! Sem Romário e torcida, Vasco empata com Fortaleza - 30/04/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  30/04/2005 - 17h52
Sem Romário e torcida, Vasco empata com Fortaleza

MBPress
No Rio de Janeiro

Sentindo a ausência de última hora de Romário, o Vasco não marcou gol e ficou no empate por 0 a 0 com o Fortaleza, neste sábado. A partida, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, aconteceu no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

TROPEÇOS EM CASA - 2005
CompetiçãoAdversárioPlacar
EstadualMadureira3 x 3
Copa do BrasilBaraúnas0 x 3
BrasileiroFortaleza0 x 0
Os dois clubes ainda não venceram na competição. O time carioca empatara com o Brasiliense na rodada inicial enquanto o time tricolor perdera para o Coritiba.

Apesar de não ser boa, a igualdade garantiu a marca de 37 partidas sem derrota do treinador Dário Lourenço na cidade do Sul fluminense. Ele, que fez o segundo jogo pelo Vasco, foi o comandante do Volta Redonda na trajetória do vice-campeonato estadual.

A partida aconteceu em Volta Redonda e com portões fechados porque o Vasco foi punido pelo STJD por incidentes ocorridos na penúltima partida do Campeonato Brasileiro de 2004, contra o Atlético-PR, e o estádio de São Januário acabou interditado.

A situação não é nova para o Fortaleza. Na primeira rodada, também castigada pelo tribunal, a equipe nordestina jogou contra o Coritiba sem a presença de torcedores e acabou derrotada por 1 a 0. O duelo ocorreu no estádio Presidente Vargas.

FIM DA MARATONA
Romário não resistiu à maratona de quatro jogos em seis dias. Prudente, o jogador conversou com o técnico Dário Lourenço e eles preferiram não arriscar. Ele foi à concentração, almoçou com os companheiros, mas ficou na torcida.

O centroavante, de 39 anos, vem de uma semana cheia de compromissos e gols. No último domingo, participou da estréia no Campeonato Brasileiro no empate por 2 a 2 com o Brasiliense e deixou sua marca.

Na quarta-feira, despediu-se oficialmente da seleção brasileira no amistoso contra a Guatemala, no Pacaembu, e fez um gol. No dia seguinte, disputou uma partida amistosa com os veteranos da Copa de 1994, no México. Neste jogo, Romário marcou três gols.

"Minha ausência do jogo foi mais pelo cansaço da viagem ao México. Tenho 39 anos e não sou nenhum garoto. Conversei com a comissão e vou me preparar para a partida contra o Botafogo", afirmou.
Embora a escalação de Romário estivesse previamente acertada, o jogador preferiu ficar fora. Depois de uma semana atribulada, ele achou melhor se poupar para o clássico do próximo domingo, contra o Botafogo, e cedeu lugar a Gustavo, de 19 anos. O jovem teve duas oportunidades, mas acabou desperdiçando-as.

"Tivemos mais posse de bola, mas finalizamos pouco. Isso aconteceu por causa da ausência de Romário", constatou o lateral-esquerdo Jorginho Paulista.

O clube de São Januário não vence uma partida oficial há mais de um mês. O último triunfo ocorreu na última rodada da Taça Rio, no dia 23 de março, quando derrotou o Olaria por 2 a 1, na Rua Bariri. Desde aquela data foram quatro jogos com três empates (Fluminense, Baraúnas e Brasiliense) e uma derrota (Baraúnas).

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, às 18h10. O Vasco duela com o Botafogo, em São Januário, e o Fortaleza terá pela frente o São Caetano, no estádio Anacleto Campanella.

O jogo
Os minutos iniciais da partida foram equilibrados. Sem o apoio de torcedores, o Vasco começou com mais posse de bola, mas sem finalizar. A única oportunidade foi de Abedi, aos 7min. Tímido, o Fortaleza arriscou duas vezes com Igor, aos 12min e aos 15min, mas sem grande perigo.

Errando diversos passes, as equipes criaram raras chances na primeira etapa. Enquanto o Vasco deu chutes tortos, com Leozinho e Gustavo, e irritava o treinador Dário Lourenço, os visitantes quase marcaram aos 42min. Marcos Denner fez boa jogada pela esquerda e rolou para Giba. Como elemento-surpresa, o lateral-esquerdo chutou rasteiro à esquerda do gol de Everton.

A FALTA QUE ELE FAZ
Jogadores do Vasco lamentaram a ausência de Romário no empate por 0 a 0 com o Fortaleza.

"A equipe teve a maior parte da posse de bola, mas não tivemos muitas finalizações. Isso aconteceu porque o Romário não jogou", disse Jorginho Paulista.
Leia mais
Depois de fraca atuação no primeiro tempo, o meia Leozinho acabou sacado pelo técnico vascaíno Dário Lourenço no intervalo. Em seu lugar entrou Róbson Luiz. Os anfitriões retornaram com mais vontade e, aos 3min, Abedi acertou um forte chute no travessão.

A trave voltou a salvar o Fortaleza aos 8min. Gustavo recebeu de Róbson Luiz e chutou cruzado. A bola desviou em Alan e tocou na trave antes de sair. A pressão vascaína continuou forte. Aos 12min, Alex Dias ajeitou de cabeça, Gustavo girou e chutou para complicada defesa de Albérico.

Aos 33min, o Vasco teve um gol legal equivocadamente anulado pelo árbitro Sérgio da Silva Carvalho, que atendeu à marcação de impedimento do auxiliar. Jorginho Paulista cruzou e Róbson Luiz concluiu.

VASCO
Everton; Thiago Maciel, Fabiano, Alemão e Jorginho Paulista; Ygor, Coutinho, Abedi e Leozinho; Alex Dias e Gustavo (Rubens)
Técnico: Dário Lourenço

FORTALEZA
Albérico; Chiquinho, Ronaldo Angelim, Alan e Giba; Dude, Hernani, Erandir (Clodoaldo)e Mazinho Lima; Marcos Denner e Igor (Índio)
Técnico: Vagner Benazzi

Data: 30/4/2005
Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Auxiliares: Rogério Monteiro Oliveira (DF) e César Augusto de Oliveira (DF)
Cartões amarelos: Dude (F), Coutinho (V), Índio (F), Róbson Luiz (V) e Giba (F)

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias