PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-chefe na CBF, Gaciba cita implementação do VAR: 'Algumas coisas me surpreenderam'

Ex-árbitro, Leonardo Gaciba participou do Resenha ESPN  - Reprodução/ESPN
Ex-árbitro, Leonardo Gaciba participou do Resenha ESPN Imagem: Reprodução/ESPN

02/07/2022 12h22

Ex-presidente da Comissão de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba foi contratado como comentarista da ESPN. Ao lado de Arnaldo Cezar Coelho e outros ex-ábitros no Resenha ESPN desta sexta-feira, Gaciba falou sobre a dificuldade que enfrentou em ter que implementar o VAR no Brasil.

Gaciba disse que se surpreendeu com a velocidade atual da arbitragem em comparação com seu tempo dentro dos gramados e como a forma que o VAR revê o lance, que não seria o mesmo ângulo da TV.

- Eu participei nos últimos três anos da implementação da ferramenta do árbitro de vídeo. Algumas coisas me surpreenderam muito na questão de participar de dentro para fora, que era o que faltava para que eu conhecesse a arbitragem. E calhou de acontecer na implementação da ferramenta - iniciou o agora comentarista.

- Em primeiro lugar, a velocidade do jogo, que hoje é muito mais rápido. O VAR - e as pessoas não sabem isso em casa - enxergam a jogada no lance invertido. Não foi na visão do (Carlos Eugênio) Simon (na TV), é do outro lado. E hoje em dia os árbitros ficam menos marcados. Assistentes hoje em dia não é só impedimento. Tem muita fala, muita ajuda no trabalho do árbitro de campo. É um mundo bem diferente do que vivi - concluiu.

O Resenha ESPN, apresentado por André Plihal, contou com as participações de Arnaldo Cezar Coelho, Carlos Eugênio Simon, Renata Ruel e Leonardo Gaciba, recém contratado, para falar especialmente da arbitragem brasileira.

Gaciba participará das transmissões da Libertadores, Eurocopa Feminina e dos principais torneios do futebol internacional. Sua estreia na nova emissora está marcada para a partida entre Fortaleza e Estudiantes, pela Taça Libertadores, que acontece na próxima quinta-feira (30).

Na função de árbitro de campo, ele foi eleito o melhor do país de 2005 a 2008. Após pendurar o apito, em 2009, virou comentarista de arbitragem da Globo, onde permaneceu até 2019.

Gaciba deixou os comentários para assumir a presidência da Comissão de Arbitragem da CBF. Cargo em que esteve até ser demitido em novembro de 2021, em meio a uma série de polêmicas envolvendo a arbitragem no Brasil e ao uso do VAR.

Futebol