! Na despedida, Corinthians se vinga do Figueirense - 22/05/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  22/05/2005 - 20h00
Na despedida, Corinthians se vinga do Figueirense

MBPress
Em São Paulo

Punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva pela invasão de campo de seus torcedores no clássico contra o São Paulo, quando perdeu por 5 a 1, o Corinthians precisará ficar três partidas longe do Pacaembu. E neste domingo, na despedida de "casa" (o estádio, na verdade, é municipal), o time paulista venceu o Figueirense por 2 a 1 de virada.

Folha Imagem 
Roger (e), do Corinthians, comemora gol de falta sobre o Figueirense; veja fotos
Foi a segunda vitória consecutiva do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Na rodada anterior, a equipe paulista havia conquistado o primeiro triunfo na competição ao bater o Atlético-PR em Curitiba.

O resultado representa uma vingança para o Corinthians. A equipe do Parque São Jorge havia sido eliminada da Copa do Brasil pelo próprio Figueirense. Depois de vencer por 2 a 0 no Pacaembu, o clube paulista foi derrotado por 2 a 0 fora de casa e por 3 a 2 nas cobranças de penalidades.

Um dos jogadores que desperdiçou seu pênalti naquela ocasião, aliás, foi destaque neste domingo. Na Copa do Brasil, Roger bateu por cima, muito longe do travessão. No duelo pelo Brasileiro, o camisa 7 marcou o gol da virada do Corinthians em uma cobrança de falta rasteira, aos 9min do segundo tempo.

O Corinthians também ratificou a seqüência positiva diante de equipes catarinenses em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro. Na temporada passada, nos quatro confrontos com equipes de Santa Catarina (dois com o Figueirense e dois com o Criciúma), a equipe paulista obteve três vitórias (duas delas contra o time alvinegro) e um empate.

A vitória deste domingo ainda mantém o excelente aproveitamento do técnico Márcio Bittencourt à frente do Corinthians. Ele dirigiu a equipe em três partidas nesta temporada e venceu todas (6 a 1 sobre o União São João e 2 a 1 sobre o Atlético-PR nos jogos anteriores).

CORINTHIANS X SC (2004)
15ª rodada - 13/07/04
Corinthians 1 x 0 Criciúma
23ª rodada - 11/08/04
Figueirense 0 x 1 Corinthians
38ª rodada - 27/10/04
Criciúma 1 x 1 Corinthians
46ª rodada - 19/12/04
Corinthians 5 x 2 Figueirense
O único problema é que, nas partidas em que foi comandado por Márcio, o Corinthians não conseguiu sair de campo sem ter sido vazado. Neste domingo, o gol marcado pelo Figueirense garantiu à equipe paulista o incômodo posto de pior defesa do Brasileirão (12 gols sofridos, o mesmo que o Paysandu).

Neste domingo, a defesa do Corinthians ainda contou com a estréia do goleiro Júlio César, bicampeão da Copa São Paulo de juniores. O camisa 22 assumiu o lugar que vinha sendo ocupado por Tiago desde que Fábio Costa foi afastado do elenco alvinegro.

Com os três pontos obtidos neste domingo, o Corinthians chega a sete e salta da 18ª para a 13ª colocação do Campeonato Brasileiro. O Figueirense, em contrapartida, segue com apenas um ponto (ainda não venceu nesta temporada) e permanece na penúltima posição da tabela de classificação.

SÉRIE LONGE DE CASA
12/06
Corinthians x Flamengo
26/06
Corinthians x Fluminense
10/07
Corinthians x Palmeiras
Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Figueirense vai a campo no sábado, no Orlando Scarpelli, contra o São Caetano. O Corinthians só joga no domingo, no Mineirão, onde encara o Atlético-MG.

O jogo
Ao contrário do que havia feito durante a semana, quando ensaiou escalar o argentino Tevez no meio-campo, o técnico Márcio Bittencourt colocou o camisa 10 ao lado de Bobô na frente, Gustavo Nery no meio-campo e Edson na lateral esquerda (Gil foi sacado).

A mudança fortaleceu o lado esquerdo do Corinthians, sobretudo com as descidas de Gustavo Nery e Edson. Com isso, os donos da casa criaram as melhores oportunidades para inaugurar o placar na etapa inicial.

Logo a 1min, Marcelo Mattos chutou de longe, a bola tocou no gramado e Edson Bastos teve trabalho para espalmar. A sobra ficou com Bobô, que bateu de primeira e obrigou Edson Bastos a praticar nova intervenção.

No lance seguinte, Coelho cobrou escanteio da direita para a área, Gustavo Nery tocou de cabeça e Edson Bastos teve muito trabalho para defender. "Eu nunca tinha jogado contra um goleiro tão inspirado. Ele teve uma noite realmente muito feliz e conseguiu impedir nossas melhores jogadas", contou o centroavante Bobô.

MÁRCIO "CULPA" BASTOS
O técnico do Corinthians acha que a equipe paulista poderia ter vencido o Figueirense por uma vantagem ainda mais larga neste domingo. Segundo Márcio Bittencourt, o grande culpado pelo resultado foi o goleiro Edson Bastos. "O Edson (Bastos) fez uma partida fantástica", analisou o treinador. Leia mais
A forte pressão do Corinthians não impediu que o Figueirense fizesse o primeiro gol do jogo. Aos 16min, o lateral-esquerdo Michel Bastos driblou Coelho para o meio e arriscou de fora da área. A bola entrou no ângulo esquerdo do goleiro Júlio César, que nada pôde fazer.

Ainda no primeiro tempo, porém, os donos da casa chegaram ao empate. Roger cobrou falta rápida aos 26min e lançou na direita para Coelho. O lateral cruzou para trás e encontrou Tevez na entrada da área. O camisa 10 chutou de primeira e acertou o canto esquerdo baixo de Edson Bastos.

Além da grande atuação de Edson Bastos, o outro recurso utilizado pelo Figueirense para conter o Corinthians neste domingo foi fazer faltas na intermediária. Isso fez com que os quatro titulares do meio-campo catarinense (Axel, Carlos Alberto, Sérgio Manoel e Flávio) levassem cartões amarelos.

E foi exatamente em uma cobrança de falta que o Corinthians chegou à virada. Tevez fez grande jogada individual e foi derrubado por Michel Bastos na meia direita. Na cobrança, aos 9min, Roger chutou forte e rasteiro. A bola passou por baixo da barreira e ainda contou com um desvio antes de entrar no canto direito.

CORINTHIANS
Júlio César; Coelho, Ânderson, Betão e Edson (Wilson); Marcelo Mattos, Rosinei, Roger (Elton) e Gustavo Nery; Tevez e Bobô (Wendel)
Técnico: Márcio Bittencourt

FIGUEIRENSE
Edson Bastos; Marquinhos Paraná, Vinícius, Bebeto e Michel Bastos; Axel, Flávio, Carlos Alberto (Rudinei) e Sérgio Manoel (Márcio Martins); Bilu e Rodrigo (Alexandre)
Técnico: Marco Aurélio Moreira

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Washington José Alves de Souza (AM)
Auxiliares: Raimundo da Paz Arruda de Oliveira e Gilbert Ferreira Costa (ambos de AM)
Cartões amarelos: Flávio (F), Sérgio Manoel (F), Axel (F), Carlos Alberto (F), Marcelo Mattos (C), Bilu (F), Wendel (C)
Cartões vermelhos: Bebeto (F)
Gols: Michel Bastos, aos 16min, Tevez, aos 26min do primeiro tempo; Roger, aos 9min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias