PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em baixa com a torcida, Sylvinho vai para o Dérbi respaldado pela diretoria do Corinthians

22/09/2021 07h00


Após três empates consecutivos em 1 a 1, a torcida do Corinthians parece ter perdido a paciência com Sylvinho. A desconfiança, que já era considerável, ficou ainda maior com a sequência de jogos sem vencer mesmo com a chegada dos reforços. No entanto, o pensamento da Fiel não é o mesmo da diretoria do clube, que mantém o respaldo ao técnico e confia em bom resultado no Dérbi.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Relembre a estreia de grandes jogadores do Corinthians na última década

Recentemente, o treinador corintiano completou quatro meses de clube. De lá para cá são 23 jogos, 7 vitórias, 10 empates e 6 derrotas, aproveitamento de 44,93% dos pontos disputados, ou seja, nesse período o Timão conquistou menos da metade da pontuação máxima possível, índice bem baixo, apesar da importante sexta posição na tabela do Campeonato Brasileiro de 2021.

Para se ter noção, Vagner Mancini deixou o clube, em maio, o aproveitamento era de 60% (10 vitórias, 6 empates e 4 derrotas). Claro que os jogos eram, em sua maioria, de nível estadual, diferente do que Sylvinho vem enfrentando desde que assumiu o Corinthians, com adversários de Brasileirão e Copa do Brasil. Mas a questão é que o antecessor não tinha os reforços para trabalhar.

No último domingo, contra o América-MG, foi a primeira vez que o atual treinador teve à disposição as quatro maiores contratações desta temporada: Giuliano, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian. É baseado neste motivo que a diretoria alvinegra pede paciência com o trabalho de Sylvinho que, para os dirigentes, têm entregado boas expectativas, como a volta da solidez defensiva e de uma organização de time, com margem para melhoria no ataque.

Há o entendimento de que essa evolução no ataque será entregue pelos novos reforços, mas que ainda não foi possível pela necessidade de readequá-los ao futebol brasileiro, principalmente pela questão física. Todos eles vieram de um longo período de inatividade e precisarão de um tempo para chegar ao 100%. A diretoria do Timão acredita também que quando eles estiverem fisicamente melhor, o crescimento do time e dos resultados virão naturalmente.

Neste sábado, na Neo Química Arena, o Corinthians recebe o Palmeiras para mais um Dérbi, o que tem significado problema para os técnicos recentes do clube. Os dois últimos caíram após derrotas para o maior rival: Tiago Nunes, depois de perder por 2 a 0, em casa, no Brasileirão-2020, e Vagner Mancini, que foi eliminado na semi do Paulistão-2021 após perder por 2 a 0 em Itaquera.

No que depender do respaldo da diretoria, Sylvinho será mantido no comando do Corinthians independentemente do resultado no clássico pela 22ª rodada do Brasileirão-2021. Vale lembra que neste momento são sete jogos de jejum contra o rival, que não perde na Neo Química Arena há quatro partidas.

Futebol