ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   20h13 - 20/11/2002

Ausência de Polga no time de Zagallo deixa dirigentes do Grêmio revoltados

Lancepress!
No Rio de Janeiro

O fato de Anderson Polga não ter sido utilizado no amistoso da seleção brasileira, nesta quarta, provocou reações iradas de dirigentes do Grêmio. Eles já haviam protestado no dia da convocação do zagueiro.

Em suas acusações a Zagallo, o diretor de futebol do clube tricolor, Paulo Pelaipe, chegou a pôr em dúvida a honra do treinador. "O Zagallo, certa vez, convocou o César Prates, do Internacional, e uma semana depois esse jogador estava vendido para a Europa", relembrou o dirigente.

Perguntado se estava insinuando que o técnico teve participação no negócio, Pelaipe respondeu. "Se não teve, atendeu à solicitação de alguém que tinha."

Embora se mantivesse afastado das discussões, o técnico Tite lamentou a situação. Segundo ele, foi imposto um sacrifício ao jogador, que precisará se superar para manter seu nível.

O presidente José Alberto Guerreiro acredita que Zagallo persegue o clube. "Em 1997, ele já nos tirou o Paulo Nunes durante a disputa da Copa Libertadores da América. Foi um prejuízo deliberado que ele nos impôs, pois nunca utilizou o jogador, nem no torneio na França nem na disputa da Copa América", lembrou Guerreiro.

Anderson Polga chegará ao meio-dia de sexta, "cansado e sofrendo os efeitos do fuso horário", na avaliação do vice-presidente de futebol, Rúdi Petry.

"Dos oito times classificados, o Grêmio foi o único a ter jogador convocado. Alguma coisa o Grêmio fez ao Zagallo no passado, não sei se quando ele era jogador ou técnico. Só pode ser isso, para ele ter tanta raiva de nós", acrescentou Petry.

Seja qual for a condição física que Polga apresente o jogador já está escalado por Tite para o jogo contra o Juventude. Ele formará o trio de zagueiros com Claudiomiro e Roger.

Nesta quinta, acontecerá o julgamento do ala-direita Anderson Lima pela expulsão contra o Cruzeiro. Segunda-feira, será a vez de Rodrigo Fabri, pela expulsão contra o São Caetano. O artilheiro corre risco, pois está denunciado num artigo que prevê pena mínima de dois jogos. A segunda partida contra o Juventude será quarta-feira, em Caxias do Sul.


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS FUTEBOL

23/06/2010

09h25
Lúcio: "Não estamos satisfeitos com esses dois gols"


09h10
Confronto entre Suíça e Honduras será o 1º da história em Copas


08h38
Juventus contrata goleiro italiano Marco Storari


21/06/2010

12h28
Simão afirma que seleção portuguesa está muito motivada após goleada


11h35
Portugal derruba muralha norte-coreana com 7 gols e fica perto das oitavas