PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Medina exalta ouro olímpico de Italo Ferreira e rebate provocações de Kanoa Igarashi: 'Eu venci a bateria'

29/07/2021 17h52


Nesta quinta-feira, o bicampeão do mundo Gabriel Medina desembarcou no Brasil após da disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em conversa com os jornalistas que estavam no aeroporto, o surfista lamentou a postura de Kanoa Igarashi, que provocou os críticos que afirmam que o japonês foi favorecido pelos juízes na bateria da eliminação de Medina.

> Veja o que viralizou no dia das Olimpíadas de Tóquio

- Tem que ter paciência, enfim. Fazer palhaçada depois que ganha é fácil. Todo mundo se respeita no circuito. Ganhei inúmeras vezes dele e nunca brinquei. Prefiro trabalhar em silencio, fazer o meu e focar - disse Medina.

A eliminação de Medina na semifinal do Surfe foi polêmica. Nos minutos finais da bateria, o japonês conseguiu uma manobra que lhe deu 9.33 pontos e, assim, ultrapassou o brasileiro. A pontuação foi, inclusive, maior do que as duas melhores manobras realizadas por Medina.

Gabriel Medina disse que, ao comparar suas duas melhores ondas com as duas melhores de Igarashi, ele venceu a bateria. Ele admitiu que está triste, agradeceu o apoio dos brasileiros e disse que trará mais orgulho para o Brasil.

- Assisti à bateria. Até por isso segurei minhas palavras, não falaria sem ter assistido. Comparando minhas melhores ondas e as duas melhores dele, eu venci a bateria. Mas, é difícil falar - disse Medina, que ainda completou.

- Estou triste mesmo e quero continuar trabalhando porque esse ano tem o mundial, não quero deixar isso me abalar. Recebi um apoio gigante do Brasil, e isso só me fortalece. Esses dias tristes vão passar e vou trazer ainda mais orgulho para nós - concluiu.

Gabriel Medina ao lado de Ítalo Ferreira, que conquistou o ouro (Foto: Reprodução/Instagram)

Medina também falou sobre Italo Ferreira, que derrotou Kanoa Igarashi na final e conquistou a medalha de ouro. Ele comemorou o ouro olímpico e também o fato de ter ficado ao lado de Italo no Japão durante os Jogos.

- Foram dias tristes, mas também fiquei feliz de ter compartilhado esses dias com o Italo, foi a maior vibe boa. Só de sentir e estar do lado dele foi irado. É trabalhar para estar na próxima Olimpíadas e ter uma nova chance.

Depois do Japão, os Jogos Olímpicos serão sediados em Paris, na França. Todavia, a edição do Surfe acontecerá em Teahupoo, no Taiti. Medina destacou que ama a onda do local e já falou sobre se preparar para esta nova oportunidade.

- Espero estar nas próximas Olimpíadas no Taiti, que é uma onda que amo. Ainda há bastante tempo, três anos, mas o meu sonho começa desde agora - finalizou Medina.

Futebol