PUBLICIDADE
Topo

Athletico

António Oliveira pede para sair do Athletico após eliminação: 'Consciência tranquila'

Português optou por deixar o clube após tropeços no Brasileirão e queda no estadual - Mauricio Mano/Athletico
Português optou por deixar o clube após tropeços no Brasileirão e queda no estadual Imagem: Mauricio Mano/Athletico

09/09/2021 11h52

A sequência recente de resultados ruins no Brasileirão, bem como a queda do Athletico no Campeonato Paranaense, custaram o cargo do técnico António Oliveira.

Nas redes sociais, o profissional oficializou, em nota, que não é mais o comandante da equipe em decisão que teria partido do próprio treinador português.

Exaltando o fato de ter conseguido ficar em quatro competições simultâneas, António destacou na nota sair "de consciência limpa" e ressaltou que o trabalho pode ser bem feito "apesar das dificuldades".

Além disso, ele ainda indicou que chegou a ser sondado por outras equipes onde, na época, optou por permanecer no Furacão "pelo projeto":

"Hoje encerro minha passagem pelo Club Athletico Paranaense por decisão minha, há muito amadurecida e por diversas razões avaliadas de forma consciente e profissional. Foi uma experiência profissional de grande valia, onde conheci pessoas fantásticas e aprendi como me superar, mostrando que é possível pensar grande, mesmo com todas as dificuldades existentes. Houve a lembrança do meu nome por vários clubes, mas resolvi ficar pelo projeto. Faço questão de dar os parabéns a esta equipe pelo enorme esforço e dedicação. Mas como sempre disse, jogadores não são máquinas e tudo tem limites. Saio de consciência tranquila e agradeço o apoio de todos que, junto comigo, saímos de uma zona de queda no ano passado para a fase final de duas das copas, simultaneamente, fato inédito na história do CAP", relatou.

O bom desempenho em torneios eliminatórias vinha contrastando com a falta de vitórias no Campeonato Brasileiro, torneio que vinha pesando consideravelmente no seu aproveitamento. Na temporada foram 39 partidas com 20 vitórias, sete empates e 12 derrotas sendo que oito desses reveses ocorreram no Brasileirão.

Assim, o clube deve ser dirigido por Paulo Autuori nos próximos confrontos (América-MG, pelo Brasileirão, e Santos, pela Copa do Brasil) até que haja uma definição sobre o novo técnico da equipe.

Athletico