PUBLICIDADE
Topo

Willian exalta dedicação de Sylvinho: 'Trabalha 14 horas por dia'

27/01/2022 13h26

Uma das principais contratações do Corinthians na última temporada, o meia Willian encheu o seu treinador, Sylvinho, de elogios em entrevista concedida ao programa Bola da Vez, dos canais ESPN, que vai ao ar neste sábado (29), às 22h.

Na atração, que teve a apresentação do jornalista André Plihal com participação de Flávio Ortega e Mauro Naves, o meia corintiano disse que o técnico fica cerca de 14 horas trabalhando nas dependências do clube. Na opinião do camisa 10, Sylvinho é novo na função que exerce atualmente e tem tudo para evoluir.

"O Sylvinho ainda é novo como treinador. Vai aprender muito. É um cara que trabalha bastante, fica ali no CT 14 horas por dia vendo vídeos, trabalhando para trazer as melhores informações para nós jogadores e com certeza vai evoluir como treinador. Ele vai aprender muitas coisas que ainda não conseguiu adquirir pelo pouco tempo que ele tem como treinado", destacou Willian.

O atleta do Corinthians também comentou sobre a relação que os jogadores da equipe possuem com o técnico, sendo, inclisive, aberto para opiniões sobre o trabalho tático do time.

"Ele (Sylvinho) é bem aberto nesse assunto, sobre questões táticas, de como a gente vai pressionar o adversário, como a gente vai sair jogando. Ele traz as ideias para nós, leva para dentro de campo. Às vezes não está encaixando de uma forma e a gente fala com ele. 'Será que não pode fazer assim? O que você acha de fazer assim?' Então ele é bem tranquilo quanto a isso. Sempre temos esse diálogo e é um cara bem aberto que está sempre querendo um ambiente favorável, onde os jogadores se sintam bem tanto dentro de campo quanto fora de campo", disse o meia.

Willian, que é cria das categorias de base corintiana, foi repatriado pelo clube no segundo semestre do ano passado, em operação ousada que precisou de uma recisão amigável do jogador com a sua ex-equipe, o Arsenal, da Inglaterra. Desde o seu retorno ao Parque São Jorge o jogador fez 10 jogos, com duas assistências e nenhum gol marcado até o momento.