PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Veja o que o juiz de Flamengo x São Paulo justificou na súmula para expulsar o médico Márcio Tannure

26/07/2021 11h42


O Flamengo goleou o São Paulo por 5 a 1, no último domingo, no Maracanã e em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas teve que suar por ter saído atrás do marcador já no segundo tempo. Após o terceiro gol dos mandantes, houve uma "confusão generalizada" iniciada por Márcio Tannure, chefe do departamento médico do Rubro-Negro, expulso em seguida.

Na súmula, o juiz Felipe Fernandes de Lima explicou que o quarto árbitro do confronto, Grazianni Maciel Rocha, o avisou que Tannure fez o seguinte:

- Após o gol da equipe do Flamengo, fui informado pelo quarto arbitro da
partida que o sr. Márcio Alves Tannure, médico da equipe, durante a comemoração, realiza gestos acintosos e provocativos e proferindo as seguintes palavras contra o banco de reservas da equipe adversária: "Fala muito, fala muito, fala agora". A partir desse momento, o sr. Juan Branda e o sr. Alejandro Gabriel Kohan abandonam a sua área técnica e vão até a área técnica da equipe adversária, iniciando uma confusão generalizada entre as comissões técnicas - relatou o árbitro, concluindo:

- Sendo que nesse momento pude perceber que o médico da equipe do Flamengo empurra o sr. Alejandro Gabriel Kohan com as duas mãos na altura de seu peito. após ter sido contido pela equipe de arbitragem e seus companheiros, os mesmo citados por mim, árbitro da partida, foram expulsos.

+ ATUAÇÕES: Bruno Henrique faz barba, cabelo e bigode e recebe a maior nota

Felipe Fernandes de Lima também explicou as expulsões de Juan Branda, auxiliar de Hernán Crespo, e do preparador físico Alejandro Kohan, ambos do São Paulo, destacando a ida da dupla à área técnica adversária.

Após o jogo, Crespo criticou o ato de Tannure, que ficou no banco mesmo após o cartão vermelho por ser médico (o que é previsto na regra):

- Na vida, como no jogo, uns sabem perder e outros ganhar. Infelizmente o Flamengo tem o profissional Márcio Tannure, que faltou com respeito ao meu banco, com palavras e gestos. Acredito que Renato e seus atletas são grande como o Flamengo, e temos que parabenizar. Infelizmente, dentro do Flamengo tem um profissional, um médico, que tinha que dar um exemplo e fez tudo isso. Provocou, e a reação foi essa. Não só falando, mas fisicamente. Infelizmente, estamos no mundo do futebol e temos que suportar. Espero que um clube grande como o Flamengo e a confederação não aceitem ter gente mal-educada trabalhando no futebol - falou Crespo.

+ Fla cola no G-4: veja a tabela completa do Brasileirão

Agora com 21 pontos, o Flamengo se manteve na sexta posição do Brasileirão. Vale lembrar que o clube rubro-negro tem dois jogos a menos em relação à maioria dos concorrentes. A equipe volta a campo na quinta-feira, às 20h, para receber o ABC no Maracanã, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Futebol