PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

CBF se pronuncia após filho de Tite curtir posts homofóbicos de Maurício Souza

Tite ao lado de Matheus Bachi, seu filho e auxiliar-técnico da seleção brasileira - Pedro Martins/Mowa Press
Tite ao lado de Matheus Bachi, seu filho e auxiliar-técnico da seleção brasileira Imagem: Pedro Martins/Mowa Press

28/10/2021 21h08

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se pronunciou após o auxiliar-técnico da seleção brasileira, Matheus Bachi, filho do treinador Tite, curtir publicações de teor homofóbico do jogador de vôlei Maurício Souza.

Ao jornal O Globo, a entidade disse que conversou com Bachi sobre a situação e que ele afirmou ter errado ao interagir com o post pois "não compartilha de tal opinião". De acordo com o jornal, o filho de Tite curtiu os posts em que Maurício Souza critica a bissexualidade de Joe Kent, o novo Superman, e apoia um beijo entre o Superman original e a Mulher Maravilha, publicado hoje em resposta à sua demissão do Minas Tênis Clube.

"(A CBF) tomou conhecimento dos fatos e conversou diretamente com o funcionário citado, que reconheceu seu erro ao 'curtir' o post, pois não compartilha de tal opinião", explicou a entidade. "A Confederação reforça seu compromisso com um futebol livre de qualquer preconceito ou discriminação. Por meio da campanha 'Todos Iguais', existente há quase uma década, defende um esporte solidário e que integre todas as cores, origens, crenças, gêneros ou condições físicas, utilizando como plataforma de divulgação suas competições e atividades da Seleção Brasileira", completou.

Após o comunicado, Matheus Bachi retirou as curtidas das publicações e deixou de seguir o central nas redes sociais.

Seleção Brasileira