ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   18h09 - 29/06/2003

Com gol de ouro, França conquista a Copa das Confederações

Por Paulo Cobos
Enviado especial da Agência Folha
Em Paris (França)

Na morte súbita, a França ganhou neste domingo, no Stade de France, o bicampeonato da Copa das Confederações, na mais amarga vitória de uma seleção em um torneio organizado pela Fifa.

Não havia ambiente algum para comemorar o triunfo sobre Camarões. Sob o clima pesado depois da morte em campo do africano Marc-Vivien Foe, na última quinta-feira, o máximo que se podia fazer era dar abraços tímidos, esperar que a entrega de medalhas e troféus fosse bem rápida e continuar a chorar pelo mais trágico acontecimento da bola mundial nos últimos anos.

O mais aplaudido na noite francesa não foi Henry, que, aos 7min do primeiro tempo da prorrogação, marcou o gol do título.

Na constrangedora entrega de medalhas, os aplausos mais fortes foram para o momento que o zagueiro Song pendurou o adereço em um painel com a foto de Foe.

No meio do drama da morte, pouco parecia importar quem havia vencido e quem havia perdido, como ficou claro na entrega da taça, passada ao mesmo tempo para os capitães de França (Desailly) e Camarões (Song).

Isso continuou na tímida "volta olímpica", com os jogadores dos dois países juntos, como se a partida deste domingo fosse, na verdade, apenas uma homenagem ao companheiro morto.

Pouco importava se Camarões havia perdido a chance de tornar-se a primeira equipe africana campeã de uma competição adulta da Fifa. Muito menos se a França, depois do fiasco da Copa do Mundo de 2002, recuperava o prestígio de um time campeão.

Ninguém se importou com a fortaleza de Camarões, que sofreu apenas um gol em cinco jogos. Pouca gente deu bola para o grande campeonato de Henry, artilheiro da Copa das Confederações com quatro gols, eleito o melhor jogador do evento -Foe ficou em terceiro na listagem.

Pela reação dos torcedores nas arquibancadas, os únicos perdedores da noite foram os cartolas. Quando focalizado pelas câmeras, Joseph Blatter, presidente da Fifa, que minutos depois da morte de Foe já defendia que Camarões entrasse em campo, recebeu uma sonora vaia.

Durante a semana, a bola também vai ficar em segundo plano. No lugar de festas e sessões de fotos dos campeões, o que vale é saber a causa real da morte de Foe. Resultados preliminares da autópsia não apontaram com exatidão o motivo da tragédia -a suspeita maior continua a ser um problema no coração, mas alguns médicos cogitam um aneurisma.

Para quem vai lembrar do que aconteceu hoje pelo lado esportivo, fica a memória de um jogo fraco no primeiro tempo e da superioridade de Camarões em boa parte do confronto. Foi um jogo com poucas infrações (31) e em que os donos da casa se mostraram mais uma vez implacáveis jogando no Stade de France.

Mas, assim como a vencedora e ao mesmo tempo triste França, isso vai virar nota de rodapé na história do torneio em que um jovem de apenas 28 anos despencou, sozinho no meio-campo, e morreu.

França
Fabien Barthez; Willy Sagnol (Lilian Thuram), Marcel Desailly, William Gallas e Lizarazu; Ludovic Giuly, Benoit Pedretti, Olivier Dacourt (Olivier Kapo) e Sylvain Wiltord (Robert Pires); Djibril Cisse e Thierry Henry

Camarões
Idris Kameni; Ndoumbe, Song, Thimothee Atouba e Mettomo; Geremi, Mbami, Mezague (Emana) e Mohamadou Idrissou; Pius Ndiefi (Samuel Eto'o), Djemba Djemba.

Local: Stade de France, em Paris
Árbitro: Valentin Ivanov (Russia)
Gols: Thierry Henry, aos 7min do primeiro tempo da prorrogação


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas