PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ituano desperdiça pênalti e fica no empate sem gols com Náutico pela Série B

26/05/2022 23h27


Brigando para deixar as últimas posições do Campeonato Brasileiro da Série B, somente a vitória interessava a Ituano e Náutico antes da bola rolar, na noite desta quinta-feira, no estádio Novelli Júnior. Sem conseguir balançar as redes, com direito a um pênalti perdido por Rafael Elias, o placar acabou zerado para frustração dos dois lados.

Com o resultado, a equipe de Itu chegou aos 13 pontos, porém caindo para a 10ª colocação. Já o time pernambucano acabou ficando um pouco mais próximo ao Z4, na 15ª posição agora com 9 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

BOM INÍCIO DO NÁUTICO

Mesmo jogando longe de seus domínios, a equipe do Náutico, nos primeiros movimentos de jogo, não quis saber de ser surpreendido pelo Ituano e foi para cima. Além de apertar a saída de bola dos mandantes, o Timbu ainda criou boas chances com Richard Franco e Jean Carlos, mas em ambas o goleiro Pegorari levou a melhor fazendo boas defesas.

Passado o momento de superioridade por parte dos visitantes, aos poucos o Galo foi conseguindo equilibrar um pouco mais as ações, conseguindo até marcar um gol, aos 22 minutos. Porém, o tento de Lucas Siqueira acabou sendo anulado já que a arbitragem flagrou um impedimento no lance.

ITUANO DESPERDIÇA GRANDE CHANCE

Aproveitando os espaços dados pelo Ituano, o Náutico insistia jogar por todos os lados do campo, porém sem conseguir finalizar com efetividade. Por outro lado, a equipe de Mazola, também mostrando que não estava disposta a terminar a etapa inicial zerada no placar, chegou a ser um pouco mais criativa, dando trabalho ao goleiro Lucas Perri, que salvou o Timbu.

Até que na reta final da etapa, em um dos últimos lances, o Galo teve uma grande oportunidade de encontrar seu tento. Após Rafael Elias ser derrubado na área por Bruno Bispo, a arbitragem acabou marcando penalidade no lance. Porém, mostrando estar em um dia inspirado, Perri conseguiu fazer a defesa para frustração do próprio Rafael, que mesmo com paradinha, não converteu a cobrança.

GALO LIGEIRAMENTE MELHOR NA ETAPA FINAL

Sem alterações nos dois lados para a volta dos times, o Ituano tentou mostrar poder ofensivo desde o início. Até meados dos 14 minutos, apesar do jogo truncado, chegou duas vezes com João Victor, antes de deixar o jogo para a entrada de Gabriel Barros.

Mas o Alvirrubro não quis saber de ficar apenas atrás, e decidiu também explorar o ataque. Apesar do ritmo mais lento, assustou Pegorari em um bonito chute de Jean Carlos, passando muito próximo para lamentação do camisa 10.

RETA FINAL COM EMOÇÃO

Com o tempo passando, os dois comandantes resolveram reforçar seus setores de meio-campo e ofensivo na expectativa de encontrar o gol da vitória. Apesar das oportunidades que apareciam, a melhor chance ocorreu aos 46 minutos, quando Pacheco salvou os donos da casa ao tirar em cima da linha a cabeçada de Camutanga, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final no confronto realizado na cidade de Itu.

FICHA TÉCNICA
ITUANO 0x0 NÁUTICO


Data e horário: 26/05/2022, às 21h30 (de Brasília)
?Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Cicero Alessandro de Souza (MS)
VAR: Wagner Reway (PB)

Cartões Amarelos: Rhaldney, 21'/1ºT; Pacheco, 38'/1ºT; Rafael Elias, 3'/2ºT; Bernardo Schappo, 22'/2ºT; Jean Carlos, 24'/2ºT; Kaio, 32'/2ºT; Bruno Bispo, 35'/2ºT

ITUANO: Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Rafael Pereira (Bernardo Schappo, aos 28'/2ºT) e Roberto (Mário Sérgio, aos 33'/2ºT); Jiménez (Lucas Nathan, aos 14'/2ºT), Kaio, Lucas Siqueira e Gerson Magrão; João Victor (Gabriel Barros, aos 14'/2ºT) e Rafael Elias (Chrigor, aos 32'/2ºT).
(Técnico: Mazola Júnior)

NÁUTICO: Lucas Perri; Victor Ferraz, Bruno Bispo, Camutanga e Ailton; Ralph (Djavan, aos 27'/2ºT), Richard Franco (Mateus Nascimento, aos 27'/2ºT), Rhaldney (Robinho, aos 34'/2ºT) e Jean Carlos; Luis Phelipe (Pedro Vitor, aos 22'/2ºT) e Léo Passos (Amarildo, aos 34'/2ºT).
(Técnico: Roberto Fernandes)

Futebol