PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Relembre duelos marcantes e recentes entre Athletico e Flamengo, que se enfrentam na Copa do Brasil

19/10/2021 08h00


Nos últimos anos, os encontros entre Athletico-PR e Flamengo foram marcados por provocações, fim de tabu e títulos. Na noite da próxima quarta-feira, às 21h30, as equipes serão postas, novamente, frente à frente na Arena da Baixa para disputar uma vaga na final da Copa do Brasil. Dessa forma, como os duelos têm agitado o cenário nacional, o LANCE! relembra partidas recentes e marcantes do confronto.

> Renato revela que Gabi passou mal no vestiário: 'Quase não entra em campo'

2013: final da Copa do Brasil

Um das primeiras partidas que esquentou essa rivalidade recente aconteceu na final da Copa do Brasil de 2013. No jogo de ida, empate por 1 a 1 no estádio Durival Britto, no Paraná, com gols de Marcelo Cirino pelo Furacão, e Amaral pelo Fla.

Embora um empate sem gols garantisse o tricampeonato aos cariocas, o Flamengo venceu a partida por 2 a 0. Os gols foram de Elias e Hernane Brocador, que terminou aquela temporada com 36 marcados.

Ainda vale lembrar que o confronto foi emocionante, uma vez que o Fla só conseguiu furar a defesa athleticana após os 40 minutos da etapa final. O volante abriu o placar aos 41 e o artilheiro fechou a conta aos 49.

> Quem leva a Copa do Brasil? Veja a tabela e simule!

Elias comemora gol que abriu o placar na final da Copa do Brasil de 2013 (Foto: VANDERLEI ALMEIDA / AFP)

2019: Flamengo de Jorge Jesus eliminado e provocação

Coincidentemente, o primeiro jogo de Jorge Jesus à frente do Rubro-Negro Carioca foi contra o Athletico-PR na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil de 2019. Na ocasião, assim como em 2013, as equipes empataram no Paraná por 1 a 1. Entretanto, o resultado da volta foi diferente.

No Maracanã, após novo empate por 1 a 1, o vencedor foi conhecido nos pênaltis. Como Vitinho isolou, e as cobranças de Diego e Everton Ribeiro pararam no goleiro Santos, o Fla foi superado pelo Furacão e caiu na fase quartas de final.

Depois de garantir vaga na semi, os jogadores do Athletico provocaram o Flamengo. No gramado, eles fizeram o gesto característico das comemorações dos gols de Gabi e, também, colocaram a mão sobre o nariz, o que foi uma alusão ao "cheirinho". Mais tarde, a equipe paranaense sagrou-se campeã da competição.

Na época, Bruno Guimarães, que hoje está no Lyon, explicou que Gabigol havia dito, na Arena da Baixada, que a partida da volta, no Maracanã, seria fácil. O meia classificou a brincadeira athleticana como "sadia". Léo Pereira, que estava no Athletico e hoje defende o Flamengo, ressaltou que a fala não agradou aos jogadores do Furacão.

Jogadores do Athletico fazem o sinal do "cheirinho" (Foto: Reprodução / TV Globo)

2019: fim do jejum e resposta

No mesmo ano, as equipes voltaram a se encontrar, dessa vez, pelo Campeonato Brasileiro. Neste ponto da temporada, vale lembrar, o Flamengo de Jorge Jesus estava consolidado como uma das potências do futebol nacional e deu o troco.

Com dois gols de Bruno Henrique, o Flamengo venceu o confronto e, então, manteve os oitos pontos de distância para o Palmeiras, vice-líder da época. O resultado também pôs fim a um longo tabu. O Fla não derrotava o Athletico no Paraná pelo Brasileirão desde 1974. Na oportunidade, Zico e Paulinho garantiram o resultado positivo no Couto Pereira, estádio do Coritiba.

Além disso, contabilizadas todas as competições, a última vitória do Flamengo sobre o Athletico no Paraná, até então, havia acontecido em 2011, pela Copa Sul-Americana. Ronaldinho Gaúcho marcou o único gol do confronto que deu, inclusive, a primeira vitória aos cariocas na Arena da Baixada.

Assim, os jogadores do Flamengo não perderam a chance e devolveram a provocação ao Athletico. Eles fizeram justamente o gesto característico de Gabigol no gramado do estádio após o apito final (como pode ser visto na foto de capa desta matéria). Entretanto, o atacante estava com a Seleção Brasileira em Singapura e não participou da brincadeira. Mais tarde, o Flamengo sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro.

Flamengo conquistou a Supercopa em 2020 (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

2020: mais um título

Como o Flamengo conquistou o Brasileirão e o Athletico a Copa do Brasil, as equipes fizeram a final da Supercopa do Brasil. Com gols de Gabi, Bruno Henrique e Arrascaeta, o Rubro-Negro Carioca bateu o Furacão por 3 a 0 no estádio Mané Garrincha e faturou mais uma taça.

Novamente, os jogadores do Flamengo, ainda no gramado, fizeram o gesto da comemoração de Gabigol em direção à arquibancada para devolver a provocação feita na Copa do Brasil de 2019.

Em tempo: o confronto desta quarta-feira será válido pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil e terá transmissão em tempo real do LANCE!.

Futebol