! Botafogo vence Inter e quebra tabu de 13 anos - 24/04/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  24/04/2005 - 17h59
Botafogo vence Inter e quebra tabu de 13 anos

MBPress
No Rio de Janeiro

O Botafogo acabou com um tabu. E manteve outro. Neste domingo à tarde, o time alvinegro derrotou o Internacional por 2 a 0, no Beira-Rio, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

O tabu derrubado pela equipe botafoguense durava 13 anos: a última vitória do Botafogo numa estréia de Brasileirão havia acontecido em 1992, 3 a 1 sobre o Atlético-PR.

Por outro lado, o Botafogo acrescentou mais um ano à mesma marca negativa que enfrenta o Internacional. A equipe colorada segue sem conseguir vencer em uma primeira rodada de Brasileiro, agora há sete anos.

DISCIPLINA TÁTICA
Para o técnico Paulo César Gusmão, a força do grupo irá fazer o sucesso do Botafogo neste Brasileiro. "O Brasileião é muito equilibrado e o que vai fazer diferença será o equilíbrio do grupo", disse. Leia mais
Esta foi a segunda partida de Paulo César Gusmão como técnico do Botafogo. Em sua estréia, a última vez em que o alvinegro esteve em campo, dia 6 de abril, o Botafogo empatou com o Paulista no Maracanã e foi eliminado da Copa do Brasil.

Segunda vez em casa
Esta foi apenas a segunda derrota do Internacional no Beira-Rio em 2005. A primeira vez acontecera pelo Campeonato Gaúcho, 3 a 1 para o Glória.

E foi a segunda vez consecutiva que o time colorado teve dificuldades para marcar jogando em casa. Na última quarta, pela Copa do Brasil, o Internacional sofreu para vencer o Paulista por 1 a 0. O gol foi marcado por Jorge Wagner aos 39min do segundo tempo, em cobrança de falta.

As dificuldades para marcar provocaram protestos dos torcedores colorados. Ao final da partida, o time do técnico Muricy Ramalho foi muito vaiado por sua torcida.

O jogo
O time visitante contou com duas estréias nesta partida. Oziel, ex-Cabofriense, e Jonílson, destaque no estadual do Rio pelo Volta Redonda, vestiram pela primeira vez a camisa do Botafogo em uma partida oficial.

Com a bola rolando, o Internacional foi o primeiro a chegar perto do gol. Aos 10min, Souza recebeu lançamento despretensioso vindo da defesa, mas o goleiro Jefferson, na linha da grande área, cortou o passe.

O Inter continuou melhor e, aos 18min, Fernandão, de cabeça, quase marcou. A pressão continuou e Souza, dois minutos depois, recebeu dentro da área, mas chutou para fora do gol.

Nervoso e buscando apenas os contra-ataques, o Botafogo só chegou aos 28min. César Prates avançou pela direita e cruzou para Alex Alves, que fez o papel de pivô e apenas ajeitou para Ramon. O meia chutou firme, mas Marcelo defendeu com segurança, sem dar rebote.

Já no final da primeira etapa, o Botafogo começou a assustar. Nos minutos finais, Alex Alves recebeu dentro da área e chutou colocado. Marcelo deu rebote e Caio, em posição de impedimento, marcou. No entanto, o gol foi invalidado.

Reconhecendo que seu time esteve muito recuado na primeira etapa, PC Gusmão colocou Juca e Marcelinho no time alvinegro, tirando Márcio Gomes e Ramon. Assim, o Botafogo passou a jogar com três atacantes.

O Inter, porém, continuou melhor e com apenas cinco minutos já havia criado três chances de gol. No entanto, O Botafogo, em sua primeira oportunidade, marcou. Aos 18min, César Prates cobrou falta próxima à área colorada e acertou o ângulo esquerdo de Marcelo.

O Inter voltou a pressionar, mas esbarrou na boa atuação do goleiro Jefferson. Já com a torcida colorada vaiando sua equipe, o Botafogo encaixou bom contra-ataque e fez o segundo.

Aos 35min. Leandro Carvalho cruzou para Alex Alves, que chutou de primeira na trave. O atacante pegou o rebote, mas Marcelo espalmou para o meio da área. Túlio aproveitou a sobra e fechou a vitória botafoguense.

INTERNACIONAL
Marcelo; Vinícius, Edinho e Índio; Élder Granja, Diego Gavilán, Augusto Recife, Wellington (Gustavo) e Jorge Wagner; Diego e Fernandão
Técnico: Muricy Ramalho

BOTAFOGO
Jefferson; Márcio Gomes (Juca), Rafael Marques, Scheidt e Oziel (Leandro Carvalho); Jonílson, Túlio, César Prates e Ramon (Marcelinho); Alex Alves e Caio
Técnico: Paulo César Gusmão

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto e Paulo Sérgio Garcia (SP)
Cartões amarelos: Vinícius (I), Fernandão (I), Márcio Gomes (B), Gavilán (I), Edinho (I)
Gols: César Prates, aos 18min, e Túlio, aos 35min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias