PUBLICIDADE
Topo

Futebol

A volta dos que não foram: após 'passagem relâmpago' no Botafogo, Pimentinha retorna ao Nilton Santos

26/09/2021 05h00


O ano é 2015. O Botafogo, rebaixado, busca jogadores que se destacaram no ano anterior e aposta em Pimentinha. O atacante, contudo, fica menos de um mês no clube, saindo por se recusar a fazer um exame. Neste domingo, os dois se reencontram: o Alvinegro enfrenta o Sampaio Corrêa às 18h15, no Estádio Nilton Santos, pela 26ª rodada da Série B do Brasileirão. O duelo será transmitido em tempo real pelo LANCE!.

+ Botafogo x Sampaio Corrêa: prováveis times, desfalques e onde assistir

O atacante chega para a partida sendo uma das referências do Sampaio Corrêa - clube que também defendia antes da "passagem relâmpago" pelo Botafogo. A Bolívia Querida é a 9ª colocada no Campeonato Brasileiro, mas ainda sonha com uma vaga no G4.

Pelo lado do Botafogo, a partida é para se confirmar entre os quatro primeiros colocados da competição. Em uma rodada repleta de confrontos diretos entre equipes que brigam pelo G4, o Botafogo tem a chance de criar vantagem para os clubes fora da zona de classificação para a próxima Série A.

QUEM VIU?
?A estratégia de contratações do Botafogo em 2015 era diferente da adotada na atual temporada: a diretoria do Alvinegro buscou jogadores que se destacaram na Série B do ano anterior - neste contexto, chegaram, por exemplo, Bill, Tomás Bastos e Rodrigo Pimpão. Pimentinha, principal jogador do Sampaio em 2014, se encaixava nisto.

O Botafogo anunciou a contratação de Pimentinha no dia 29 de janeiro. Em 27 de fevereiro, menos de um mês depois, o clube soltou uma nota oficial lamentando a decisão da saída do atacante, que deixou o Glorioso sem fazer nenhuma partida.

No dia 25, Pimentinha havia sentido dores do púbis e o plano do Botafogo era fazer exames no local. É aí que a relação começa a acabar: o jogador recusou a ser submetido ao procedimento e, 48 horas depois, o Alvinegro anunciou a saída, provocada por um pedido do jogador. Após isto, o clube divulgou uma nota sobre o acontecimento.

Pimentinha pelo Sampaio Corrêa (Foto: Biné Morais/O Estado)

"O Botafogo vem a público esclarecer a saída do atleta Anderson Wanderllan de Moraes Rodrigues (Pimentinha). Antes da formalização do acordo, o atleta alegou dores no pubis e optou por não assinar o contrato. O chefe do Departamento Médico Luiz Fernando Medeiros realizou exames clínicos e solicitou a ressonância magnética na região, que foi recusada pelo jogador.

O Botafogo lamenta a atitude do profissional tendo em vista todos os esforços empenhados para a sua contratação e deseja sorte no prosseguimento de sua carreira"

+ Botafogo chega a 'número mágico' para acesso à Série A se mantiver o mesmo aproveitamento em casa

Renê Simões, treinador do Alvinegro na época, se pronunciou sobre o caso em uma entrevista coletiva. O técnico afirmou que o clube contou a verdade e até relatou algumas palavras do jogador.

- Lamento muito a saída dele. Ele foi muito bem num jogo-treino, é jogador de futebol de salão, de velocidade, sabe fazer gol. Liguei, mas ele não atendia. Podem ter absoluta certeza de que o que Botafogo disse foi toda a verdade. O Luís Ricardo (lateral-direito) falou com ele pelo Whatsapp e disse que o Pimentinha relatava problemas no púbis. Ele contou que não poderia produzir nada por causa da dor no púbis. Disse 'Me perdoe se fiz algo errado, tenho que ir embora' - afirmou Renê.

De qualquer forma, o fato é que Botafogo e Pimentinha estarão em lados opostos neste domingo. A partida no Estádio Nilton Santos é importante para as pretensões de G4 no Campeonato Brasileiro e reserva emoções.

Futebol