PUBLICIDADE
Topo

Paris Saint-Germain

Sim de Mbappé ao PSG prejudica Leonardo; entenda

Mbappé ao lado de Leonardo, diretor de futebol do PSG, na cerimônia da Bola de Ouro - FRANCK FIFE / AFP
Mbappé ao lado de Leonardo, diretor de futebol do PSG, na cerimônia da Bola de Ouro Imagem: FRANCK FIFE / AFP

21/05/2022 12h35Atualizada em 21/05/2022 16h31

O atacante Kylian Mbappé impôs como condição para permanecer no Paris Saint-Germain: a chegada de Luis Campos como novo diretor esportivo do clube, segundo o "Marca". Com isso, Leonardo está com os dias contados na França.

O presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi, confirmou, neste sábado, a renovação do contrato do atacante. Antes da partida contra o Metz, o dirigente entrou com o atleta em campo no Parque dos Príncipes e fez o anúncio oficial para a torcida.

Além do brasileiro, o comandante Mauricio Pochettino também não deve seguir no clube, de acordo com informações do "Le Parisien". O PSG ainda não definiu o nome do novo técnico, mas o francês Zinédine Zidane é tido como um dos favoritos da diretoria.

O "Marca" adiantou que a renovação de Mbappé com o PSG, que deve passar a valer até 2025, faria com que o atacante tivesse mais voz dentro do vestiário antes de qualquer decisão que o clube tomasse. A imprensa espanhola criticou muito a opção do atacante.

O atleta já comunicou Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, sobre sua decisão de permanecer na França. O jovem de 23 anos foi peça chave do Paris Saint-Germain na temporada com 36 gols marcados e 26 assistências.

Paris Saint-Germain