PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Revanche? Relembre como foi o clima no Brasil x Alemanha da final dos Jogos Olímpicos do Rio

22/07/2021 05h00


Muita coisa mudou de 2016 para cá. Foram três presidentes no período de cinco anos, rompimento na relação entre Neymar e Bruna Marquezine e uma espécie de vingança sobre os alemães. A Olimpíada do Rio de Janeiro marcou a conquista do ouro inédito da Seleção Brasileira no futebol masculino diante da Alemanha, carrasca do Brasil na pior e mais fatídica derrota em Copas do Mundo.
+ Confira quem o Brasil enfrenta na fase de grupos da Olimpíada

Dois anos depois de seu maior vexame, a Seleção conquistou o título que lhe faltava diante do algoz da Copa do Mundo de 2014. Depois de empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, Weverton foi heroico nos pênaltis (5 a 4) e garantiu a vitória que representou não só uma revanche, mas uma conquista histórica e o fim de uma espera de décadas

TROCA DE PRESIDENTES

Em 2016, Dilma Roussef sofria o processo de impeachment - ação que perdurou entre o final de 2015 e 31 de agosto de 2016. A presidente afastada não compareceu à abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro. Vaiado, o interino Michel Temer representou o Brasil no evento. Para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Jair Messias Bolsonaro é quem comanda a principal cadeira política do país.

RELAÇÃO ENTRE NEYMAR E BRUNA MARQUEZINE

Talvez o relacionamento mais recente e marcante que envolveu jogadores brasileiros, o namoro entre Neymar e Bruna Marquezine ainda agita a internet. Juntos desde 2013 - com direito a idas e vindas - o casal deu fim à relação em outubro de 2018. No Rio 2016, a atriz da Globo e o craque do PSG estavam afastados. Contudo, para delírio de fãs do relacionamento 'Brumar', após conquista de ouro inédito da Seleção Brasileira na Olimpíada, Neymar comemorou encontrando sua ex. O craque deixou o gramado e subiu na arquibancada para abraçar Bruna Marquezine no meio da torcida.

PROVOCAÇÕES

Em oito de julho de 2014, no Mineirão, a Seleção Brasileira levava sete gols da Alemanha. É a pior derrota da história do Brasil. E claro, as provocações alemãs ecoarão por bastante tempo. Na Olimpíada de 2016 não foi diferente. Após o apito final terminou com o ouro olímpico brasileiro, o defensor alemão Robert Bauer fez alusão ao 7 a 1 para provocar torcedores. Até mesmo ordem dos jogadores durante o hino virou motivo de zoeira. Relembre os memes envolvendo a rivalidade entre Brasil e Alemanha.

Futebol