PUBLICIDADE
Topo

Futebol

2021 se torna a temporada em que o Fluminense mais usou jogadores de Xerém no profissional; veja números

26/10/2021 15h53


O Fluminense fez, em 2021, mais um marco na sua história. Nesta temporada, o clube utilizou mais jogadores da base do que em qualquer outro ano. No total, 25 Moleques de Xerém atuaram nas competições profissionais que o Tricolor disputou. Do elenco atual, 12 atletas vieram do CT Vale das Laranjeiras.

O número ultrapassa a temporada de 2002, quando o Flu escalou 20 jogadores de Xerém no time principal. Além da quantidade, 2021 também foi o ano em que o Tricolor relacionou o atleta mais jovem de sua história na era profissional, desde 1933. Arthur, atualmente no sub-20, fez sua estreia na primeira rodada do Carioca, contra o Resende, com apenas 16 anos.

De acordo com Paulo Angioni, vice-presidente de futebol do clube, a presença de Xerém no profissional não é coincidência, e sim resultado da integração entre as categorias. Neste ano, a CBF também renovou o Certificado de Clube Formador do Fluminense.

- Eu acredito que o maior valor agregado que nós temos hoje é essa ligação direta entre o futebol profissional e a base. Essa é uma das maiores chancelas do futebol brasileiro e do mundo, a boa formação de jogadores que o Fluminense já traz em sua história. Hoje temos um aproveitamento grande de atletas da base, aproveitando essa aproximação em função da presença de jogadores da base que estão no dia a dia do clube, treinando junto dos profissionais. Com isso nós temos um aproveitamento bom, com 40% do elenco de jogadores formados na base. E a tendência é que em 2022 é que a gente consiga uma margem de 50%, o que é um marco histórico. É importante evidenciar isso. Esse entendimento é único e a gente está conseguindo efeitos positivos disso - declarou Angioni.

Para Marcão, a união entre as modalidades formadoras e o profissional é um dos segredos do sucesso do time. O técnico do elenco principal ainda destacou a importância do sub-23, categoria de transição, para o amadurecimentos dos Moleques de Xerém.
.
?- O Fluminense hoje é um clube que tem por característica usar bem seus jogadores de base. E a gente tem consciência disso. O trabalho é muito bem realizado lá em Xerém, e o processo de transição no sub-23 também. É um processo diário, de conversa da nossa parte, sabendo que temos grandes valores lá e que a qualquer momento eles podem chegar no profissional e ajudar o Fluminense. Basta ver nosso elenco, com grandes jogadores da base que já jogam, além de outro que estão subindo e com possibilidade real de atuar pela equipe principal. Acho que andar junto sempre, base e profissional, é o que tem funcionado. Temos que aproveitar e a gente aproveita bem isso. É uma marca do Fluminense - disse Marcão.

> Confira a classificação da Série A do Brasileiro

VEJA A LISTA DE JOGADORES DA BASE UTILIZADOS NO PROFISSIONAL EM 2021
?Goleiros: Marcos Felipe e Pedro Rangel
Laterais: Calegari, Daniel e Igor Julião
Zagueiros: Luan Freitas, Higor e Frazan
Volantes: André, Caio Vinícius, Martinelli, Metinho, Nascimento e Wallace
Meias: Miguel e Arthur
Atacantes: Caio Paulista, Gabriel Teixeira, Kayky, Luiz Henrique, Matheus Martins, Alexandre Jesus, João Neto, John Kennedy e Samuel.

Futebol