PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornalista de Minas fica na bronca ao ser zoado, 'abandona' o Jogo Aberto e recebe apoio da torcida do Atlético-MG

21/10/2021 16h42


O jornalista Heverton Guimarães, que cobre os clubes de Minas Gerais e participa do 'Jogo Aberto', da Band, ficou na bronca durante a edição desta quinta-feira, após entrar em um debate com os colegas, entre eles, Ronaldo Giovanelli, Edmundo e Renata Fan, sobre um lance na goleada do Atlético-MG sobre o Fortaleza na semifinal da Copa do Brasil..

O mineiro defendia a tese de que o árbitro da partida teria errado ao anular o gol de Guilherme Arana. Enquanto ele tentava falar, Ronaldo usava um apito para zoar o colega, enquanto os demais participantes riam. O jornalista ainda foi cortado por Renata Fan que mudou o rumo da conversa.

- Só vira destaque do programa coisa ruim, o jogo em si só, a vitória, ninguém fala - esbravejava o jornalista, tentando falar por cima dos colegas.

- Tchau, Heverton, acabou o assunto. ganhou de 4 a 0, vai reclamar do quê? Que nem o Cuca falou: 'Tão reclamando porque a gente não fez mais gols'. Héverton, 4 a 0 - disse Renata Fan.

O jornalista insistia em abordar o Atlético, quando Renata queria trocar o assunto para o Palmeiras. Heverton se negou e 'abandonou' a bancada.

Pelas redes sociais, muitos torcedores do Galo repercutiram o assunto e apoiaram o jornalista mineiro.

- Se o Heverton Guimarães tivesse tomado a mesma atitude com a Renata Fan, esse Twitter ia tá insuportável - disse um atleticano.

- Gosto bastante do Jogo Aberto, mas achei isso muito desrespeito o que fizeram com o Heverton Guimarães. Certo ele em falar isso - postou outro perfil.

- Renata Fan hoje foi totalmente desnecessária e faltou com respeito com o Heverton Guimarães e com o Galo,não deixou ele falar e focaram no lance do Golaço do Arana e apito do juiz e esqueceram que foi goleada e jogão do Galo. Perderam credibilidade - reclamou outra torcedora.

- Desrespeitoso que fizeram com o Heverton Guimarães e com a torcida do Galo - disse mais um.

Futebol