PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ao LANCE!, Thiago Galhardo comenta chegada ao Celta de Vigo e relação com Eduardo Coudet

26/10/2021 07h30


Thiago Galhardo, do Celta de Vigo, concedeu entrevista exclusiva ao LANCE! e falou sobre a sua chegada ao clube espanhol. Em suas falas, o jogador brasileiro comentou sobre a relação existente com Eduardo Coudet no Celta e no Internacional.

Veja a tabela do Espanhol

Em entrevista, Thiago Galhardo comentou sobre a sua relação com Eduardo Coudet já no Internacional. O jogador falou sobre a saída do argentino do clube porto-alegrense, e como os dois se encontram no Celta de Vigo.

- Em Porto Alegre, a gente morava no mesmo condomínio a uma quadra e quando ele vai de fato despedir de nós, eu fui na casa dele, entregar uma camisa e ainda brinquei com ele. Falei, ah, espero um dia a gente poder trabalhar novamente. Nunca esperava que isso fosse ser em breve mesmo - disse Galhardo.

- Ele viu toda a negociação como estava minha situação no Inter, nós entramos em contato numa terça-feira e na outra terça eu já estava chegando aqui (em Vigo). Foi tudo muito rápido e muito positivo. Eu sou muito grato a ele por tudo, porque com ele que eu chego a Seleção Brasileira, eu tenho números expressivos graças a ele - falou.

Thiago Galhardo também comentou sobre as diferenças do futebol espanhol para o brasileiro, e comentou sobre os impactos diretos de sua chegada ao Celta.

- Aqui é um futebol totalmente diferente do Brasil, em questão tática o jogo, é muito mais rápido é um jogo mais forte e posicional, é mais um diferencial e então estou me adaptando ainda, mas eu creio que tem tudo pra que a gente consiga e que eu consiga ajudá-los.

- São grandes companheiros, que já jogaram Copa do Mundo, e eu gosto de números. Ele (Coudet) chegou aqui, tinha jogadores que não jogavam, e hoje jogam com ele, que no primeiro ano não fizeram nenhum gol. Ele começa a mostrar o quanto ele joga pros três, quatro jogadores da frente, o quanto ele é ofensivo, aí fico feliz de poder hoje estar aqui, de poder estar trabalhando novamente com ele, com quem estava sentindo saudade dessa intensidade, e que talvez falte um pouco no Brasil, até pela sequência de jogo que nós temos, mas quando ele estava era a mesma pegada sempre.

- Ele conseguiu me convencer que dá pra treinar e jogar no mesmo ritmo. Coisa que nós brasileiros, teoricamente, não imaginamos, né? Nós, no treino, vamos um pouco mais devagar, e na hora do jogo estamos bem por jogar quarta e domingo e com ele não tem mamata. Ele é alucinado por trabalho, e ele acredita muito no trabalho dele. Por ver os resultados dele nos últimos anos com o próprio Inter e agora aqui no Celta, o qual ele fez no último ano, eu acredito muito que dessa forma é correta demais.

Thiago Galhardo foi convocado para a Seleção (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Galhardo também falou sobre a sua estreia no Celta de Vigo e seus primeiros dias na equipe junto de Coudet.

- Quando começa toda essa negociação, a gente se fala e no dia 12 de setembro, foi o aniversário dele, e era o jogo contra o Real Madrid. Então ele ainda brincou comigo: 'Se prepare pra esse jogo'. Quando eu chego aqui, aconteceram algumas lesões no time, jogadores desgastados e que não poderiam ir pro jogo contra o Athletic de Bilbao em casa, e não treinei por conta da documentação, na quinta deu tudo certo, faço treino na sexta. No sábado, ele chega e me diz: 'Você vai jogar'. Eu estava há um mês sem jogar - disse Thiago Galhardo.

- Acabou que no dia, eu entrei no minuto 81, perdendo por 1 a 0, acabei entrando muito mal fisicamente, e logo após disso, veio a Data Fifa, período que consegui melhor me preparar e coloquei como meta estrear contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu.

- É um sonho, sonho de criança, de se jogar na seleção brasileira, com grandes jogadores na Europa, e poder reinaugurar um dos maiores palcos do futebol europeu e mundial com grandes nomes como o Casemiro, Marcelo, Militão, Vinícius Junior é prazeroso de mais, fiquei muito encantado. Meu irmão e meu empresário vieram para essa partida e foi algo que me marcou, assim como a minha convocação para a seleção - falou.

- Na seleção, é um período mais curto de treinos, mas com bastante intensidade, já aqui é um tempo maior, conhecendo estádios, novas culturas. Mas é uma coisa que de fato mexe com a cabeça de um modo muito positivo, e eu estou feliz. Espero ficar aqui até o último dia da minha carreira, não só aqui em Vigo, mas aposentar aqui, por conta de uma qualidade de vida que temos e de trabalho são realmente absurdos.

Galhardo deu assistência em vitória contra o Getafe (Foto: Ricardo Duarte / Internacional)

O jogador brasileiro do Celta de Vigo falou ao LANCE! sobre os planos de sua carreira, e garante que planeja continuar na equipe espanhola, mesmo estando emprestando ao clube.

- Eu sou um cara que faz planos a curto prazo. A longo prazo, o risco de se decepcionar é muito grande, por que existem variantes que podem nos tirar do meio, como uma lesão, problemas familiares, as coisas não andarem do jeito que você espera. Eu não espero vir para a Europa, o 'Chacho' me ligou diante de tudo que estava acontecendo no Inter, vendo as notícias. Eu via que tinha a necessidade de respirar novos ares.

- Eu fui e sempre serei muito grato ao Inter, ainda tenho contrato lá, vale lembrar que estou aqui no Celta por empréstimo. Mas eu hoje, quero voltar a jogar, tem dois meses que não começo uma partida de titular, o último foi até próximo do meu aniversário, contra o Juventude e depois contra o Olímpia. Quero voltar aqui a ter minutagem, confiança, fazer gols que aí sim, eu começar a pensar aos poucos.

- Querer renovar com o Celta é um desejo meu, ajudar o time, ficar por aqui porque é um desejo que quero que se realize. Muitas pessoas me perguntam sobre a adaptação. Se adaptar com coisas boas é fácil, com as ruins que é muito difícil. Tá sendo muito fácil, a língua, estou fazendo aulas para me comunicar certamente com meus companheiros, dar entrevistas, por que é muito fácil de entender e um pouco mais difícil de falar. Mas eu estou praticando, não tenho vergonha. Então hoje é isso, meu sonho é ir muito bem aqui, para depois pensar nessas coisas. Degrau por degrau, dar alegria para a minha família e depois pensar nisso.

Galhardo é o camisa 7 do Celta de Vigo (Foto: Instagram)

Thiago Galhardo também falou, na entrevista, sobre os objetivos do Celta de Vigo para esta temporada, e elogiou o trabalho feito por Eduardo Coudet no time.

- O objetivo aqui é a Liga Europa, ano passado não fomos por conta de um ponto. O clube terminou em oitavo lugar em uma arrancada linda do Coudet, saindo do último lugar para o oitavo fazendo, se eu não me engano, a quinta melhor campanha do returno, bem legal assim os números, muito bons. Esse é o objetivo do clube, que não joga as principais competições europeias tem bastante tempo.

- Começamos realmente muito mal, os jogos não condizem com os resultados, mas o futebol é número e resultado. Às vezes, o cara dá 1 chute no gol e faz, e seu time dá 20 chutes e não sai o gol. O mais difícil é o primeiro gol, primeira vitória, isso é o mais difícil. Depois as coisas caminham para o natural. Segunda agora temos o jogo contra o Granada, é trabalhar e ganhar deles, por que depois que emendar a segunda vitória, as coisas ficam mais tranquilas e leves. Temos que ir em busca dessa primeira vitória fora de casa, e depois pensar na primeira vitória jogando na nossa casa.

Futebol