PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians sonha com Paulinho, mas vê negócio difícil e forte concorrência

22/06/2021 14h41


O torcedor do Corinthians tem visto apenas as saídas de jogadores nesta temporada, como a de Bruno Méndez para o Internacional, e nada de reforços. Embora saiba das dificuldades financeiras do clube, a Fiel sonha com grandes contratações, como a volta de Paulinho. Pois saiba você, corintiano, que os dirigentes também desejam o meio-campista, mas a negociação é muito difícil.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira os jogadores que mais atuaram pelo Corinthians no elenco atual

Livre no mercado após rescindir contrato com o Guangzhou Evergrande, da China, Paulinho vem mantendo a forma no Red Bull Bragantino, onde tem estado em conversas com a diretoria do clube de Bragança. Como um jogador de Seleção Brasileira, de duas Copas do Mundo e passagem pelo Barcelona, a oportunidade de mercado chama a atenção de times de todo o mundo.

Não poderia ser diferente no Corinthians, clube que o projetou e onde é ídolo, tendo conquistado Libertadores e Mundial de Clubes em 2012. Segundo apurou o LANCE!, há o sonho de repatriar o volante, principalmente agora que está sem vínculo e não precisaria tratar com os chineses. Vale destacar que essa volta sempre esteve em pauta, no entanto muito mais distante.

Acontece que apesar de Paulinho estar sem vínculo, a negociação é muito difícil, já que o volante tinha um salário extremamente irreal para as possibilidades dos clubes brasileiros, ainda mais pela desvalorização do real nos últimos tempos. Não haveria engenharia financeira capaz de chegar a esse patamar se o meio-campista não reduzir drasticamente os seus vencimentos.

Dessa forma, a diretoria corintiana vê como um sonho ainda muito distante para o clube, mas irá buscar conversar com o jogador e seu estafe para entender a situação. A certeza é que mesmo se tratando de um ídolo e um jogador pronto, que veste a camisa para ser titular e referência, não haverá loucuras. A concorrência externa será muito grande e como muito potencial financeiro, contra o qual o Timão não pode brigar, nem chegar próximo.

A esperança alvinegra é que o emocional fale mais alto nessa história para que as partes possam ter uma conversa dentro da realidade, e Paulinho leve em conta a identificação com o clube, o que hoje é considerado difícil de acontecer. Perto de completar 33 anos, o meio-campista tem muito mercado no exterior.

Paulinho defendeu a camisa do Corinthians entre 2010 e 2013, atuou em 167 partidas e marcou 34 gols. Embora jogador e clube desejem essa volta, é mais provável que ela somente aconteça daqui uns anos. Mas o sonho está vivo.

Futebol