PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Para seguir no G4, Fortaleza busca vitória contra o Sport em duelo de nordestinos

25/09/2021 19h39


Fortaleza e Sport se enfrentam neste domingo, às 18h15, na Arena Pernambuco, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de momentos bem diferentes na temporada, o confronto entre os leões é mais uma amostra da crescente representatividade que o futebol nordestino tem apresentado nas últimas temporadas no cenário nacional.

O Leão do Pici faz uma temporada histórica, eliminou o São Paulo e está nas semifinais da Copa Brasil pela primeira vez, além de estar no G4 do Brasileirão. Já o Leão da Ilha, que retornou à elite em 2020, não faz uma boa temporada e está na zona do rebaixamento, com apenas 17 pontos e na 19ª colocação.

Mesmo com uma possível queda do Sport, o Nordeste pode ter quatro representantes na próxima Série A pelo quinto ano seguido, já que o CRB é o 4º colocado na Série B, enquanto Náutico e Sampaio Corrêa tentam se recuperar em busca do acesso.

Atual presidente do Fortaleza, Marcelo Paz exalta os investimentos feitos na região e o desempenho dos times nordestinos nos últimos anos.

- É um povo apaixonado pelo futebol. Com mais investimentos, começamos a colher os frutos de um desempenho esportivo melhor. A caminhada é longa, mas este é o caminho para as equipes se manterem competitivas - pontuou.

Dentro de campo, a equipe cearense teve um crescimento notável desde a chegada do treinador argentino Juan Pablo Vojvoda, em maio deste ano. O jogo ofensivo e agressivo dentro e fora de casa proporcionou uma virada de chave para o clube, que possui hoje o 4º melhor ataque do Brasileirão, com 29 gols marcados, e apresenta um desempenho superior ao de grandes equipes do futebol brasileiro.

- O Vojvoda tem um estilo de jogo agressivo, ofensivo, gosta que o time trabalhe a bola e atue com protagonismo. É um perfil de treinador que o nosso torcedor se identifica, é o nosso DNA, fizemos a contratação dele porque ele se enquadrou em todas essas exigências - afirmou Marcelo Paz.

Fora das quatro linhas, o Fortaleza se notabiliza pelo modelo de gestão responsável, com investimentos em infraestrutura e tecnologia. O compromisso com a gestão proporcionou ao clube a contratação de alguns reforços, como Yago Pikachu e Lucas Crispim, peças-chave do elenco cearense.

A ótima temporada do Fortaleza corrobora com o bom papel exercido pelo futebol nordestino no cenário nacional. Além da manutenção e presença na elite de ao menos quatro equipes nordestinas que disputaram o Brasileirão 2020 - Fortaleza, Ceará, Bahia e Sport -, algo que ocorre desde 2018, o futebol nordestino emplacou seis clubes nas oitavas de final da Copa do Brasil 2021, com Vitória, Fortaleza, CRB, ABC, Bahia e Juazeirense. O número só não foi maior porque o Fortaleza eliminou o arquirrival Ceará na fase anterior.

Outro marco importante no torneio eliminatório foi conquistado pelo Fortaleza, que garantiu, pelo quarto ano consecutivo, um representante nordestino nas quartas de final. De acordo com Marcelo Segurado, executivo de futebol com passagem pelo Ceará, é notável o desenvolvimento dos clubes da região.

- Na minha primeira temporada pelo Ceará, alcançamos a elite e encerramos um longo jejum. A torcida sempre apoiou muito o time, o futebol é uma grande paixão do povo nordestino. A boa administração e a sólida estrutura podem levar esses clubes, muitas vezes considerados de menor expressão, a brigar por títulos importantes - destacou Segurado.

Cada vez mais relevante, a Copa do Nordeste também tem se mostrado muito importante para a organização dentro de campo das equipes e para elas se prepararem para o restante da temporada. De acordo com Segurado, o nível competitivo do torneio está ligado à boa fase no âmbito nacional.

- A competição exige muito dos clubes, com uma preparação de qualidade tanto dentro quanto fora de campo. É um torneio com uma exigência muito alta. Algumas equipes disputam o campeonato estadual com times de transição, com foco na competição regional, que a cada dia ganha mais força no cenário local e regional - completou o dirigente.

Futebol