PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Roger admite Fluminense irregular, vê time 'tecnicamente mal' e diz: 'Favoritismo não entra em campo'

27/07/2021 23h03


O Fluminense jogou mal e perdeu para o Criciúma por 2 a 1 na noite desta terça-feira, no estádio Heriberto Hülse, em Santa Catarina, em confronto válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar de iniciar o duelo fora de casa, o Tricolor era considerado favorito por enfrentar um adversário que disputa a Série C do Brasileirão e a Série B do catarinense. Em entrevista coletiva, Roger Machado falou sobre a irregularidade do time e esse "status".

+ ATUAÇÕES: Roger Machado não organiza time e Fluminense sofre derrota; Abel faz gol de pênalti

- O favoritismo não entra em campo. Estamos falando de uma fase da competição que o adversário está aqui por seus méritos. Essa irregularidade em alguns confrontos é o que tentamos conscientizar os atletas de que não há jogo fácil e nem disputa vencida. Favoritismo a gente consegue e concretiza dentro de campo - analisou Roger.

O confronto de volta será já no próximo sábado, às 16h30, no Maracanã. Este duelo acabou antecipado após o adiamento do jogo do Flu na Libertadores. O duelo com o Cerro Porteño (PAR) será na terça-feira, dia 3. Sobre a derrota neste noite, o Flu acabou diminuindo a desvantagem com pênalti polêmico e Roger admitiu a partida ruim da equipe.

Veja os confrontos da Copa do Brasil

?- A partida se desenhou com um primeiro tempo ruim do ponto de vista técnico e tático. O adversário conseguiu bloquear os nossos avanços e jogava por um contra-ataque, uma disputa de primeira e segunda bola para conseguir criar com mais lucidez. E nós, na ânsia de querer resolver as coisas de forma desordenada em muitos momentos, oportunizamos mais eles terem a bola do que nós criarmos no gol. Finalizamos pouco e construímos pouco pelos lados, que deveríamos usar mais. O adversário conseguiu o gol em um dos muitos erros de passe que tivemos. Tecnicamente não estivemos bem - completou.

Roger Machado, técnico do Fluminense (Foto: Mailson Santana / Fluminense FC)

O treinador ainda negou que tenha havido apatia da equipe em campo. O Flu chega a três derrotas na temporada no que é a semana mais decisiva para o clube até o momento.

- Não falo em apatia porque me soa como desinteresse. Falo que não conseguimos sobressair nas dificuldades que o adversário nos impôs. Não achamos as soluções e começamos a nos desorganizar buscando alternativas. Muitos erros de passe no primeiro tempo, alguns forçados, que deram ao adversário a confiança de que a sua estratégia de marcar bem estava funcionando. Isso vai dando moral.

- Meus atletas nunca estão desinteressados. Na segunda etapa voltamos melhor organizados, cada um em sua função, imprimimos um ritmo mais forte, mas levamos o gol em uma penalidade revisada pelo VAR. Depois entramos no jogo novamente com as substituições. Estamos na disputa, mas não podemos ceder ao adversário o que fizemos hoje: a oportunidade de nos marcar bem e tecnicamente estarmos em uma noite que não nos ajudou - concluiu.

Futebol