PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ao L!, presidente do Fortaleza conta o que pesou para acerto com Vojvoda e destaca 'imersão' do técnico no clube

21/09/2021 09h15


A grande fase do Fortaleza no cenário nacional passa pela perspicácia de Juan Pablo Vojvoda. Em entrevista ao "LANCE! na Jogada" exibido nesta terça-feira (21), o presidente do Tricolor do Pici, Marcelo Paz, detalhou o que foi crucial para selar o acordo com o comandante.

- Pensamos um perfil de um treinador que gostasse da bola, agressivo, que tivesse o ataque como preponderância. Ele tem esse perfil, mas também tem a seu favor os resultados expressivos em trabalhos com equipe de menor investimento. Conseguiu ir bem no Talleres e no Defensa Y Justicia, classificando as equipes à Copa Libertadores e à Copa Sul-Americana, respectivamente. E no Unión La Calera, ele foi vice-campeão chileno, inédito e levou a equipe à Copa Libertadores. Então a gente identificou que ele tinha o perfil técnico que a gente gostava e sabia trabalhar com equipes de menor orçamento - e contou:

- Fizemos contato, longas reuniões, de trocarmos ideias, material até fecharmos acordo para que ele e sua comissão técnica viessem trabalhar no Fortaleza. Ele tem feito um grande trabalho - complementou.

Paz também ressaltou a comissão técnica que chegou com Vojvoda.

- São pessoas muito qualificadas o Nahuel (Martínez) e o Gastón (Liendo) são pessoas muito ativas, questionam, ajudam em campo, têm funções específicas. E o preparador físico, Adrián Vaccarini, é um professor, muito qualificado, foi professor de fisiologia da Universidade de Buenos Aires, esteve desde o ciclo da última Copa do Mundo na seleção do Peru. Então, montamos uma comissão técnica que veio para brigar com gente inteligente, que veio para o Brasil para vencer, para um desafio pessoal. Mas tenho que citar também toda a nossa comissão técnica do clube. Temos mais 30 pessoas no clube! Médico, fisioterapeuta, nutricionista, analista de desempenho, psicóloga... É uma série de pessoas que dão suporte para este trabalho fluir - disse.

O dirigente contou como foi o desafio do treinador se adaptar ao futebol brasileiro. Juan Pablo Vojvoda chegou ao Fortaleza durante o Estadual, logo após a saída de Enderson Moreira.

- Escolhemos a vinda dele em um momento estratégico. Perdemos a semifinal da Copa do Nordeste e tínhamos um mês até o Brasileiro e pensamos que este tempo era suficiente para conhecer o elenco. Além disto, poderíamos contratar com calma. Demoramos 12 dias para contratar o Vojvoda. Ele chegou 15 dias depois do Enderson Moreira sair, teve tempo de testar a equipe em jogos teoricamente mais fáceis do Campeonato Cearense sem aquela grande pressão de resultados. Mas olha que ele encarou um clássico no segundo jogo (risos). De qualquer forma, a vitória sobre o Ceará deu muita moral para ele e também para os jogadores... - declarou.

Marcelo Paz também revelou uma forma do treinador conhecer bem de perto o Fortaleza.

- Ele fez uma "imersão", morou literalmente no clube! Ele só saiu por 30, 45 dias, que foi quando os filhos e a esposa vieram para um lugar próximo a Fortaleza. Depois que a família foi embora, ele já voltou a morar no CT - disse.

Aos seus olhos, todos no clube ganharam com esta "imersão".

- É uma via de mão dupla. Os jogadores o conheceram melhor, ele passou a conhecer melhor os jogadores, a estrutura, as pessoas, o funcionamento... - e ressaltou:

- Os jogadores são liderados pelo exemplo, por um cara que está aí todo dia, se dedicando, que veio para trabalhar dando o seu melhor. Isso faz com que o Vojvoda possa passar seu propósito, exigir mais dos seus jogadores - complementou.

Sobre o "LANCE! na Jogada"

O "LANCE! na Jogada" é uma série de lives no canal no Youtube, que traz convidados para analisar diversos assuntos atuais do futebol brasileiro. Os debates abordam temas como esporte, marketing, finanças e negócios.

Futebol