PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Campeã com o Corinthians, Gabi Zanotti cobra reajuste da premiação do futebol feminino: 'Isso é inadmissível'

27/09/2021 20h01


A meia-atacante Gabi Zanotti cobrou um reajuste no valor pago ao time campeão do Brasileirão feminino, um dia após levantar a taça pelo Corinthians, que bateu o Palmeiras neste domingo. A jogadora afirmou que o valor pago pela CBF é o mesmo nas últimas cinco temporadas. No entanto, o valor sofreu um reajuste da temporada anterior para a de 2021.

- A modalidade está evoluindo, mas muitas coisas ainda precisam evoluir. No campeonato brasileiro, vamos para o quinto ano sem um reajuste na premiação. Isso é inadmissível pelo que conseguimos conquistar. Não estou aqui brigando pelo Corinthians, estou aqui brigando pela modalidade - disse ela, no 'Encontro com Fátima Bernardes', da Globo.

Gabi acentuou que não cobra um valor igual ao do masculino, entendendo que mercadologicamente, o produto ainda possui menos apelo. A questão, no entanto, vem mudando gradativamente, já que a grande final, por exemplo, teve uma audiência acima da média da Band, que chegou a rivalizar com o SBT.

- Não quero nem comparar com o masculino, a gente não quer a mesma coisa porque sabemos que o produto hoje ainda é diferente... Mas a gente sabe que precisa ser valorizado - afirmou.

O time feminino do Corinthians recebeu R$ 290 mil pela conquista. O valor é R$ 110 mil superior ao que a equipe embolsou pela conquista da mesma competição no ano passado, mas, ainda assim, representa somente 0,87% da quantia que a equipe masculina que vencer a Série A nesta temporada.

Entre os homens, o time que levantar o caneco vai receber R$ 33 milhões. Com isso, o valor que a equipe campeã brasileira feminina recebe em relação a masculina é 113,8 menor.

Futebol