! Goiás estréia vencendo o Paraná em Curitiba - 23/04/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  23/04/2005 - 18h02
Goiás estréia vencendo o Paraná em Curitiba

MBPress
No Rio de Janeiro

Paraná e Goiás entraram em campo, neste sábado, em Curitiba, tentando esquecer as campanhas nos Estaduais. O time paranista dominou a maior parte do jogo, mas no fim o alviverde goiano conseguiu os gols, saindo vitorioso por 2 a 0.

LAMENTO PARANISTA
Chateado com os gols perdidos e a arbitragem, Lori Sandri, técnico do Paraná, também reclamou da postura do Goiás em campo. "O Goiás não teve proposta de se lançar ao ataque, de pressionar para fazer o gol". Leia mais
No primeiro tempo o Paraná teve diversas oportunidades, mas não marcou, esbarrando na grande atuação do goleiro Harlei. O segundo tempo foi mais equilibrado e depois da expulsão de Lombardi, zagueiro do tricolor, o Goiás pressionou e marcou com Lei e Fábio.

Na próxima rodada o Paraná tentará a reabilitação contra o São Paulo, campeão paulista, fora de casa, às 18h10, no sábado. O Goiás recebe em Goiânia o São Caetano, também no sábado, às 16h.

Fracassos
Após a eliminação precoce no Campeonato Paranaense, a equipe paranista adotou a mesma prática de outros anos. Muitas dispensas e contratações. No ano passado, quando fez a mesma política, o time terminou o campeonato na 15ª posição.

Ao todo, nove atletas saíram do clube, e, até agora, apenas quatro chegaram, mas outros ainda devem vir. Dos contratados, só André Dias jogou. O atacante estreou bem, levando muito perigo ao gol goiano.

O Goiás tentava esquecer a derrota na final do Campeonato Goiano para seu maior rival, o Vila Nova. Depois de dois empates, o time alviverde foi derrotado nos pênaltis, após seus jogadores desperdiçarem três cobranças.

Graças a uma série de lesões, a equipe goiana entrou em campo muito modificado, o que causou certa dificuldade para o time. O maior desfalque era o ala-direito Paulo Baier, que foi o artilheiro do time no Estadual com 12 gols.

O técnico Péricles Chamusca disse, durante a semana, que o objetivo do alviverde goiano é ficar entre os oito primeiros no fim do turno e a partir daí decidir qual o objetivo para o fim do campeonato. No ano passado o time ficou na sexta posição e se classificou para a Sul-Americana.

O jogo
O Paraná começou tomando a iniciativa, enquanto o Goiás tocava a bola no meio. Em um jogo com grande equilíbrio, os times pouco ameaçaram os goleiros. O tricolor só chegou levando perigo aos 20min, quando Renaldo cruzou e Thiago Neves tocou a bola, que bateu na trave.

Depois disso o time paranaense passou a dominar a partida e o goleiro Harlei se transformou no nome do primeiro tempo. Aos 23min André Dias perdeu um gol cara a cara com o goleiro. Um minuto depois, Harlei fez uma bela defesa em um chute de João Paulo de fora da área.

O Paraná seguiu na pressão, mas não chegou ao gol. Pressionando muito, o time paranista parou três vezes no goleiro Harlei em sete minutos. Thiago Neves, aos 28min e 35min, e André Dias, aos 30min, obrigaram o camisa 1 alviverde a trabalhar.

Flávio, o goleiro paranista, só teve trabalho aos 44min. Rodrigo Tabata cobrou falta e o goleiro espalmou para escanteio. Apesar de toda pressão do time tricolor, o primeiro tempo acabou empatado.

O segundo tempo começou bastante equilibrado no meio. Logo aos 5min houve um lance polêmico. Renaldo caiu dentro da área, mas o juiz, acertadamente, não marcou pênalti.

O duelo entre Thiago Neves e Harlei seguiu no segundo tempo. Aos 12min o meia bateu falta e o goleiro fez boa defesa. No contra-ataque, Vitor bateu forte da entrada da área e Flávio botou para escanteio.

Os dois times passaram a errar muito e, aos 30min, Lombardi, zagueiro do Paraná fez falta forte em Fábio, que tinha acabado de entrar. Como já tinha cartão amarelo, o zagueiro foi expulso. Na batida da falta Rodrigo Tabata cobrou forte, acertando a trave.

Com um jogador a mais o Goiás passou a pressionar. Aos 36min Rodrigo Tabata avançou pela esquerda e cruzou. O goleiro Flávio espalmou para o meio da área. Na sobra Lei bateu para o gol sem goleiro, abrindo o placar para o time alviverde.

Com a defesa aberta, sem um zagueiro, o Paraná virou um alvo fácil. Aos 40min Lei cruzou da direita para Fábio, que dominou na marca do pênalti, escolheu o canto e tirou a bola de Flávio, fechando o placar.

PARANÁ
Flávio; Lombardi, Da Silva e João Paulo; Alex, Beto, Ewerton César, Thiago Neves (William) e Vicente; André Dias (Welington Paulista) e Renaldo
Técnico: Lori Sandri

GOIÁS
Harlei; Vitor, Cléber, André Dias, André Leone e Jorge Mutt (Acácio); Júnior, Tiago e Rodrigo Tabata; Juliano (Fábio) e Lei
Técnico: Péricles Chamusca

Local: estádio Pinheirão, em Curitiba (PR)
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock e Marco Antônio Martins (ambos de SC)
Cartões amarelos: Lombardi (P), Junior (G), João Paulo (P)
Cartões vermelhos: Lombardi (P)
Gols: Lei, aos 36min, e Fábio, aos 40min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias