Brasileiro. Em sete confrontos, os paulistas venceram dois e conseguiram ainda outros cinco empates.

Na próxima rodada, a Ponte Preta volta a jogar longe de Campinas. O time vai até Belo Horizonte enfrentar o Cruzeiro, sábado, às 16h, no estádio do Mineirão. Os vascaínos recebem o Coritiba, domingo, às 18h10, em São Januário.

O jogo
Mesmo atuando com apenas Kahê no campo de ataque, a Ponte Preta começou a partida pressionando. Com bom toque de bola, o time da casa chegava com facilidade ao gol de Erivelton.

Com os espaços, não demorou para a Macaca chegar ao primeiro gol. Aos 9min, Harison aproveitou bola espirrada pela defesa adversária e chutou forte para fazer 1 a 0.

A desvantagem acordou os cariocas. A primeira boa oportunidade para empatar veio aos 14min. Thiago Maciel fez o levantamento para a área, Romário não conseguiu chutar na pequena área e o goleiro Lauro afastou o perigo.

Apesar da melhora vascaína, foram os ponte-pretanos que chegaram ao segundo gol. Ângelo foi à linha de fundo pela direita e cruzou. Danilo, na pequena área, apareceu livre e apenas escorou para ampliar.

Com o baixo rendimento da equipe, o técnico Dario Lourenço sacou o meia Abedi para a entrada de Júnior, na tentativa de dar mais mobilidade ao setor. A mudança não surtiu efeito e os campineiros continuaram mandando na partida.

Aos 35min, Harison levantou na segunda trave e Rafael Santos cabeceou para fora. Dois minutos depois, Danilo cobrou escanteio, Kahê ganhou da defesa pelo alto, mas mandou a bola por cima da meta.

No final da primeira etapa, a Ponte ainda teve tempo para marcar o terceiro. Danilo foi derrubado na área por Alemão, pênalti. Na cobrança, Kahê aumentou para 3 a 0.

Depois do intervalo, o Vasco reapareceu com Marco Brito no lugar de Têti. Apesar de ganhar mais mobilidade no ataque, foi a equipe da casa que levou perigo aos 4min.

Danilo avançou com a bola e, da entrada da área, soltou a bomba. O goleiro Erivelton se esticou todo e conseguiu desviar para escanteio e evitar que seu time sofresse o quarto gol.

Mesmo com a vantagem no placar, a Ponte Preta continuou melhor e por muito pouco não ampliou aos 18min. Rissut recebeu passe de Danilo e, de longe, soltou a bomba. A bola passou muito próxima do ângulo direito do gol e saiu.

Aos 28min, enfim, o Vasco diminuiu. Marco Brito recebeu na área pela esquerda e cruzou. O zagueiro Éder apareceu na pequena área e desviou de cabeça.

Apagado em campo, Romário só apareceu aos 42min, e para marcar o seu. Maciel cobrou falta, Lauro não segurou e o veterano artilheiro surgiu para concluir.

Aos 46min, porém, já no desespero, o Vasco abriu espaços e a Ponte fez o quarto. Rafael Santos aproveitou cruzamento para a área e desviou de cabeça, sem chances para o goleiro.

PONTE PRETA
Lauro; Rissut, Rafael Santos, Galeano e Bruno; Éverton, Ângelo, Carlinhos, Danilo (Gabriel) e Harison (Luciano Santos); Kahê (Izaías)
Técnico: Oswaldo Alvarez

VASCO
Erivelton; Thiago Maciel, Alemão, Éder e Maciel; Coutinho (Róbson Luiz), Yves, Abedi (Júnior) e Têti (Marco Brito); Alex Dias e Romário
Técnico: Dário Lourenço

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Leonardo Gaciba Da Silva (RS)
Assistentes: José Otávio Dias Bitencourt e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Gols: Harison, aos 9min, e Danilo, aos 21min, e Kahê, de pênalti, aos 44min do primeiro tempo; Éder, aos 28min, e Romário, aos 42min, e Rafael Santos, aos 46min do segundo tempo.

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias