PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lateral do Shakhtar Donetsk revela conversas com outros clubes e não descarta retorno ao Brasil

07/07/2022 08h58


Aos 32 anos, Ismaily, lateral-esquerdo do Shakhtar Donetsk, busca definir seu futuro nas próximas semanas. Sem jogar uma partida oficial desde o último dia 11 de dezembro, uma vez que a guerra entre Rússia e Ucrânia paralisou o Campeonato Ucraniano, o brasileiro se prepara para uma nova oportunidade.

PENSANDO NO FUTURO
Em entrevista ao LANCE!, o veterano revelou que está em conversas com alguns clubes interessados em seu futebol. E embora esteja dando prioridades para seguir na Europa, o ala não descartou voltar para o Brasil.

- Conversei com o Shakhtar e me explicaram a situação do clube e da impossibilidade de manter o meu contrato devido aos valores e que iriam facilitar minha saída. Tenho conversado com alguns clubes para dar continuidade a minha carreira. Espero que haja uma definição em breve.

O atleta explicou as conversas com o Shakhtar atrasaram uma definição do seu futuro, mas segue otimista e apostando em uma nova etapa positiva em sua carreira.

- Tenho preferência pelo mercado europeu, afinal já são 13 anos na Europa, mas não descarto atuar no Brasil. Há projetos interessantes no futebol brasileiro e que vejo com bons olhos.

PREPARAÇÃO PARA JOGAR
Ismaily também revelou o motivo de não ter optado por jogar emprestado a uma outra equipe após a permissão que a Fifa concedeu aos atletas que atuavam na Ucrânia e Rússia.

- Quando a Fifa autorizou a suspensão provisória do eu contrato com o Shakhtar e abriu essa possibilidade de atuar por outro clube por empréstimo, recebi muitas sondagens, até de clubes brasileiros, mas decidi esperar e não atuar durante esse período por achar um tempo muito curto. A guerra havia começado recentemente e havia muitas incertezas.

Enquanto respeitava o clube ucraniano e aguardava a abertura da janela de transferências do verão europeu, o veterano se preparou para estar em boas condições físicas quando acertar com um novo clube.

- É um longo período sem atuar oficialmente, foi uma situação totalmente atípica. Mas após o primeiro mês de descanso, venho me mantendo ativo. Com a aproximação de uma definição sobre o meu futuro, trouxe um profissional com quem havia trabalhado no Shakhtar para me auxiliar na preparação, mas tudo por conta própria, sem qualquer auxílio do clube.
?
?Com contrato até 2023 com o Shakhtar Donetsk, Ismaily deve ser negociado em definitivo pelo clube ucraniano neste mercado. O lateral vestiu a camisa dos Mineiros desde 2013, mas sai pela porta da frente.

Futebol