PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Patrício Pitbull vê desafio contra A.J. McKee como 'luta perfeita para calar todas as dúvidas'

28/07/2021 15h13


Para muitos, A.J. McKee é o maior desafio ao reinado do Patrício Pitbull na divisão dos penas do Bellator. Os dois se enfrentam no próximo sábado (31), em Inglewood, na Califórnia, em luta que, além do cinturão, vale o título do GP e uma generosa premiação de 1 milhão de dólares.

"Eu luto pelo meu legado, para ser o melhor do mundo. É isso que me motiva. Essa é a luta perfeita para eu calar todas as dúvidas que ainda possam existir", destaca o Pitbull, que também é dono do cinturão dos leves.

No sábado, o brasileiro de 34 anos terá pela frente um adversário mais alto, oito anos mais novo, invicto no MMA com 17 vitórias e lutando no bairro onde cresceu. Entretanto, ao seu lado, o atual campeão tem a experiência, uma movimentação única dentro do cage e um poder devastador nas mãos.

"O A.J. não é melhor que eu em nenhuma área, mas é perigoso em todas elas. Tenho que continuar fazendo o que faço e impor minha vontade sobre ele sem me expor. "O camp foi ótimo, me sinto muito bem fisicamente, e mentalmente mais ainda."

O torneio em disputa teve seu início no final de 2019, mas, por conta da pandemia do coronavírus, só será decidida agora. Apesar de todos os contratempos, Patrício Pitbull usou todos os intervalos entre as fases para se preparar para a grande final.

"Basicamente não parei de treinar em alto nível durante todo esse tempo, pois eles me davam uma possível data, eu treinava para ela, depois adiavam, e adiavam de novo. Tivemos que fazer vários ajustes para o corpo não cobrar a conta, mas agora chego no meu melhor momento", garante o potiguar.

Futebol