! Cruzeiro vence e acaba com invencibilidade do Goiás - 15/05/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  15/05/2005 - 17h55
Cruzeiro vence e acaba com invencibilidade do Goiás

MBPress
Em São Paulo

Com uma vitória por 3 a 1 na tarde deste domingo, o Cruzeiro encerrou uma série de 11 jogos sem derrota do Goiás. A última vez que o time atualmente comandado pelo técnico Édson Gaúcho perdeu foi no dia seis de março, ainda pelo Campeonato Goiano, contra o Catalano.

O destaque da partida ficou por conta do atacante Fred, que marcou o primeiro gol do Cruzeiro, seu terceiro no Campeonato Brasileiro, e encerrou a invencibilidade de três jogos da defesa goiana na competição. No segundo gol, ele ainda fez o lançamento para Athirson marcar.

Apesar da derrota e da perda da invencibilidade, no entanto, o goleiro Harley, do Goiás, voltou a se destacar e foi o principal responsável pelo placar de "apenas" dois gols de vantagem para o Cruzeiro, com pelo menos quatro defesas fundamentais.
INVENCIBILIDADE QUEBRADA
Ao marcar o primeiro gol do Cruzeiro na tarde deste domingo, o atacante Fred encerrou uma série de quatro jogos sem gols sofridos pelo time goiano e pelo goleiro Harley. Além das três partidas já disputadas no Brasileirão, Harley também não sofreu gols no último jogo do Campeonato Goiano, contra o Vila Nova. Este, no entanto, não é o maior recorde de período sem gols do jogador. Em 2001, ele passou 510 minutos (mais de cinco jogos) sem ver a rede que defendia balançar. O gol também ajudou Fred a manter uma média impressionante de um gol por jogo na temporada 2005. Em 24 partidas, ele marcou 24 vezes.


Esta foi a segunda vitória do Cruzeiro no Brasileirão 2005. Depois de estrear empatando com o Flamengo no Rio de Janeiro, a equipe mineira venceu o Internacional, também no Mineirão, e foi derrotada pelo Fluminense fora de casa.

Com o resultado, o time comandado pelo técnico Levir Culpi subiu da 12ª posição para o 5º lugar na competição nacional, ao lado de São Paulo e Ponte Preta. As três equipes têm sete pontos em quatro rodadas e estão atrás apenas de Botafogo, Santos, Fluminense e Juventude.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro volta a jogar em casa, no Mineirão, e recebe o Palmeiras no próximo domingo. Já o Goiás enfrenta no estádio Serra Dourada o Botafogo, líder da competição com 12 pontos e 100% de aproveitamento.

Antes da 5ª rodada do Brasileirão, no entanto, o Cruzeiro volta a campo, no meio da semana, pela Copa do Brasil. Na próxima quarta-feira, a equipe mineira recebe o Baraúnas, do Rio Grande do Norte, e só perde a vaga nas semifinais da competição se for derrotado por cinco gols de diferença.

O jogo
Mesmo atuando fora de casa, o Goiás não se concentrou apenas em defender e, com isso, a partida começou com as duas equipes buscando o ataque. Aos 10min, Rodrigo Tabata ajeitou a bola para Souza na meia lua da área cruzeirense e o atacante do Goiás chutou por cima do gol de Fábio.

No minuto seguinte, os visitante voltaram a assustar, desta vez com o zagueiro André Leone, que chutou forte da esquerda do ataque, acertando a rede pelo lado de fora. Contudo, foi o Cruzeiro que conseguiu, aos 18min, abrir o placar no Mineirão.

O lateral Maurinho avançou pela direita do ataque e fez cruzamento na área para o atacante Fred, que subiu para marcar de cabeça seu 24º gol em 24 jogos disputados na temporada 2005, acabando com a invencibilidade da defesa goiana no Brasileirão.

Dois minutos depois do gol, o time da casa perdeu ótima oportunidade para ampliar. Weldon foi lançado por Marabá e apareceu sozinho na frente do goleiro Harley. Ele chutou na trave direita e, no rebote, Kelly chutou sem goleiro, mas a bola foi afastada pelo zagueiro André Dias. Maurinho ainda conseguiu dominar e fazer o cruzamento para Kelly, que marcou de cabeça. O meia cruzeirense, no entanto, cometeu falta de ataque e o jogo foi paralisado.

A etapa inicial seguiu com o Cruzeiro buscando o ataque principalmente em jogadas com Maurinho, pela direita e com o Goiás tentando o empate em bolas cruzadas na área. O placar, no entanto, permaneceu inalterado.

No segundo tempo, o Cruzeiro aumentou o ritmo em busca do segundo gol e as oportunidades não demoraram a aparecer. Logo aos trinta segundos de jogo, o lateral Maurinho deixou Weldon na cara do gol e o atacante chutou bem, mas Harley evitou o gol com excepcional defesa.

Aos 6min, no entanto, o goleiro do Goiás não conseguiu evitar que o adversário aumentasse. O lateral-esquerdo Athirson foi lançado com liberdade pela esquerda e, invadindo a área, chutou por cima de Harley para marcar.

Com a desvantagem no placar, o Goiás não conseguia reagir e, aos 35min, ainda tomou o terceiro. Depois de roubar a bola no meio de campo, o Cruzeiro puxou o contra-ataque com Adriano, que deixou Diego sozinho na frente do gol para marcar.

O Goiás só marcou seu gol de honra aos 41min. Danilo Dias recebeu na esquerda e fez cruzamento para a área. A defesa cruzeirense não conseguiu afastar e o meia Rodrigo Tabata apareceu para chutar sem chances de defesa para o goleiro Fábio.

CRUZEIRO
Fábio; Maurinho, Gladstone (Wagner), Leandro (Irineu) e Athirson; Maldonado, Marabá, Adriano e Kelly; Weldon (Diego) e Fred
Técnico: Levir Culpi

GOIÁS
Harlei; Paulo Baier (Vítor), André Dias, André Leone e Jadílson; Cléber Gaúcho, Cléber, Danilo Portugal (Danilo Dias) e Rodrigo Tabata; Juliano (Lei) e Souza
Técnico: Édson Gaúcho

Local: estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Auxiliares: Valter José dos Reis e Ednilson Corona (ambos de SP)
Cartões amarelos: Cléber Gaúcho (G), Leandro (C), Gladstone (C), Paulo Baier (G) e Marabá (C)
Gols: Fred, aos 18min do primeiro tempo; Athirson, aos 6min, Diego, aos 35min, e Rodrigo Tabata, aos 41min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias