PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

STJD homologa acordo e Cruzeiro não perderá pontos por cânticos homofóbicos

Cruzeiro agradece torcida após vitória diante do Grêmio - Staff Images
Cruzeiro agradece torcida após vitória diante do Grêmio Imagem: Staff Images

24/06/2022 18h26

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) homologou hoje um acordo entre o Cruzeiro e a Procuradoria Geral da Justiça Desportiva após denúncia de cânticos homofóbicos em jogo contra o Grêmio, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com a homologação, o Cruzeiro, agora, não corre risco de perder pontos na competição nacional. O clube celeste terá somente que pagar multa de R$ 30 mil e adotar medidas, tal como a utilização da bandeira LGBTQIA+ na bandeira de escanteio.

A punição ao clube deve-se ao canto homofóbico da torcida celeste. Durante vários momentos do duelo, torcedores do time mineiro entoaram um cântico que se repete quando clubes do Rio Grande do Sul atuam como visitantes.

"Arerê, gaúcho.... e fala tchê", diz, em linhas gerais, o cântico repetido diversas vezes ao longo da partida. Nas transmissões de rádio e televisão os gritos estiveram presentes repetidamente.

Sob mesmo argumento, o Cruzeiro também enviou Notícia de Infração Disciplinar Desportiva à procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) contra o clube gaúcho. O caso, porém ainda está em andamento.

Cruzeiro