PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Neto conquista na Justiça direito de ser indenizado pelo INSS após carreira no futebol

21/05/2022 11h36


O ex-jogador Neto conquistou na Justiça o direito de receber auxílio-acidente do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ao comprovar limitações físicas causadas por diversas lesões sofridas durante a carreira. A informação foi publicada pelo colunista do 'Uol' Diego Garcia.

O processo foi vencido por Neto em duas instâncias. O ex-meia alegou nos autos que possui limitações principalmente causadas por esforços repetitivos. Foram citadas uma lesão em 1992 no tornozelo esquerdo e uma ruptura dos ligamentos do tornozelo direito em 1996, além de lesões no quadril e na coluna lombar.

O apresentador da Band, atualmente com 55 anos, alegou ainda que sofre de limitações funcionais definitivas nos dois membros inferiores. Um atestado médico de 2019 comprovou que Neto sofre de escoliose congênita, artrose no quadril, na coluna lombrar, hérnia de disco lombar, artrose no pé e tornozelo e espondilólise, que é um defeito que pode conduzir a uma fratura por estresse do elemento posterior da coluna vertebral.

+ Neto mostra resultado de procedimento cirúrgico na coluna

O valor que deverá ser recebido por Neto será calculado a partir de outubro de 2019, quando a esfera administrativa do INSS negou o pedido feito pelo ex-jogador. O valor ainda será acrescido de 13º e aplicação de juros e correção monetária. A vitória de neto na Justiça pode significar uma abertura de precedente para outros esportistas que possam vir a alegar limitações funcionais definitivas por causa de lesões sofridas durante o exercício da profissão.

O INSS tentou recorrer da decisão, mas um trecho da sentença divulgada pelo 'UOL' e proferida pelo relator Afonso Celso da Silva com participação dos desembargadores Carlos Monnerat e Aldemar Silva aponta que "o conjunto probatório colhido nos autos comprova que as lesões surgiram no período em que ele exercia atividade laborativa com vinculo empregatício".

Futebol