PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rony e Abel Ferreira trocam elogios, e treinador diz que gol de bicicleta é reflexo da equipe

06/07/2022 22h50


A entrevista coletiva após a classificação do Palmeiras para as quartas de final da Libertadores teve um gosto diferente para dois personagens. Trata-se de Abel Ferreira e Rony. O treinador e o camisa 10 trocaram muitos elogios e endossaram o que muitos já sabem sobre a equipe alviverde: o trabalho duro.

GALERIA

> ATUAÇÕES: "COLOSSAL"! Rony "vai de bike" para classificar o Verdão
> Janela europeia abriu! Saiba as 20 contratações mais caras até aqui

TABELA

> Confira a tabela completa e simulador da Libertadores!

- Olha, vou dar os parabéns pelo gol que fez, que é magnífico. Mas vou pegar a imagem desse gol e dizer que esse é o reflexo da nossa equipe: tentar, tentar e tentar. É tentar até conseguir, mesmo que os outros 'zoem'. E isso não serve só para o futebol, mas também para nossas vidas. É sempre tentar, mesmo que os outros 'zoem'. Deus nos dá saúde e devemos compensar com trabalho duro e trabalho diário. Muitos criticam, inclusive o Navarro está passando por isso agora. Mas assim é a nossa vida, enfrentamos obstáculos e temos que superá-los - disse Abel sobre o belo gol de Rony.

Segundo o português, o trabalho sempre será a prioridade do time palmeirense. Além disso, o comandante aproveitou para agradecer o apoio incondicional do torcedor que, mais uma vez, lotou as arquibancadas do Allianz Parque e empurrou a equipe em um só canto.

- Se um dia alguém conseguir me convencer que é possível ser melhor naquilo que faz estando deitado ao sol tomando 'chopp', eu troco, mas até agora ninguém me convenceu. Sem trabalho duro, disciplina e esforço, nada acontece. Quero agradecer, de novo, nossos torcedores, que nos apoiam até mesmo na derrota. Reconhecem nosso esforço. Quanto mais unidos estivermos, mais temidos seremos - finalizou.

Recentemente, o Verdão acertou as contratações de 'Flaco' López e Merentiel, dois centroavantes sul-americanos. Sobre a possível "concorrência" no ataque, Rony preferiu dizer que o coletivo sempre será mais importante, e que todos chegam apenas para somar.

O treinador, inclusive, interrompeu dizendo que 'ninguém toma o lugar do camisa 10' que, em seguida, fez diversos elogios ao 'professor' e disse estar feliz e honrado por ser comandado por Abel.

- Fico feliz por estar aumentando meu número de gols. Não sei se o professor Abel se lembra, mas ele me fez uma pergunta no início da temporada. Me perguntou quantos gols tinha feito no ano passado... Se não me engano tinha feito 11 ou 12... Aí ele me disse que muitas coisas iriam acontecer. Me disse que eu iria fazer mais gols e ser ainda melhor, mas que isso aconteceria de uma maneira natural. Então, fico muito feliz de estar podendo ajudar a equipe, independente da posição. Procuro dar o meu melhor e é isso que o professor sempre nos pede. Me sinto feliz e honrado de ter esse cara como treinador. Por tudo que ele fez e faz por nós, nos faz aprender coisas novas, não nos deixa relaxar. Para que a gente se torne uma equipe competitiva, temos que treinar forte e trabalhar duro. Quanto mais elenco tivermos, melhor seremos. Os novos jogadores chegam para somar nesse calendário longo e nós somos o Palmeiras, brigamos por títulos sempre - concluiu.

Futebol