PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians 'devolve' 2013, supera o Boca Juniors nos pênaltis e avança às quartas de final da Libertadores

05/07/2022 23h53


O Corinthians escreveu mais um bonito capítulo em sua história ao eliminar o Boca Juniors nos pênaltis, por 6 a 5, em plena Bombonera, após empate sem gols no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores. Benedetto desperdiçou uma penalidade no tempo normal e outra na disputa, e Cássio defendeu as cobranças de Villa e Ramírez, sendo mais uma vez o herói corintiano.

+ Onde estão os jogadores do Timão que conquistaram a Libertadores há 10 anos

O time alvinegro tinha sido eliminado pelos xeneizes nesta mesma fase da competição em 2013, em partida marcada pela polêmica arbitragem de Amarilla.

O Timão aguarda o vencedor do confronto entre Tolima-COL e Flamengo para saber o adversário nas quartas de final. Na primeira partida, disputada na Colômbia, o Rubro-Negro venceu por 1 a 0.

ARGENTINOS PRESSIONAM NO INÍCIO

O Boca começou a partida tomando as iniciativas, explorando o lado de Rafael Ramos. O Corinthians se defendia em linha de cinco e trocava passes no campo defensivo. Aos cinco minutos, Benedetto encontru Villa na esquerda, que invadiu a área e chuta forte, para boa defesa de Cássio. Minutos depois,

A equipe argentina, melhor até a metade da primeira etapa, teve chance de ouro para inaugurar o placar, aos 18 minutos. O Timão se atrapalhou no ataque e deu campo para os xeneizes armarem contra-ataque.

Zeballos foi acionado pela direita, ganhou no corpo de Piton e cruzou na medida para Benedetto. O centroavante, livre na marca do pênalti, finalizou de primeira, mas não acertou o chute, desperdiçando grande chance de gol.

MAS SERÁ O BENEDETTO...

Aos 24 minutos, após bate-rebate na área, Raul Gustavo subiu com o cotovelo esticado e acabou atingindo o rosto de Pol Fernández. O árbitro de vídeo Leodán González recomendou revisão, e o uruguaio Andrés Matonte mudou sua decisão para pênalti. O camisa 9 da equipe argentina mandou a cobrança na trave.

Mesmo com a penalidade desperdiçada, o Boca Juniors seguia em cima do Corinthians, que não conseguia conectar o contra-ataque.

Aos 44 minutos da etapa final, João Victor levou a pior em dividida com Óscar Romero e sentiu uma torção no tornozelo direito. Prontamente ele foi substituído por Gil, e a equipe brasileira conseguiu segurar o empate nos instante finais do primeiro tempo.

BRUXA SOLTA NO DM DO CORINTHIANS

Um minuto após o início do segundo tempo, Mantuan puxou contra-ataque pela direita e foi derrubado por Varela, que levou cartão amarelo. O atleta corintiano ficou com dores na coxa e teve que ser substituído por Giovane.

O Boca seguia explorando o lado direito da defesa corintiana com Fabra e Villa. O Corinthians se defendia em blocos baixos, diminuíndo os espaços para os argentinos perto da área de Cássio.

Em rara saída do Timão, Giuliano foi derrubado por um atleta argentino no ataque. O juiz não deu falta, e no prosseguimento da jogada, Villa lançou Benedetto na esquerda. O atacante tocou de cobertura, e a bola passou por cima do gol.

TIMÃO NA RETRANCA

Após a metade do segundo tempo, o clube brasileiro passou a jogar de forma mais recuada, na tentativa de suportar a pressão argentina e levar a partida para os pênaltis. Aos 24, Advíncula invadiu a área pela direita e cruzou no primeiro pau, mas Benedetto foi bloqueado pela zaga corintiana.

Três minutos depois, Vítor Pereira problema as entradas de Bruno Méndez, Bruno Melo e Roni nas vagas de Rafael Ramos, Giuliano e Du Queiroz, respectivamente.

Nos últimos minutos da partida, o Boca se lançou ao ataque, mas não conseguia furar a defesa corintiana, que segurou o empate e levou a decisão para os pênaltis.

PENALIDADES

Fábio Santos, Cantillo, Róger Guedes, Roni, Piton e Gil converteram as batidas. Raul Gustavo e Bruno Melo tiveram os pênaltis defendidos por Rossi.

No lado argentino, Rojo, Izquerdoz, Pol Fernández, Óscar Romero e Varela converteram as cobranças. Villa e Ramírez tiveram os pênaltis defendidos por Cássio, e Benedetto cobrou para fora.

+ Confira a tabela da Libertadores e simule os jogos do mata-mata

BOCA JUNIORS-ARG 0 (5) X (6) 0 CORINTHIANS
LIBERTADORES - OITAVAS DE FINAL - JOGO DE VOLTA


Local: La Bombonera, Buenos Aires (ARG)
Data e hora: 5 de julho de 2022, às 21h30
Árbitro: Andrés Matonte (URU)
Assistentes: Nicolás Taran (URU) e Martín Soppi (URU)
Árbitro de vídeo: Leodán González (ECU)
Público/renda: Não informado
Cartões amarelos: Varela (BOC); Raul Gustavo, Gil (COR)
Cartões vermelhos: Luis Miguel (COR)

GOLS: -

BOCA JUNIORS-ARG
Rossi; Advíncula, Izquierdoz, Rojo e Fabra; Pol Fernández, Varela e Óscar Romero; Zeballos (Ramírez, 30/2ºT), Benedetto e Villa. Técnico: Sebastián Battaglia

CORINTHIANS
Cássio; Rafael Ramos (Bruno Méndez, 27/2ºT); João Victor (Gil, 44/1ºT), Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz (Roni, 27/2ºT), Cantillo e Giuliano (Giuliano, 27/2ºT); Mantuan (Giovane, 2/2ºT), Róger Guedes e Lucas Piton. Técnico: Vítor Pereira

Futebol