PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Gabigol é o único sul-americano a concorrer a prêmio de melhor do mundo da IFFHS

Gabigol comemora com Tite gol do Brasil contra a Venezuela pelas Eliminatórias - Lucas Figueiredo/CBF
Gabigol comemora com Tite gol do Brasil contra a Venezuela pelas Eliminatórias Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

28/10/2021 16h57

Artilheiro do Flamengo em 2021, Gabigol foi um dos 32 indicados ao prêmio de melhor jogador do mundo deste ano pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), que inclui ainda outros três brasileiros na briga: Neymar, Marquinhos (PSG) e Casemiro (Real Madrid).

Gabigol vive o seu seu maior jejum de gols desde que chegou ao Flamengo, em janeiro de 2019, pois está há oito jogos sem ir às redes. No entanto, ainda assim acumula ótimos números na temporada: 27 gols e sete assistências em 35 partidas pelo Rubro-Negro, além de três gols pela Seleção Brasileira.

Recém-eliminado na Copa do Brasil, o camisa 9 do Flamengo também é o atual artilheiro da Libertadores, com dez gols, o que colaborou para ele ser o único atleta que atua no futebol sul-americano a concorrer à premiação.

Vale lembrar que o vencedor de 2020 foi o polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique. Já o deste ano será conhecido no fim de dezembro através da IFFHS, que há mais de três décadas premia os melhores do futebol.

Confira os 32 candidatos:

Gianluigi Donnarumma (Itália, Milan, PSG)
Leonardo Bonucci (Itália, Juventus)
Jorginho (Itália, Chelsea)
Kevin De Bruyne (Bélgica, Manchester City)
N'Golo Kanté (França, Chelsea)
Kylian Mbappé (França, PSG)
Robert Lewandowski (Polónia, Bayern)
Raheem Sterling (Inglaterra, Manchester City)
Cristiano Ronaldo (Portugal, Juventus/Manchester United)
Erling Haaland (Noruega, Borussia Dortmund)
Lionel Messi (Argentina, Barcelona/PSG)
Rodrigo De Paul (Argentina, Atlético de Madrid)
Neymar (Brasil, PSG)
Casemiro (Brasil, Real Madrid)
Marquinhos (Brasil, PSG)
Gabriel Barbosa (Brasil, Flamengo)
Luis Díaz (Colômbia, FC Porto)
Akram Afif (Qatar/Al Saad)
Sardar Azmoun (Irã/Zenit)
Mehdi Taremi (Irã/FC Porto)
Son Heung Min (Coreia do Sul/Tottenham)
Ali Mabkhout (Emirados Árabes Unidos/Al Jazira)
Achraf Hakimi (Marrocos/PSG)
Sadio Mané (Senegal/Liverpool)
Kalidou Koulibaly (Senegal/Nápoles)
Riyadh Mahrez (Argélia/Manchester City)
Mohamed Salah (Egito/Liverpool)
Alphonso Davies (Canadá/Bayern)
Winston Mc Kennie (EUA/Juventus)
Giovanni Reyna (EUA/Borussia Dortmund)
Raul Jiménez (México/Wolverhampton)
Héctor Herrera (México/Atlético de Madrid)

Futebol