PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Apesar de não descartar retorno em dezembro, Ngannou desconversa sobre permanência no UFC

28/06/2022 09h15


Depois de ser campeão peso-pesado por decisão unânime no confronto contra Ciryl Gane, no UFC 270, em janeiro, Francis Ngannou, por meio de sua equipe, anunciou que tinha duas lesões graves no joelho. Ainda se recuperando de cirurgia bem sucedida, realizada em março, ele deixou seu futuro em aberto, apesar de admitir que poderá lutar em dezembro ou janeiro de 2023.

Sua recuperação, no entanto, pode não ser o único empecilho para a volta de Ngannou. Vale ressaltar que a conquista do cinturão foi a última luta de seu contrato com o UFC, mas ele permanece preso à organização norte-americana devido à cláusula dos campeões, que vai até dezembro.

O acordo entre o camaronês e o Ultimate parece estar longe ainda, visto que o atleta já disse que só renovará se tiver a chance de lutar contra Tyson Fury, estrela do Boxe. Talvez por esse motivo, ele tenha voltado as atenções para sua recuperação completa ao ser questionado sobre o possível adversário que enfrentará caso retorne no fim do ano, em entrevista recente ao site "TMZ Sports".

- Sabe, por enquanto vamos focar na minha recuperação e acertar tudo, e então quando eu estiver próximo do meu retorno, veremos onde e com quem será, porque muitas coisas podem acontecer - afirmou o camaronês, que também falou sobre seu atual estágio físico:

- Estou melhorando. Tem sido muito boa (a recuperação). Não foi fácil, mas estamos chegando lá. Faz apenas três meses, então sim, ainda estou fazendo fisioterapia. Se tudo correr bem, estarei pronto até o final do ano, porque serão nove meses. Então, digamos que no final de dezembro ou no início do ano que vem (próxima luta) -.

Futebol