PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Flamengo declina com um pressionado Renato Gaúcho e vive a pior sequência em quase um ano

28/10/2021 00h30


O Flamengo teve as voltas de Gabigol e Bruno Henrique ao comando de ataque, mas voltou a ser ineficaz e seguiu o declínio sob o comando de Renato Gaúcho, o que dessa vez custou caro e a eliminação na semifinal da Copa do Brasil, diante do Athletico-PR, vencedor no Maracanã por 3 a 0. Assim, o clube vive a pior sequência sem vitórias em quase um ano.

A última vez em que o Flamengo havia ficado quatro partidas sem triunfar ocorreu em novembro de 2020, quando perdeu para o Atlético-MG, São Paulo (duas vezes) e empatou com o Atlético-GO, justamente no período em que Domènec Torrent caiu - após revés para o Galo - e Rogério Ceni assumiu.

Já o grupo atual, sob o comando de um pressionado Renato Gaúcho, que ouviu diversos xingamentos em uníssono nesta noite e coro pela volta de Jorge Jesus, não vence há duas semanas - a última ocorreu contra o Juventude, pelo Brasileirão. Depois, empatou com o Cuiabá e Athletico e foi derrotado para o próprio Furacão (hoje, se despedindo da Copa do Brasil) e Fluminense.

O técnico falou sobre a continuidade do trabalho - ou não.

- Isso é com a diretoria. A gente tem que jogar, tem que melhorar, a gente sabe disso, continuar se dedicando, porque esse time é um time que se dedica, faz treino em casa, treina a mais, sempre quer mais. Então, não é uma derrota que vamos jogar tudo para o alto. Entendemos a torcida, sabemos que é decepcionante - disse Renato Gaúcho, em entrevista coletiva.

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

E o próximo compromisso do Flamengo será outro jogo decisivo: contra o líder Atlético-MG, neste sábado, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo será no Maracanã, um trunfo para o pressionado time de Portaluppi encurtar a distância para o Galo, que hoje é de 13 pontos (com dois jogos a mais).

Futebol