PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Botafogo vai procurar novo CT e manter 'camisa própria' até o final do ano

Torcida do Botafogo, no Mané Garrincha, no clássico diante do Flamengo pelo Brasileirão - Vítor Silva/Botafogo
Torcida do Botafogo, no Mané Garrincha, no clássico diante do Flamengo pelo Brasileirão Imagem: Vítor Silva/Botafogo

14/05/2022 18h39

Classificação e Jogos

O Botafogo deverá procurar um novo local para treinamentos em 2023. É o que apontou André Mazzuco, diretor executivo de futebol do Glorioso, que ao podcast 'GE Botafogo' elogiou o Espaço Lonier, na zona oeste do Rio de Janeiro (RJ), mas reiterou que o clube precisa de um lugar já pronto para atender suas expectativas.

"O Lonier é um espaço maravilhoso, para mim seria o espaço para o CT do futuro do Botafogo, mas temos questões particulares. É ficar um ano, um ano e meio para construir algo. Estamos buscando alternativas, principalmente pensando na próxima temporada. Hoje o Lonier tem nos atendido e entendemos que nos atenderia OK até o fim da temporada, mas para o ano que vem vamos precisar de um espaço pronto. Estamos nos movimentando para isso", explicou.

Também para o ano que vem é que os botafoguenses podem esperar pelo uniforme fornecido por alguma marca. Segundo Mazzuco, o clube continuará usando as peças provisórias, de 'marca próprio, até o final do Brasileirão.

"Não é possível (estrear uniforme de novo fornecedor no meio do ano) porque a produção de uma marca demora de cinco a seis meses. Acho que 2023, sim. Em 2022, a gente vai continuar (com uniforme de produção própria. O que eu estou pedindo e que eu quero demais é que tenha camisa para vender para o torcedor".

O Botafogo está com as 'camisas limpas' desde o fim do contrato com a Kappa, última fornecedora, no ano passado.

Botafogo